Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.258.639
Visitas Únicas Hoje: 1.079
Usuários Online: 395
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1254 - Impresso: 28 - Enviado: 11 - Salvo em Word: 24
Postado em: 20/09/12 às 06:48:39 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=10147
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

ROMA, 19 Set. 12 / 04:16 pm (ACI/EWTN Noticias).- No dia 15 de setembro extremistas islâmicos da etnia pashtún balearam dois jovens cristãos no bairro de Essa Nagri, nos subúrbios do Karachi, Paquistão, enquanto exigiam o pagamento da "jizya", a quota imposta pela "sharia" (lei muçulmana) àqueles que não seguem o Islã.

Em Essa Nafri vivem pelo menos 50 mil cristãos sob constantes ameaça dos extremistas. Esse dia, extremistas a bordo de motocicletas assaltaram o povado exigindo aos residentes o pagamento deste imposto e desataram uma briga na qual assassinaram Nasir Masih, católico, e Rafi Masih, cristão protestante. Outros dois resultaram feridos.

Conforme informou o pároco católico da região, Pe. Víctor John, à agência vaticana Fides, para proteger os cristãos "decidiram construir um muro e fechar uma entrada a Essa Nagri, a qual se encontra do lado do bairro muçulmano, onde vivem os pashtun e os baluchis, que realizam os atentados".

Além disso, diante da situação de terror, a extrema pobreza e a carência de serviços básicos, os cristãos organizaram um serviço de segurança interno, para tentar proteger-se, "agora Essa Nagri é um gueto, com uma única porta de acesso", assinalou o Pe. Víctor.

"Pedimos à polícia que proteja a população de Essa Nagri, que há meses é vítima de abusos", e "pedimos aos cristãos que não atuem com vingança, que sejam pacíficos, mesmo nos protestos legítimos", exortou o sacerdote.

No dia 17 de setembro, o sacerdote compareceu aos funerais dos dois homens assassinados e denunciou que a situação dos cristãos é insustentável, enquanto que a polícia não faz nada para freiar a violência.

Para evitar novos distúrbios ou provocações, os defuntos não serão enterrados no cemitério "já que a situação é muito tensa, também devido às recentes protestas muçulmanas contra o filme A inocência dos muçulmanos", e ambos os corpos serão enterrados na "Awama Church" ("Igreja de Todos"), uma igreja cristã multiconfessional.

Este foi o terceiro ataque perpetrado em duas semanas dentro deste subúrbio cristão, alvo de grupos extremistas que atuam sem que a polícia os detenha, e onde já perderam a vida quatro pessoas.



Fonte: http://acidigital.com/noticia.php?id=24170





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 20/09/12 às 06:48:39 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES