254 – A Resposta Católica: Jesus nasceu mesmo no “ano zero”?
Espacojames



Página Inicial
Listar Resposta Católica


Como Baixar o vídeo para seu computador? Copie o link deste vídeo [ https://www.youtube.com/watch?v=xrnKMzhQfsA ] depois, entre neste site: [ http://pt.savefrom.net ] cole o link no campo indicado e clique na seta > para baixar. Não precisa instalar nada, todo o processo é online.


Artigo N.º 15746 - 254 – A Resposta Católica: Jesus nasceu mesmo no “ano zero”?
Artigo visto 481




Visto: 481
Postado em: 25/03/20 às 18:40:15 por: James
Categoria: Resposta Católica
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=197&id=15746
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Resposta Católica


Há quem pense que a Igreja Católica, por um decreto papal infalível, decidiu há vários séculos quando Jesus nasceu e quando tem início, portanto, o “ano zero” da nossa Era. Mas será que as coisas são realmente assim? A Igreja sabe mesmo em que ano nasceu Jesus?

A Era Comum, também chamada em latim aera vulgaris ou dionysiana, é uma forma de medição do tempo que adota como marco inicial de referência o ano 754 desde a fundação de Roma (abreviado como U.C.), porque, segundo os cálculos de Dionísio, o Exíguo, monge cita do séc. VI, Jesus teria nascido mais ou menos por essa época, considerada desde então como o “ano um” da Era Cristã.

O cálculo de Dionísio partia de duas informações: a) primeira, o fato de S. João Batista ter começado a pregar “no ano décimo quinto do reinado do imperador Tibério” (Lc 3, 1), ou seja, em 782 U.C.; b) segunda, o fato de Jesus ter começado o seu ministério público com “cerca de trinta anos” (Lc 3, 23), logo após ser batizado no Jordão. Com isso, Dionísio chegou à conclusão, nunca tomada nem por ele nem pela Igreja como certa e indiscutível, de que Cristo teria nascido ao redor do ano 752 ou 753 U.C.

Apesar de ter-se imposto e logrado ampla aceitação, o cálculo de Dionísio é sabidamente incorreto, com uma margem de erro de 4 a 7 anos, pois não leva em conta que Herodes, o Grande, sob cujo reinado nasceu Nosso Senhor, morreu em 750 U.C., o que torna incompreensível todo o relato da natividade. De fato, se Jesus nasceu após a morte de Herodes, não poderia ter sido perseguido nem, portanto, teria ocorrido o massacre dos inocentes de Belém. Além disso, sabemos que, antes do nascimento de Jesus, apareceu por aqueles tempos “um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra” (Lc 2, 1).

Com base nessas informações, convém deixar claro o seguinte. a) Antes de tudo, é bastante provável que Jesus tenha nascido depois de 746 U.C. Com efeito, o decreto de Augusto que instituiu o censo universal foi promulgado, com muita probabilidade, depois da pacificação do Império e do consequente fechamento, no ano 746 U.C., das portas do Templo de Jano, segundo os costumes romanos de então. b) Por fim, é quase certo que Jesus nasceu antes de 750 U.C., pois sabemos que foi nesse ano, no mais tardar, que morreu Herodes I.

À luz do pouco que sabemos, é preciso reconhecer que o ano em que Jesus nasceu não pode ser determinado com certeza. Não sabemos, por exemplo, qual é o intervalo de tempo entre o natalício do Senhor e a morte de Herodes nem quanto tempo se passou entre a visitação dos Magos e o nascimento de Jesus na gruta de Belém. É igualmente incerto, ademais, o ano em que César Augusto ordenou o recenseamento das províncias do Império.

A Igreja sempre teve consciência dessas dificuldades e, por isso, nunca impôs como “dogmas de fé”, por um decreto pontifício infalível, nem o cálculo de Dionísio nem a data em que tradicionalmente celebramos o Natal. Mesmo que o “ano um” não corresponda de fato ao ano do nascimento de Cristo, o que deve importar para um cristão não é a data precisa em que Ele nasceu, mas o fato incontestável de que Deus veio realmente fazer parte da nossa história, para habitar no meio de nós e dividir, como Alfa e Ômega de todas as coisas, a nossa vida em um antes e um depois de termos conhecido o seu amor.


Fonte: www.padrepauloricardo.org



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.702.169
Visitas Únicas Hoje: 575
Usuários Online: 212