Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.324.634
Visitas Únicas Hoje: 26
Usuários Online: 297
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 953 - Impresso: 24 - Enviado: 8 - Salvo em Word: 17
Postado em: 04/10/14 às 16:26:45 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=12670
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

O Pe. Juan Ricardo Romero –atualmente aposentado-, conta que tomou a decisão de ser sacerdote aos três ou quatro anos de idade depois de um acontecimento familiar que hoje lembra como uma brincadeira, mas que o ajudou a tomar uma direção da qual “estou muito agradecido”.

Este fato aconteceu quando morava com a sua família em Albuquerque, Nuevo México (Estados Unidos). Seus pais tinham convidado um sacerdote jesuíta para abençoar a casa. “O sacerdote abençoou a casa”, relata, “disse umas orações e, quando terminou, minha mãe, que era boa cozinheira, serviu uma comida deliciosa”. Ao vê-lo, o pequeno Juan disse para si mesmo: “Veio na minha casa, fez algumas orações e recebeu comida. Que bom! Eu também quero ser sacerdote”.

Anos depois, tal como conta o sacerdote a Vida Nova –site informativo da Arquidiocese de Los Angeles- esta vocação não cambaleou apesar dos “altos, baixos e curvas que encontrei no meu caminho. Apesar dos maus momentos passados. Nunca quis ser outra coisa e estou muito agradecido”.

Natural de Taos, o pequeno Juan Ricardo mudou-se aos cinco anos de idade de Albuquerque para Los Angeles por motivos de trabalho do seu pai, onde morou a uma quadra da Igreja do Sagrado Coração porque “para o meu pai era importante estar perto de uma igreja para poder participar facilmente da missa diária”.

Seus pais, José Tobías e María Claudia, tiveram antes outros dois filhos homens: José Tobías e Gilberto. O segundo também sentiu o chamado vocacional, ordenando-se em 1961. Juan o fez em 30 de abril de 1964.

Tal como relata o sacerdote, este fato não é estranho em um ambiente familiar religioso, onde se tem o costume de rezar o Terço todos os dias depois do jantar.

A vocação do pai

Este ambiente profundamente religioso, recordou o Pe. Juan Ricardo, fez que dois anos depois de ter ficado viúvo, o seu pai José Tobías se ordenasse sacerdote claretiano aos 61 anos de idade, servindo à comunidade quase por 20 anos entre La Placita e a Missão de São Gabriel, onde está enterrado.

“Desta forma –afirmou Vida Nova-, seu caso familiar evidencia que Deus pode chamar a qualquer idade, que os calendários e horários não contam. Como na parábola dos chamados a trabalhar em sua vinha em diferentes horas do dia”.

 



Fonte: Católica News





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 04/10/14 às 16:26:45 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES