Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 4022 - Bielorrússia: párocos poloneses são proibidos de exercer sacerdócio
Artigo visto 1893 vezes




Visto: 1893
Postado em: 09/01/10 às 22:42:48 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4022
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

ROMA, sexta-feira, 8 de janeiro de 2010 (ZENIT.org).– Dois párocos católicos de origem polonesa são os últimos cidadãos estrangeiros proibidos de exercer quaisquer atividades religiosas na Bielorrússia.

Jan Bonkowski, frade capuchinho e pároco da igreja da Anunciação, no vilarejo de Mizhevitsi, e o jesuíta Edward Smaga, da paróquia da Santíssima Trindade, em Indura, foram obrigados a suspender suas atividades por um ano. Um terceiro sacerdote foi também ameaçado de ter sua licensa suspensa, mas sua situação, aparentemente, já foi regularizada.

O padre Aleksandr Amialchenia, porta-voz da Conferência dos Bispos Católicos da Bielorrússia, disse que as proibições “não têm motivo”, e destacou que os sacerdotes não foram expulsos do país.

“Tudo o que sabemos é que suas licenças para o exercício de atividades religiosas foram suspensas”, disse.

Igor Popov, do Departamento para Assuntos Religiosos de Grono, ao ser contatado pela reportagem por telefone, recusou-se a dar explicações, alegando desconhecer o fato.

Segundo Marina Tsvilik, do Escritório Governamental para Assuntos Étnicos e Religiosos de Mink, a situação teria sido provocada por “problemas com a documentação apresentada”.

Mas é possível que um dos problemas tenha sido o fato de o padre Bonkowski celebrar suas missas em polonês, língua bastante falada pelos católicos da região de Grodno.

Tsvilik negou que a questão da língua tenha influenciado a decisão, mas salientou que é desejável que as atividades religiosas sejam realizadas “em nossos idiomas”, isto é, o russo e o bielorusso.

“Exercemos nossa função no idioma que os fiéis entendem”, disse o padre Amialchenia, que também rejeitou as alegações de irregularidades com a documentação dos colegas, acrescentando ainda “não compreender por que” as licensas para exercício do sacerdócio em Godno devem ser renovadas a cada seis meses, enquanto que no restante do país são renovadas anualmente.

Com a proibição, os sacerdotes estão impedidos de realizar quaisquer ritos religiosos.

Estima-se que, desde 2004, mais de 70% dos estrangeiros proibidos de exercer funções religiosas na Bielorússia sejam católicos.

Para o arcebispo de Minsk-Mohilov, Tadeusz Kondrusiewicz, os maiores prejudicados são os fiéis: as proibições prejudicam especialmente os projetos sociais conduzidos pelas paróquias, como por exemplo os que focam o combate ao alcoolismo.

 


Fonte: zenit.org





LEIA TAMBÉM
Igrejas católicas são atacadas na Malásia após polêmica sobre o nome Alá
Fetos chutam tumor de útero e salvam a vida da mãe
Cristãos no Iraque: quando a vida se torna impossível, a única opção é emigrar
EX-MUÇULMANA É PRESA POR SE CASAR COM UM CRISTÃO
CRISTÃO É AMEAÇADO E PRESO POR CAUSA DE SUA FÉ
Massacre em igreja copta no sul do Egito
Rabinos ortodoxos de Israel: cuspir sobre sacerdotes de outras religiões é pecado
Batismo de Jesus: contemplar condescendência divina, diz arcebispo
Jovens usam internet para enviar mensagens ao Papa



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.569.428
Visitas Únicas Hoje: 1.916
Usuários Online: 369