Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 8166 - Cristo está junto dos oprimidos, diz Papa
Artigo visto 1603 vezes




Visto: 1603
Postado em: 04/07/11 às 20:27:47 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=8166
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Alenta uma mudança de vida para longe da arrogância

CIDADE DO VATICANO, domingo, 3 de julho de 2011 (ZENIT.org) – Bento XVI assegura que o olhar de Jesus, assim como há dois mil anos, recai hoje sobre os milhões de oprimidos, das vítimas da injustiça, e também sobre as pessoas que estão cansadas, abatidas, e sofrem de depressão, um enfermidade cada vez mais estendida.

Ao mesmo tempo, ao comentar as palavras de Cristo no Evangelho da liturgia deste domingo – “Vinde a mim, todos vós que estais cansados e carregados de fardos, e eu vos darei descanso” – o Papa alentou a uma conversão que adote a rejeição da arrogância e da violência, para abraçar a força da verdade e o amor.

Em sua alocução antes de rezar a oração mariana do Angelus junto aos milhares de peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, o Papa recordou a compaixão que Jesus sentia, quando percorria as ruas da Galileia anunciando o Reino de Deus, pela multidão cansada e abatida.

“Esse olhar de Jesus parece se estender até hoje, até nosso mundo. Também hoje recai sobre tanta gente oprimida por condições de vida difíceis, assim como desprovida de válidos pontos de referência para encontrar um sentido e uma meta para a existência.”

“Multidões extenuadas que se encontram nos países mais pobres, provadas pela indigência; e nos países mais ricos também há muitos homens e mulheres insatisfeitos, inclusive enfermos de depressão”, disse.

“Pensemos, além disso, nos numerosos evacuados e refugiados, em quantos emigram arriscando sua própria vida. O olhar de Cristo recai sobre toda essa gente, e mais, sobre cada um destes filhos do Pai que está nos céus, e repete: ‘Vinde a mim, todos...’”, afirmou.

Segundo o bispo de Roma, o verdadeiro remédio para as feridas da humanidade – tanto materiais como psicológicas e morais – “é uma regra de vida baseada no amor fraterno, que tem seu manancial no amor de Deus”.
“Por isso é necessário abandonar o caminho da arrogância, da violência utilizada para procurar posições cada vez de maior poder, para assegurar o êxito a todo custo”, afirmou.

Sobretudo nas relações humanas, interpessoais, sociais – prosseguiu o Papa –, “a regra do respeito e da não violência, quer dizer, a força da verdade contra todo abuso, pode assegurar um futuro digno do homem”.


Fonte: http://www.zenit.org/article-28368?l=portuguese



LEIA TAMBÉM
Americana deu à luz oito filhos no ano passado e disse sentir nojo das crianças
Na Índia, pais mudam o sexo de filhas com cirurgia
Casal gay ganha na Justiça direito de adotar 5 irmãos
Sinal dos Tempos: Empresa lança máquina para substituir padre em casamentos
Médicos investigam caso de garota que ‘chora’ sangue no interior de SP
Especialistas estudam Internet enquanto tobogã para a possessão
NOTA DE FALECIMENTO - Morte de Padre Steffano Gobbi.
Homem passa 37 anos sem tomar banho para gerar um filho.
Juiz cristão afirma que continuará anulando casamentos gays



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.255.259
Visitas Únicas Hoje: 1.481
Usuários Online: 512