Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.404.368
Visitas Únicas Hoje: 325
Usuários Online: 115
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1479 - Impresso: 60 - Enviado: 19 - Salvo em Word: 35
Postado em: 04/02/10 às 21:48:43 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4220
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Ao fazer um balanço de seu primeiro ano como pastor da Igreja Ortodoxa Russa.




MOSCOU, quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 (ZENIT.org). – O patriarca ortodoxo de Moscou, Sua Beatitude Kirill, constata importantes convergências de posições entre defendidas por sua Igreja e a Igreja Católica sobre as questões sociais afligem o mundo no momento.

“Temos posições similares em relação a muitos problemas que desafiam os cristãos no mundo moderno. Entre eles, está a secularização agressiva, a globalização, e a erosão dos pricípios morais tradicionais”.

“É preciso destacar que, com relação a estas questões, o Papa Bento XVI assumiu posições muito próximas das da Igreja Ortodoxa”, declarou o patriarca em uma reunião com bispos ortodoxos na catedral de Cristo Salvador, de acordo com a agência Interfax.

Entretanto, o patriarca, que no dia primeiro deste mês celebrou seu primeiro ano como pastor da Igreja Ortodoxa Russa, considera que as diferenças em relação às denominações protestantes têm aumentado, fato que ele atribui a uma “implacável liberalização do mundo protestante”.

“Infelizmente, não apenas têm deixado de promover uma autêntica propagação dos valores cristãos em uma sociedade secularizada, como ainda muitas comunidades têm preferido se conformar com tais critérios”.

O patriarca também abordou a questão da relação entre as diversas igrejas ortodoxas, lembrando sua recente visita ao patriarcado ecumênico de Constantinopla, ocorrida em junho do ano passado.

Sua Beatitude Kirill disse “haver muitas razões para esperar que naqueles dias tenha sido aberta uma nova página nas relações entre os patriarcados. Estas relações não se devem construir com base no espírito de rivalidade, mas sim em uma atmosfera de confiança e cooperação”.

O Patriarca disse ainda que, ao longo do último ano, o patriarcado de Moscou inaugurou 900 novas paróquias, e que o número total de sacerdotes aumentou em cerca de 1500.

A Igreja Ortodoxa conta com um total de 30.142 paróquias, 160 dioceses, 207 bispos e um total de mais de 32.000 sacerdotes.

Os bispos católicos da Rússia, que estiveram reunidos para sua trigésima assembléia plenária na semana passada em Novosibirsk, felicitaram o patriarca Kirill por ocasião do primeiro aniversário de sua eleição como primado.

‘Sua Santidade, desejamos-lhe o melhor em seu difícil ministério pastoral, pedindo para o senhor a bênção de Deus, e dirigindo-lhe o tradicional voto de ‘muitos anos’ por parte dos bispos católicos da Rússia”, afirmaram os prelados em sua mensagem.



Fonte: zenit.org





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 04/02/10 às 21:48:43 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES