Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.255.104
Visitas Únicas Hoje: 17
Usuários Online: 384
Sistema de Busca

 

Artigos Site Aarão
Aqui estão relacionados alguns dos artigos extraídos do site www.recados.aarao.nom.br, site do Sr. Arnaldo que com inspiração divina, colocam matérias belíssimas que nos aproximam do amor de Deus e nos conduz à salvação.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1549 - Impresso: 118 - Enviado: 20 - Salvo em Word: 45
Postado em: 20/06/09 às 18:14:44 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=1807
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

Ainda que o autor do testemunho que segue não existisse, que fosse ficção tudo o que segue, ainda assim são palavras de grande sabedoria, que precisam ser lidas e meditadas. Há milhares de pessoas neste caminho tortuoso, de engano, de erro brutal, de cegueira ímpar, de arrogância tenebrosa, e sobretudo de uma falta completa de sabedoria - dom de Deus - capaz de iluminar os corações que buscam a verdade);

UM TESTEMUNHO:
DAS TREVAS À LUZ DE CRISTO
 
Daniel André

Deus depositou no coração humano o desejo do infinito que só Ele pode saciar. Desde as primícias de minha juventude buscava-O. Mas O buscava de noite, no pecado, porque em vez de procurar Deus, no Evangelho e na Verdadeira religião catolica (Is 42, 1ss), procurava-o nas falsas crenças e em doutrinas perversas. Por isso, precipitava-me na confusão e no erro.
 
Sem saber, jazia à beira do abismo, dando ouvidos a espíritos sedutores e doutrinas diabólicas (1 Tim 4,1). Tendo nos ouvidos o desejo de ouvir novidades, escolhia para mim, ao capricho de minhas paixões e gostos, uma multidão de mestres no cenário do ocultismo. Afastei o meu ouvido da verdade e me atirei às fábulas (2 Tim 4, 2-4). Adentrei-me nas ciências ocultas acreditando ser uma doutrina escondida das massas e reservada apenas aos escolhidos.

Caí nas mãos de homens orgulhosamente extravagantes e que me seduziram com suas doutrinas ímpias. Havia na boca desses homens perversos laços do demônio e um engodo, preparado com a mistura de sílabas do nome do Pai, do Filho à quem negavam-lhe a divindade, e do Espírito Santo, a quem diziam ser um “princípio feminino” e não um único Deus e Senhor com o Pai e com o Filho Unigênito. Era falso o que eu pensava de Deus. Era mentira o que me ensinavam. Eram ficções do orgulho humano.

Destas quimeras me alimentava. Minha alma suspirava por tais engodos, e sem saber aniquilava-me para longe do Criador do céu e da terra, e caminhava para a morte eterna. Caí naquele mesmo engano de nossos primeiros pais, de que "seriam como deuses, conhecendo o bem e o mal" (Gen., 3,5). Acreditava na velha ficção gnóstica da divindade da alma humana. Acreditava no despertar do "deus interior"...

Mais tarde, cheguei a perguntar-me: porque fui facilmente arrastado ao mal? Pensei: fui atraído pela aparência de bem. Era isto aí. Oscilava minha alma entre a vaidade e o desejo sincero da verdade. Não conhecia a advertência do apóstolo: “Não vos espanteis, porque o mesmo Satanás se disfarça de anjo da luz. Não é, pois, estranho que os seus ministros também se disfarcem de ministros de justiça.” ( 2Cor 11,14).

Trocando «a verdade de Deus pela mentira» (Rm 1, 25) e por doutrinas fabulosas com aparência de verdade; abandonei-me ao relativismo acreditando que em qualquer religião ou crença poderia alcançar a salvação eterna. Entreguei-me à doutrinas sacrílegas, coloquei-me à procura de uma ilusória liberdade fora da própria verdade. Acreditei na ímpia doutrina da suposta unidade transcendental das religiões...lia com avidez Guenón e Fritjof Schuon.

Tais doutrinas esotéricas convenciam-me de que a salvação aconteceria por meio de uma auto-redenção, por meio de técnicas teúrgicas de "purificação", por meio de meditação dos símbolos, e, sobretudo,por meio de um conhecimento gnóstico e que estaria reservado à poucos. Não sabia que a vontade do Pai é "que todos se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade" (1Tm 2,4) mediante a adesão a Jesus Cristo, por meio de sua Santa Igreja católica. A verdade não podia estar reservada à grupinhos secretos de "eleitos". Naquele tempo, desconhecia que o amor de Deus é uma realidade de que ninguém pode se apoderar por meio de métodos e técnicas esotéricas, e que estas coisas são abomináveis aos olhos do Senhor.
 
Colocava confiança na falsidade e apascentava ventos. Ignorava que a fé da Igreja não é por nada uma doutrina reservada a uma elite de iniciados e que pertence a todos os fiéis desde os simples e pequenos. Desconhecia que a salvação do homem vêm de Deus. O esoterismo me fazia confundir o Criador com a criatura. O sincretismo típico dos ambientes esotéricos tornava vago a noção de um Deus pessoal e Salvador.

Mas quão grande era minha cegueira gnóstica que não enxergava estas coisas. Quão grande era a cegueira que até da cegueira me gloriava, achando-me conhecedor dos mistérios. Envaidecido, tinha-me na conta de grande iniciado. Eis aquele servo que, fugindo a seu Senhor, seguia sombras. Eis aquele que, precisando de abrigo procurou construí-lo sobre a areia dos erros e não sobre a rocha sólida que é Cristo. Em quantas iniqüidades me corrompi e a quantas curiosidades sacrílegas me entreguei, até me precipitar, abandonando-me sem saber, nos profundos abismos da infidelidade à Deus.

Enquanto caminhava nestas regiões tenebrosas do ocultismo e do hermetismo, por diversas vezes encontrei-me em práticas divinatórias, tentando investigar o futuro. Tarot de Marselha, Tarot de Oswald Wirth, Astrologia, etc... Tais práticas escondiam um desejo secreto de poder sobre o tempo, ação contrária a piedade cristã verdadeira. Pecado grave que feria o direito de Deus de ser obedecido (Dt 18, 10-14). Assim, andava errante no caminho da morte. Era levado em redemoinho de qualquer tufão e vento de novidades. Mas, apesar disso, muito às ocultas, a Providência divina me dirigia à Verdade. Que a alma pode desejar mais que a Verdade? Isso eu desejava. Nunca fui amante das opiniões, mesmo no erro. Havia em minha alma uma luta entre a vaidade e o desejo da verdade, e este desejo mais tarde venceu. Fui vencido pela verdade.

Naquele tempo, por diversas vezes, no desejo de presenciar visões curiosas, ficava entregue às ilusões de supostos mundos e planos astrais. Aquilo alimentava em mim o vício da vaidade, e levado pelo intento de ostentar o fausto da ciência, deixava-me seduzir pelas doutrinas dos demônios que inspiravam os chamados "mestres" e "grandes iniciados". Era seduzido por aquele falso intermediário, que pelos ocultos juízos de Deus tem licença para iludir a soberba humana. Amei a vaidade e busquei mentiras. Havia em mim um desejo curioso e vão, disfarçado sob o nome de conhecimento e ciência. Lia Papus, Eliphas de Levi, Jacob Boehme, Louis Claude de Saint-Martin, Stanislas de Guaita, etc...
 
Mas, de que me servia possuir uma inteligência tão ágil se me enganava na ciência da religião, acreditando em sacrílegas e deformantes torpezas gnósticas, esotéricas e ocultistas? O que me aproveitaria ganhar o mundo inteiro e perder a minha alma? (Mt. 16:26)
 
Quando meu espírito se esforçava por voltar à fé católica, pois fui batizado nesta fé imutável e sem mácula, sentia-me repelido, porque a opinião que tinha da fé da Igreja não era exata. Conhecia apenas a versão deturpada contada pelos seus inimigos. Na verdade o que eu conhecia era uma caricatura da Igreja.
 
Contudo, porque desconheci por tanto tempo, as verdades de Deus, que falou aos patriarcas, aos profetas, e nos últimos tempos através de seu Filho Unigênito e guardada como um tesouro precioso pela Santa Igreja Católica?
 
É porque Deus resiste aos soberbos e dá graça apenas aos humildes. (1Pdr 5,5; Tg 4,6.). Era isso. Devia ser. Quando o desejo sincero pela verdade venceu meu orgulho, fiquei pronto. Mas isso não foi o começo. A graça já havia se antecipado faz muito tempo, eu é que não sabia. Deus sempre se antecipa e trabalha escondido.

Depois de longos anos no meio das trevas, Deus trouxe-me à luz. O Senhor, que é rico em misericórdia olhou para minha miséria, encontrou em mim disposições para arrepender-me dos meus pecados. Livrou-me do dilúvio, inseriu-me de volta na arca da salvação, fora do qual ninguém se salva. Feriu meu coração com aquela palavra vivificante, e pude ouvir aquele “Segue-me” (Mt 9,9 ss).
 
Tocado pelo amor divino, abandonei as fábulas e as doutrinas perversas, entreguei-me a de corpo e alma a sã doutrina. Busquei a confirmação de minha fé em Jesus Cristo. Hoje, impulsionado pelo Espírito de Deus, sou chamado a reafirmar e gritar ao mundo que o Filho Unigênito é verdadeiramente o único “caminho, verdade e vida“ (Jo 14, 6), a única ponte que une a terra e o céu, e a única porta como ele próprio disse: “Eu sou a porta. Quem entrar por mim, será salvo.”( Jo 10, 9). E sua Santa Igreja é a única religião verdadeira, fora da qual não existe salvação alguma.

Dou graças a Deus por que ninguém pode ter fé se Deus não lhes dá a graça. A “ovelha estava perdida e foi reencontrada”.(Lc 15:6); pois “estava morto e revivi; estava perdido e fui achado" (Lc 15,32). Por isso, "Levantei-me e fui ter com meu Pai... E lhe disse: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho" (Lc 15,18). Fui resgatado dos laços da morte...e hoje vivo da abundância da Cruz.
 
***

Ex-ocultista e gnóstico.
 
Ex-adepto das idéias de René Guenón e F. Schuon.
 
Ex-membro da ordem Rosacruz AMORC (1998-2002) - Nova Iguaçu
 
Ex-membro da Tradicional Ordem Martinista - TOM (2000-2002) - Nilópolis
 
Ex-membro do Colégio dos Magos (2001-2002) - Curso por correspondência
 
Ex-membro da Sociedade das Ciências Antigas - SCA (2001-2002) - Curso via e-mail
 
Ex-membro da Ordem Martinista e Sinárquica (2002-2005) - Taquara
 
Ex-membro da Igreja Gnóstica Apostólica Rosa crucis (2002-2005) - Taquara
 
Ex-mestre maçom, pela loja viajores da Luz e da Paz (2003-2005) - Nova Iguaçu
 
Ex-maçom da maçonaria egípcia do Antigo rito oriental de Mizraim e Memphis (2004-2005) - Taquara 
 



www.recados.aarao.nom.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 20/06/09 às 18:14:44 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES