Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 11152 - Papa sobre a tragédia da imigração: é a globalização da indiferença!
Artigo visto 1512 vezes




Visto: 1512
Postado em: 09/07/13 às 10:49:19 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=11152
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

O Papa Francisco realizou nesta segunda-feira sua primeira visita em território italiano. Ele foi a Lampedusa: uma ilha que faz fronteira entre a África e a Itália. A ideia de visitar a ilha nasceu por causa dos contínuos desembarques e naufrágios de imigrantes, sobretudo provenientes da África.

O ponto alto da visita do Papa Francisco a Lampedusa foi a celebração Eucarística, no campo esportivo de Arena.
 
Em sua homilia, o Papaafirmou: “os imigrados mortos no mar eram trazidos por embarcações, que ao invés de serem meios de esperança os conduziram à morte”! Ao saber destas notícias, que se repetiram numerosas vezes, disse o Papa, “meu coração ficou transpassado, como por um espinho, causando-me tanto sofrimento”.
 
Eis porque – disse o Papa Francisco – “decidi fazer esta visita aqui, para rezar e realizar um gesto de solidariedade, a fim de despertar as consciências para que tais tragédias não se repitam mais”.
Partindo da Liturgia do dia, o Papa propôs algumas reflexões para mover a consciência de todos e levar a tomar atitudes concretas para uma mudança radical da realidade.
 
“Muitos de nós, eu inclusive, somos desorientados, não damos mais atenção ao mundo em que vivemos, não temos cuidado com ele, não zelamos por aquilo que Deus criou para todos e não somos mais capazes nem de cuidar uns dos outros. Quando esta desorientação assume dimensões grandes como o mundo, acontecemtragédias como aquelas que assistimos”.
 
O Papa destacou que muitos dos nossos irmãos e irmãs procuravam e procuram fugir de situações difíceis, para encontrar um pouco de serenidade e de paz; buscam um lugar melhor para si e suas famílias; mas, quantas vezes não encontram compreensão, acolhida, solidariedade.
 
“Hoje, ninguém se sente responsável por isso; perdemos o sentido da responsabilidade fraterna; repetimos a atitude hipócrita do sacerdote e do servidor do altar, da qual Jesus fala na parábola do Bom Samaritano: olhamos o irmão meio morto à margem da estrada e, talvez, dizemos “coitadinho”, e continuamos a caminhar, pensando: “Esta tarefa não é minha”… e vivemos tranqüilos.”
 
A cultura do bem-estar – afirmou o Papa –, nos leva a pensar só em nós mesmos, nos torna insensíveis ao grito de socorro dos outros, nos tornam como bolhas de sabão e nos deixam na indiferença, na ilusão. Estamos acostumados a ver os outros sofrerem.
 
“Somos uma sociedade que não sabe mais chorar. Eis a globalização da indiferença”, afirmou Francisco.
 
No final o Papa rezou: “peçamos ao Senhor a graça de chorar pela nossa indiferença, pela crueldade que reina no mundo, em nós e também naqueles que tomam decisões socioeconômicas, que abrem a estrada para dramas como estes. Peçamos perdão pela indiferença com tantos irmãos e irmãs; perdão pelos acomodados, fechados em seus corações anestesiados; perdão por aqueles que, por causa das suas decisões, em nível mundial, criaram situações que se concluem com estes dramas”.
 
(Com Rádio Vaticano)


Fonte:
http://www.comshalom.org/blog/carma
delio/

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.934.258
Visitas Únicas Hoje: 828
Usuários Online: 328