Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos




Artigo N.º 14395 - 10 fatos surpreendentes sobre o poder da Eucaristia!
Artigo visto 3449




Visto: 3449
Postado em: 14/07/16 às 20:11:57 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=14395
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Ela é obra e dom de toda a Trindade

“A Eucaristia nos é dada como obra e dom de toda a Trindade” (Pe. Raniero Cantalamessa, OFM)

Uma amiga me contou, dias atrás, que seu pai ajudava a mãe na cozinha em várias tarefas, inclusive em uma bem tediosa: descascar nozes, classificá-las e guardá-las em sacos – e depois dar uma parte delas a amigos e familiares. Ele faleceu. Alguns meses mais tarde, minha amiga foi pegar algumas das nozes no freezer e parou para pensar, com carinho, que seu pai tinha partido, mas deixara aquele alimento cuidadosamente pronto.

Não foi difícil para essa minha amiga traçar um paralelo quase imediato com a Eucaristia. Quando Jesus sabia que estava prestes a ascender ao céu, deixou para os seus amigos não apenas alimento terreno que os nutrisse, mas seu próprio Corpo e Sangue.

 

Estamos bem cuidados.

Temos um Pai celestial que conhece todas as nossas necessidades e cuida de satisfazê-las. Nosso pão de cada dia não é só um símbolo ou só uma subsistência terrena: é verdadeiro alimento espiritual, é a Carne real e o Sangue real de nosso Salvador, Deus feito homem. A Eucaristia é o alimento que transcende a cerimônia e tem sua essência e seu poder enraizados na própria Trindade.

 

 

Eis alguns dos efeitos surpreendentes da Eucaristia:

1) União com Cristo: receber Jesus na Eucaristia funde o nosso ser com o de Cristo. São Cirilo de Alexandria o descreve como “quando a cera derretida se funde com outra cera”. A jornada cristã consiste em tornar-se como Cristo, em “permanecer nele” – e Ele em nós. A Eucaristia é o meio para que isto aconteça.

2) Destruição do pecado venial: a Eucaristia destrói o pecado venial. Destrói! O fervor da nossa caridade pode ser afetado pelo pecado venial, mas, quando recebemos a Eucaristia, nos unimos à própria Caridade, que queima todo vestígio de pecado venial e nos deixa limpos, prontos para recomeçar.

3) Preservação contra o pecado mortal: assim como devemos abster-nos de receber a Eucaristia quando conscientes de estar em pecado mortal, também devemos recebê-la tanto quanto possível quando em graça, porque ela nos preserva e nos ajuda a evitar o pecado grave. O poder da Eucaristia lava o pecado venial da nossa alma e a recobre de uma “camada protetora” contra o pecado mortal!

4) Relação pessoal com Jesus: todo cristão sabe da importância da relação pessoal com Jesus, mas é principalmente através da Eucaristia que podemos realmente viver o encontro com a Pessoa de Jesus, presente na Hóstia Santa. Bento XVI, na Sacramentum Caritatis, nos esclareceu:

Há hoje uma necessidade de redescobrir que Jesus Cristo não é apenas uma convicção privada ou uma ideia abstrata, mas sim uma Pessoa real, cuja participação na história humana é capaz de renovar a vida de cada homem e de cada mulher. Por isso, a Eucaristia, como fonte e ápice da vida e da missão da Igreja, deve ser traduzida em espiritualidade, em uma vida vivida ‘de acordo com o Espírito’“.

5) Dá vida: a Eucaristia “preserva, aumenta e renova a vida da graça recebida no batismo” (cf. Catecismo, nº 1392). Ou seja, comungar aumenta a vida da graça já presente dentro de nós!

6) Une ao Corpo de Cristo: como ficamos mais unidos a Cristo através da Eucaristia, também ficamos mais unidos a todas as outras pessoas que recebem a Eucaristia! Em outras palavras: a Eucaristia, que é o Corpo de Cristo, nos mantém como um corpo de irmãos unidos a Ele e entre nós na Igreja.

7) Compromete-nos com os pobres: as palavras de São João Crisóstomo envergonham aqueles de nós que saem da mesa eucarística sem se importarem com Cristo presente nos pobres:

Você provou o Sangue do Senhor, mas ainda não reconhece o seu irmão… Você desonra esta mesa quando julga que alguém que é digno de participar desta refeição não é digno de compartilhar dos seus alimentos. Deus libertou você de todos os seus pecados e o convidou a esta mesa, mas você não se tornou mais misericordioso“.

8) É refúgio espiritual: a Sagrada Comunhão é uma antecipação das alegrias do céu; é capaz de produzir em nós o júbilo de experimentar a verdadeira unidade com Deus. Se nos sentimos abatidos pelas dificuldades da vida, podemos nos aproximar da Eucaristia, nossa fonte de alegria, e pedir ao Senhor que nos encha da sua consolação e paz!

9) É pacificação para a alma e para os povos: no Sínodo de 2005 sobre a Eucaristia, os bispos debateram como a recepção da Eucaristia em áreas devastadas pela guerra transforma o povo de Deus e dá forças para buscar a paz:

Graças a celebrações eucarísticas, povos envolvidos em conflitos têm sido capazes de se reunir em torno da palavra de Deus, ouvir a sua mensagem profética de reconciliação através do perdão gratuito e receber a graça da conversão que lhes permite partilhar o mesmo pão e o mesmo cálice” (Propositio, 49).

10) É foco para a nossa vida: quem realmente compreende a natureza profunda da Eucaristia começa a centrar a sua vida em torno à Comunhão. Não há nada mais importante: nem futebol, nem reuniões, nem festas. Não há nada mais importante que o nosso encontro semanal para receber o remédio do Doutor das almas, Jesus Cristo.

Todos estes efeitos surpreendentes – e muitos outros – estão ao seu alcance!

Mas lembre-se de que a sua disposição ao receber a Eucaristia pode determinar o quanto você está aberto a esses efeitos.

Então, seja reverente, recolha-se com fervor e peça a Deus, através do poder da Eucaristia, todas as graças de que você precisa na sua vida hoje.

Ele vai ouvir!


Fonte: www.aleteia.org



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
Santa Maria Goretti, mártir da castidade… aos 11 anos de idade!
Jesus, exemplo supremo de liderança
Os 10 mandamentos do casal
As sagradas imagens citadas na Bíblia não são ídolos
A lenda e a verdade de São Dimas, o bom ladrão
Tchau, tristeza! São Francisco de Sales nos escreve palavras de ânimo!
Estando o rei para morrer, corroído de vermes, chamou o filho e disse…
A paciência nos leva ao céu
“A misericórdia tem olhos puxados”. A história de Zhang Agostino, presidiário de origem chinesa convertido ao cristianismo
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.330.318
Visitas Únicas Hoje: 1.135
Usuários Online: 292