Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 10600 - Papa assegura que profecia de Fátima não terminou e continua válida
Artigo visto 4713 vezes




Visto: 4713
Postado em: 12/02/13 às 10:30:17 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=10600
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Juan Lara.

Fátima (Portugal), 13 mai (EFE).- Em visita a Portugal, o papa Bento XVI disse hoje em Fátima que estão equivocados aqueles que pensam que a mensagem de Nossa Senhora de Fátima "terminou", pois, embora tenha tentado, o homem não conseguiu "desencadear um ciclo de mortes e terror" e aqui "permanece o projeto de Deus para o homem".

Diante de 500 mil pessoas, segundo fontes da Polícia, que se aglomeravam na praça do santuário de Fátima, Bento XVI celebrou hoje a missa solene no dia em que a Igreja lembra a primeira das seis aparições de Nossa Senhora em 1917 aos três pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco aos quais revelou o chamado Segredo de Fátima.

Segundo o papa, já nas Sagradas Escrituras se diz que Deus procura pessoas justas para salvar "a cidade dos homens" e que o mesmo aconteceu em Fátima, onde Nossa Senhora perguntou às três crianças que "queriam se oferecer a Deus para suportar todos os sofrimentos que lhes mandasse para reparar os pecados com os quais se ofende a seu Filho".

Maria, continuou o papa, veio a este lugar do centro de Portugal, a chamada Cova da Iria, para mudar o coração daquelas pessoas "que estão dispostas a sacrificar seus vínculos mais sagrados no altar dos egoísmos das nações, raças e ideologias".

Bento XVI afirmou que veio a Fátima porque aqui converge a Igreja peregrina querida por Cristo como instrumento de evangelização e para pedir à Virgem pela humanidade "sofrida de miséria e sofrimentos".

"Vim para desfrutar da presença de Maria e para pôr sob sua proteção os sacerdotes", afirmou o papa, que ontem pediu aos padres "fidelidade e lealdade" e implorou à Virgem "que não cedamos a nossos egoísmos, às lisonjas do mundo e à sugestão do demônio".

Bento XVI manifestou hoje que traz a Fátima uma mensagem de esperança, sobretudo àqueles que sofrem ou vivem abandonados.

Sobre isso, o Pontífice assegurou que Cristo é a grande esperança, o único que não desilude e que a fé em Deus abre um horizonte de esperanças, indica uma sólida base para apoiar, sem medo, a própria vida.

Após participar ontem à noite da procissão de velas com várias centenas de milhares de fiéis, Bento XVI retornou hoje à esplanada de Fátima no papamóvel, no meio dos aplausos e ovações dos fiéis, que seguravam bandeiras de inúmeros países.

Antes de sua chegada, já havia começado a procissão com a imagem de Nossa Senhora, à qual o papa se juntou.

A estátua de Nossa Senhora foi colocada no altar maior, levantado diante da fachada principal do santuário, e no mesmo também foi colocada a Rosa de Ouro oferecida ontem pelo papa à Santa.

Bento XVI lembrou que este ano se completa o décimo aniversário da beatificação dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto, o quinto ano da morte da pastorinha Lucia e o centenário do nascimento de Jacinta.

O papa visitou os túmulos dos três. Hoje à tarde, ele se reúne com as associações católicas comprometidas com a assistência social e com os bispos portugueses, perante os quais deve pronunciar um discurso de caráter social.

O Segredo de Fátima, dividido em três partes, foi revelado por Nossa Senhora a Lucia, Jacinta e Francisco em 1917 nas aparições de 13 de maio, 13 de julho e 13 de outubro.

Lucia se encarregou de registrá-los e decidiu revelar apenas as duas primeiras partes.

A primeira parte vaticinava a morte prematura dos irmãos Jacinta e Francisco Marto (primos de Lucia). Já a segunda se referia à visão aterrorizadora do inferno, no final da Primeira Guerra Mundial e à eclosão da Segunda Guerra, prevendo também a transformação da Rússia e o fim do comunismo.

A terceira parte só seria revelada em 2000 e, segundo o Vaticano, se referia ao atentado sofrido por João Paulo II em 1981 e à luta do comunismo ateu contra a Igreja.

Bento XVI disse no último dia 11, quando ia a Portugal, que a "novidade" que se pode descobrir agora, dez anos após sua publicação, é que a mensagem é dirigida a todo o mundo, a todos os papas. Para ele, a mensagem tem uma validade eterna e se refere aos sofrimentos da Igreja em todos os tempos.

"A mensagem chama à conversão permanente, à penitência e às virtudes teologais fé, esperança e caridade", complementou o papa. EFE
JL/sa


Fonte: g1



LEIA TAMBÉM
Por que o Papa Bento XVI renunciou?
Bento XVI anuncia a decisão de deixar o cargo. Sede vacante a partir de 28 de fevereiro. Eleição do novo Papa em março
Papa Bento XVI vai renunciar ao pontificado em 28 de fevereiro
Papa Bento XVI renuncia ao cargo
Papa Bento 16 anuncia renúncia e surpreende mundo
A oração não é perda de tempo, afirma Bento XVI
Prof. Felipe Aquino: Tragédia da Boate em Santa Maria (RS)
Homem é preso por converter a 300 pessoas ao cristianismo
Paquistão: Extremista muçulmano destruiu imagem de Nossa Senhora a pedradas



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.260.528
Visitas Únicas Hoje: 1.004
Usuários Online: 228