Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.258.639
Visitas Únicas Hoje: 1.079
Usuários Online: 388
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1582 - Impresso: 33 - Enviado: 14 - Salvo em Word: 40
Postado em: 26/10/13 às 09:49:47 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=11622
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

“Pope is dope” (“O Papa é ‘legal’”).

Nas periferias metropolitanas explode um entusiasmo que se materializa em grafites e murais. Inclusive na centenária Community Church “evangélica”, situada entre as majestosas palmeiras e os prados ingleses que dão na Lincoln Road, o consenso ecumênico em torno de Bergoglio é uma onda avassaladora que une os bairros “latinos”, cheios de operários, marceneiros e camareiras, à secular “agitação” da Avenida Ocean Drive.

“Sou argentina e fico comovida ao ver que está acontecendo algo extraordinário – explicou Lynette Rivers. Francisco suscita emoções e sentimentos profundos em toda a população, sobretudo nas camadas mais desprotegidas que sentem ter encontrado nele um inesperado porta-voz. É um autêntico milagre: em seis meses a percepção da Igreja católica mudou radicalmente. Finalmente, sentimos o Papa como um dos nossos”. E não se trata de uma sensação superficial.

Na diocese com mais “latinos” dos Estados Unidos, o efeito Bergoglio se traduz, efetivamente, em uma explosão de participação religiosa e no “boom” de cursos para adultos que desejam receber os sacramentos. Além disso, há um rumor no ar que se converteu em um desejo em massa: o Pontífice poderia visitar a Flórida durante a sua viagem aos Estados Unidos. Não apenas Nova York, como seus predecessores Montini, Wojtyla e Ratzinger fizeram, mas também a terra da imigração. “Para um Papa filho de migrantes, seria um gesto forte, um dom imenso para a cidade que representa o epicentro continental da cultura hispânica – afirma a italiana Marica Morelli, que se mudou para Miami com seu marido. O fato de ser o primeiro Papa sul-americano da história reforça sua voz no cenário público e lhe outorga um papel muito importante na luta para obter do governo estadunidense condições mais aceitáveis para os migrantes”.

O motivo pelo qual os cardeais “yankees” apoiaram a candidatura de Bergoglio no conclave é evidente nas paróquias. Sacerdotes e religiosos concordam unanimemente: nunca haviam visto tanta gente como nos últimos seis meses. A arquidiocese dirigida por Thomas Wenski, polonês, é composta em sua maioria por latinos (80%), e em todo o país 40% dos católicos são sul-americanos.

Na Paróquia São Francisco de Sales, no coração de Miami Beach, o padre Gabriel Vigues conta: “é indescritível comoFrancisco está revitalizando a fé e está atraindo as pessoas que nunca haviam se aproximado da religião católica. Há pouco, uma jovem do Uruguai me disse que pela primeira vez em 27 anos sente que se pode confiar na Igreja. Assim como ela, muitíssimos começaram o percurso rumo ao batismo, à primeira comunhão ou à confirmação”. A missa parece um “melting point” de etnias, culturas e classes sociais, uma espécie de Babel de línguas e tradições. “Vêm pessoas muito pobres e milionários – observou o padre Vigues. Os voluntários Vicentinos ajudam a todos sem distinção, independentemente se são católicos ou não. Há pessoas que trabalham aqui ilegalmente há mais de 20 anos, mas não têm nenhum direito e se ficam doentes não podem nem sequer ir ao hospital por temor de serem identificadas e expulsas. Os imigrantes ilegais são fantasmas, não existem para as autoridades, e agora muitíssimos esperam que Francisco peça ao governo e ao Congresso para que mudem as leis”.

Enquanto isso, nos boletins paroquiais são abundantes os tuítes de Francisco em três línguas: inglês, espanhol e italiano. “A ação do Pontífice suscita enormes esperanças e permite ver o futuro com um otimismo antes inexistente”, explicou Valeria Castellanos, venezuelana de 18 anos. Gabriel Bacchin, estudante brasileiro de 27 anos, compara a tão aguardada visita de Francisco a Miami com o “histórico banho de multidão do Rio de Janeiro”, onde, em julho passado, “todo o mundo viu a extraordinária autoridade moral e espiritual que este Pontífice humilde e comunicativo tem”.



Fonte: http://blog.comshalom.org/carmadelio





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 26/10/13 às 09:49:47 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES