Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.267.650
Visitas Únicas Hoje: 1.960
Usuários Online: 320
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1392 - Impresso: 44 - Enviado: 15 - Salvo em Word: 44
Postado em: 28/01/10 às 06:48:19 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4168
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Todos os anos morrem 170.000 cristãos por sua fé

Por Nieves San Martín

BRUXELAS, quarta-feira, 27 de janeiro de 2010 (ZENIT.org).- O secretário da Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia (COMECE), frei Piotr Mazurkiewicz, manifestou sua apoio à recente resolução do Parlamento Europeu que condena os ataques contra as comunidades cristãs no Egito e na Malásia.

 
Os assassinatos, ocorridos no Egito em 6 de janeiro passado, de seis cristãos coptas e de um policial muçulmano (cfr. ZENIT, 7 de janeiro de 2010), e a recente onda de ataques contra igrejas e locais de culto cristãos na Malásia (cfr. ZENIT, 8 de janeiro de 2010) representam “graves atentados contra os direitos humanos”, afirma um comunicado da COMECE.

A União Européia, pediu o secretário, “deve prestar auxílio às minorias religiosas – entre as quais se incluem as comunidades cristãs – hoje perseguidas em todo o mundo”, acrescentando que “entre 75 a 85% das perseguições religiosas em curso no mundo hoje se referem a cristãos, e a cada ano, 170.000 deles perdem a vida por razões ligadas à sua fé; o número de fiéis brutalmente perseguidos no mundo hoje é da ordem de 200 milhões de pessoas”. Com base nas posições tomadas pelo Conselho dos Ministros e o Parlamento Europeu, a COMECE fez um apelo à Alta Representante para a Política Externa e Qustões de Segurança da União Européia, Catherine Ashton, por uma priorização no estabelecimento do novo Serviço Europeu de Ação Externa, prevista no Tratado de Lisboa, e cuja implementação está sob sua responsabilidade.

Para auxiliar os responsáveis pelas tomadas de decisão a definir instrumentos concretos de promoção da liberdade religiosa no âmbito das relações exteriores da UE, os bispos da COMECE criaram uma comissão de especialistas para elaborar um documento sobre o tema. O texto, que aborda a questão das violações deste direito fundamental em todo o mundo, propõe uma série de recomendações às instituições européias, e deve ser avaliada na próxima Assembléia Plenária dos Bispos da COMECE, prevista para abril deste ano, antes de ser encaminhado aos representantes da União Européia.

 



Fonte: zenit.org





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 28/01/10 às 06:48:19 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES