Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 4005 - Rabinos ortodoxos de Israel: cuspir sobre sacerdotes de outras religiões é pecado
Artigo visto 1855 vezes




Visto: 1855
Postado em: 07/01/10 às 21:52:15 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4005
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Em respostas aos ataques por “jovens irresponsáveis”

Por Jesús Colina

ROMA, quinta-feira, 7 de janeiro de 2010 (ZENIT.org).- Um dos mais altos tribunais rabínicos ortodoxos em Israel condenou como violações da fé e da moralidade os recentes ataques com cusparadas sofridos por sacerdotes e fiéis cristãos, perpetrados por jovens judeus ultra-ortodoxos em Jerusalém.

A condenação foi feita oficialmente em uma nota emitida pelo Beth Din Tzedek, o tribunal da comunidade judaica ortodoxa que constitui a mais alta instância da comunidade em Jerusalém.

Há algumas semanas, diversos sacerdotes, não apenas católicos, têm denunciado sofrer constantes insultos e serem alvo de cusparadas por parte de jovens judeus.

O padre Athanasius Macora, de origem norte-americana e responsável pelo Christian Information Center de Jerusalém, relatou, por exemplo, ter sido insultado e cuspido diversas vezes, algumas vezes até por crianças.

O mesmo também ocorreu com o padre armênio ortodoxo Samuel Aghoyan, que disse ter sido cuspido ao menos vinte vezes desde novembro passado.

Diante de tantas denúncias, o assessor do prefeito de Jerusalém para as comunidades religiosas, Jacob Avrahmi, promoveu uma reunião entre representantes do Ministério para Assuntos Estrangeiros e o rabino Shlomo Papenheim, da comunidade de judeus ultra-ortodoxos, para formular uma condenação formal dos ataques contra os gentios.

Segundo o tribunal, “além de constituir uma profanação do Santo Nome, que em si mesma já representa um pecado muito grave, provocar os gentios, de acordo com nossos sábios (bendita seja sua santa e virtuosa memória), é proibido e pode levar a conseqüências trágicas nossa comunidade, que Deus tenha piedade.”

"Nós, portanto, pedimos àqueles que detêm o poder de pôr fim a estes incidentes vergonhosos, pela persuasão, que tomem medidas para eliminar esses perigos, para que nossa comunidade pode viver em paz".

“Possa o Santíssimo, que bendito seja Seu Nome, disseminar o tabernáculo de uma vida de misericórdia e de paz sobre nós e sobre a casa de Israel e de Jerusalém, enquanto aguardamos a vinda do Messias, prontamente e em nosso tempo, Amém", conclui o documento, assinado em 30 de dezembro de 2009 pelo Tribunal de Justiça de judeus ortodoxos em Jerusalém.


Fonte: www.zenit.org



LEIA TAMBÉM
Batismo de Jesus: contemplar condescendência divina, diz arcebispo
Jovens usam internet para enviar mensagens ao Papa
O CULTO AOS ÍCONES SAGRADOS
Mulheres inglesas abortam a mais de 90 por cento de bebês com Síndrome de Down
EUA: aumentam crimes contra religiosos e lugares de oração
Malásia: tribunal dá razão à Igreja sobre uso da palavra “Alá”
Mais de 2,2 milhões de fiéis com Papa em Roma durante 2009
Papa explica ecologia humana
América, o continente mais perigoso para os missionários



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.156.694
Visitas Únicas Hoje: 2.229
Usuários Online: 425