Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 4599 - Deus ama cada jovem pessoalmente e responde às suas perguntas mais profundas, diz o Papa
Artigo visto 1525 vezes




Visto: 1525
Postado em: 17/03/10 às 22:10:41 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4599
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

VATICANO, 16 Mar. 10 / 03:50 am (ACI).- Em sua mensagem, dado a conhecer ontem, pela 25° Jornada Mundial da Juventude que se celebra no próximo 28 de março, Domingo de Ramos, o Papa Bento XVI recordou que Deus ama de maneira pessoal cada um dos jovens do mundo e é resposta autêntica às interrogantes mais profundas que nesta etapa da vida experimenta toda pessoa.


No texto titulado "Bom mestre, que coisa devo fazer para ter vida eterna?" no qual reflete sobre a passagem evangélica do jovem rico, o Santo Padre destacou que São Mareco sublinha o fato que "Jesus fixou o olhar sobre ele e o amou".

"No olhar do Senhor –disse o Papa– está o coração deste especialíssimo encontro e de toda a experiência cristã. De fato o cristianismo não é primeiro uma moral, mas uma experiência de Cristo, que nos ama pessoalmente, jovens ou velhos, pobres ou ricos, nos ama inclusive quando damos as costas para ele".

Neste intenso amor de Cristo por cada pessoa, continuou, "encontra-se a fonte de toda a vida cristã e a razão fundamental da evangelização: se verdadeiramente encontramos Jesus, não podemos fazer menos que testemunhá-lo a quem não há ainda experimentou seu olhar!"

Bento XVI explicou logo que "no jovem do Evangelho, podemos ver uma condição muito similar a de cada um de vocês. Também vocês são ricos em qualidades, energias, sonhos, esperanças: recursos que possuem em abundância! Sua mesma idade constitui uma grande riqueza não só para vocês mas para os outros também, para a Igreja e para o mundo".

Esta etapa da juventude, prosseguiu o Papa, "é tempo de opções fundamentais para construir seu projeto de vida. É o momento, então, de interrogar-se sobre o sentido autêntico da existência e de perguntar-se ‘Estou satisfeito com minha vida? Que coisa falta? O que posso fazer"

"Não tenham medo de confrontar estas perguntas! Longe de afligi-los, elas expressam as grandes aspirações, que estão presentes em seus corações. Portanto, são ouvidas. Elas esperam respostas não superficiais, mas capazes de satisfazer suas autênticas esperanças de vida e felicidade".

Bento XVI assinala logo que Deus responde a estas perguntas. "Não tenham medo de sua resposta! Deus é maior que nosso coração e conhece todas as coisas".

Seguidamente o Santo Padre exorta os jovens a "não esquecerem esta perspectiva em seu projeto de vida: estamos chamados à eternidade. Deus nos criou para estar com Ele, para sempre. Isso os ajudará a dar um sentido pleno às suas opções e a dar qualidade à sua existência".

O Papa expõe logo os Dez Mandamentos como um programa de vida para todo jovem, pois são "pontos de referência essenciais para viver no amor, para distinguir claramente o bem e o mal e construir um projeto de vida sólido e duradouro. Também a vós, Jesus lhes pergunta se conhecem os mandamentos, se estão preocupados por formar sua consciência segundo a lei divina e os põem em prática".

"Certo, se tratam de exigências que vão contra corrente em relação à mentalidade atual, que propõe uma liberdade desvinculada dos valores, as regras, as normas objetivas e convida a rechaçar cada limite pelos desejos do momento. Mas este tipo de proposta em vez de conduzir à verdadeira liberdade, leva a homem a converter-se em escravo de si mesmo, de seus desejos imediatos, dos ídolos como o poder, o dinheiro, o prazer desenfreado e as seduções do mundo, tornando-o incapaz de seguir sua original vocação de amor".

O Papa indica também em sua mensagem que "Deus nos dá os mandamentos porque quer nos educar na verdadeira liberdade, porque quer construir conosco um Reino de amor, de justiça e de paz. Escutá-los e pô-los em prática não significa alienar-se e sim encontrar o caminho da liberdade e do amor autênticos, porque os mandamentos não limitam a felicidade, mas indicam como encontrá-la".


Fonte:
http://www.acidigital.com/noticia.p
hp?id=18455

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.653.796
Visitas Únicas Hoje: 1.539
Usuários Online: 507