Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 8891 - LIBERDADE RELIGIOSA NO MUNDO
Artigo visto 1543 vezes




Visto: 1543
Postado em: 10/10/11 às 21:18:38 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=8891
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Departamento de Estado norte-americano publica informe anual

WASHINGTON, D.C., domingo, 2 de outubro de 2011 (ZENIT.org) – O Departamento de Estado norte-americano publicou em 13 de setembro o novo Informe sobre Liberdade Religiosa Internacional. Apesar do título Informe 2010, ele cobre apenas os últimos seis meses do ano.

Michael H. Posner, secretário adjunto da Secretaria para a Democracia, Direitos Humanos e Trabalho, afirmou na apresentação do informe que continuam sendo considerados países de especial preocupação os mesmos oito da última edição do informe: Birmânia, China, Eritreia, Irã, Coreia do Norte, Arábia Saudita, Sudão e Uzbequistão.

Mas há muitos outros com graves violações da liberdade religiosa. Posner diz que há uma preocupação especial com os cristãos da Síria, onde a instabilidade e a violência estão ferindo os direitos humanos.

Paquistão, Iraque, Vietnã e Egito também são mostrados como graves infratores.

O informe denuncia diversidade de formas de se restringir a liberdade religiosa:

- Repressão ativa do Estado e impunidade. Em países como Irã e Coreia do Norte, a religião está sob controle estrito, como parte do esforço estatal por dominar a vida política e social em geral. Outros Estados, como a Eritreia, acossam a ponto de os crentes renunciarem à fé ou abandonarem o país.

- Ataques violentos de extremistas. Grupos extremistas pioram a situação, como a Al-Qaeda, queconvocou ataques violentos contra as minorias religiosas do Oriente Médio. Em 2010 houve numerosos ataques contra lugares sagrados e contra fiéis no Paquistão. A Nigéria também sofreu um aumento notável da violência, tanto contra cristãos como contra muçulmanos. Em fevereiro deste ano houve um novo episódio de violência que causou 96 mortes no país.

- Leis contra a apostasia e a blasfêmia. São usadas em geral para discriminar as minorias religiosas. A blasfêmia e a apostasia do islã podem ser castigadas com a morte no Afeganistão, Irã, Paquistão e Arábia Saudita.

- Antissemitismo. Segundo o Departamento de Estado, no ano passado houve aumento do antissemitismo em todos os continentes. Os atos foram da profanação de cemitérios à negação do Holocausto e à publicação de livros e charges ofensivas.

- Proibições à vestimenta e expressão muçulmana. A proibição de roupas religiosas em público prosseguiu em partes da Europa. Os tribunais franceses ratificaram a lei que em abril deste ano impôs suas primeiras sanções.

- Proibições relacionadas com a segurança. Alguns países aprovaram ou estão considerando aprovar leis que restrinjan a liberdade religiosa baseando-se na necessidade de proteger a segurança nacional. Alguns governos limitaram as atividades de grupos considerados como “ameaças”.

Por países

Birmânia - o governo controla as reuniões e atividades de praticamente todos os grupos religiosos. As denominações religiosas têm que pedir permissão para celebrar qualquer grande evento público. Segundo o Departamento de Estado, as autoridades negam com frequência a aprovação dos pedidos para celebrar festas tradicionais cristãs ou muçulmanas, construir lugares de culto, etc.

China -  só é permitido o culto às denominações religiosas englobadas dentro das cinco associações religiosas patrióticas aprovadas pelo Estado (budistas, taoístas, muçulmanos, católicos e protestantes). Outros grupos, como os católicos leais ao Vaticano, não podem se registrar como entidades legais. Em alguns lugares, as autoridades acusaram os membros das denominações não oficiais de delitos como a celebração de atividades religiosas ilegais ou de alterar a estabilidade social. Quem quer entrar num seminário oficial tem que obter o apoio da sua associação religiosa patriótica. O governo exige ainda que os estudantes mostrem "confiança política": temas políticos fazem parte dos exames em todas as escolas religiosas.

Vietnã - há muitas notícias de abusos contra a liberdade religiosa. Muitos católicos e protestantes informam que os cristãos sofrem discriminação não declarada quando tentam cargos governamentais. Há repressão especialmente contra quem pertence a grupos que não têm reconhecimento oficial. Algumas medidas obrigam fiéis a deixar de se reunir; igrejas não registradas são fechadas; indivíduos são pressionados a renunciar às suas crenças. Em fevereiro, um grupo de freiras e católicos de Ho Chi Minh, em peregrinação, foi acossado pela polícia e teve a entrada negada na própria paróquia.

Medidas necessárias

O Departamento de Estado confirma seu compromisso com a defesa da liberdade religiosa, mas a Comissão para a Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) expressa decepção pela não inclusão de mais países na lista de “especial preocupação”.

"A repetição da atual lista mantém omissões flagrantes, como o Paquistão e o Vietnã", afirma Leonard Leo, presidente da USCIRF, em comunicado de 13 de setembro.

Em seu próprio informe anual, publicado no começo do ano, a USCIRF recomenda que o Secretário de Estado mantenha a lista existente de oito países, mas acrescente Egito, Iraque, Nigéria, Paquistão, Turcomenistão e Vietnã.

Deixando de lado as diferenças de opinião quanto à lista de países de especial preocupação, fica claro que é negado um direito humano básico, a liberdade religiosa, numa quantidade elevada de países.

Pe. John Flynn, LC


Fonte: http://www.zenit.org/article-29016?l=portuguese



LEIA TAMBÉM
SACERDOTE CATÓLICO É ASSASSINADO NO QUÊNIA
IRAQUE: ANKAWA, ONDE O CRISTIANISMO FLORESCE
BENTO XVI AOS CARTUXOS: “IGREJA PRECISA DE VOCÊS”
EUA: aluna é proibida de usar rosário por ser símbolo de gangue
Como Jesus, os fiéis devem viver a humildade, a conversão e a fé em Deus
Cientistas afirmam ter encontrado Arca de Noé na Turquia
Morre Steve Jobs, fundador da Apple
Anglicanos retornam ao seio da Igreja, clérigos austríacos rumam ao cisma
Lágrima da santa vai ser investigada por cientistas



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.319.462
Visitas Únicas Hoje: 2.956
Usuários Online: 473