Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 6771 - Autoridade vaticana reitera que os cristãos são os mais perseguidos do mundo
Artigo visto 1329 vezes




Visto: 1329
Postado em: 02/12/10 às 20:38:22 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=6771
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

VATICANO, 02 Dez. 10 / 07:22 pm (ACI).- O Secretário de estado do Vaticano, o Cardeal Tarcisio Bertone, assegurou diante de dezenas de chefes de estado e governo europeus, que os cristãos "são o grupo religioso mais açoitado e discriminado" do mundo.

O Cardeal Bertone participou em uma Cúpula de Chefes de Estado e de Governo dos 56 países membros da Organização para a Segurança e a Cooperação Européia (OSCE), que se desenvolve em Astana (Cazaquistão) nos dias 1 e 2 de dezembro. Trata-se da primeira Reunião de Chefes de Estado europeus de Governo do século XXI, a última teve lugar em Istambul há 10 anos.

O Cardeal elogiou o trabalho da OCSE para promover e proteger os direitos humanos e recordou que "entre as liberdades fundamentais se encontra o direito à liberdade religiosa".

"Estreitamente ligada à liberdade religiosa, quando esta é negada, encontram-se a intolerância e a discriminação por causa de motivos religiosos, de forma especial aquelas contra os cristãos. Está amplamente documentado que os cristãos são o grupo religioso mais açoitado e discriminado. Mais de 200 milhões pertencentes a diversas confissões se encontram em situações de dificuldade por causa de estruturas legais e culturais", denunciou.

Referindo-se ao tema do tráfico de seres humanos, o Cardeal Bertone sublinhou a gravidade desse crime, e o definiu como "uma forma moderna de escravidão". Recordou que além de políticas de imigração mais severas, necessita-se que as vítimas resgatadas e repatriadas possam superar as condições de vida das que tentavam fugir.

O Cardeal Bertone se referiu aos famosos 10 princípios da Ata de Helsinki, documento com o qual se constituiu a OCSE em 1975. Ele assegurou que estes princípios são a base para consolidar a paz nos povos da Europa e para isso é necessária a cooperação efetiva entre as nações e os indivíduos.

A Ata de Helsinki expõe, entre outros princípios, a igualdade soberana, o acerto das controvérsias por meios pacíficos, a não intervenção nos assuntos internos, o respeito dos direitos humanos e das liberdades fundamentais.

O Secretário de estado explicou que a Ata de Helsinki reconheceu a importância dos fatores econômicos e ambientais para a paz, a segurança e a cooperação onde se deve seguir fazendo insistência. O objetivo deve ser o respeito e o amparo a toda família humana e deve ter 4 princípios fundamentais: a centralidade da pessoa, a solidariedade, a subsidiariedade e o bem comum. 


Fonte:
http://www.acidigital.com/noticia.p
hp?id=20747

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.657.190
Visitas Únicas Hoje: 1.609
Usuários Online: 513