Espacojames


Página Inicial
Listar Obras Malignas




Artigo N.º 10333 - O GOVERNO QUE MATOU DEUS POR DECRETO
Artigo visto 2647 vezes




Visto: 2647
Postado em: 21/11/12 às 09:12:08 por: James
Categoria: Obras Malignas
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=31&id=10333
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Obras Malignas

No comunismo albanês as igrejas foram destruídas e todos os sinos, mais resistentes, enterrados. Acima o rescaldo


A bandeira albanesa é inspirada na águia bizantina l

A República da Albânia tem como capital Tirana. É um pequeno país da Europa Oriental, que faz fronteira com a Grécia, Sérvia e Macedônia. Tem do lado ocidental o mar Mediterrâneo e as costas do sul da Itália.

 

A Albânia pertenceu à Grécia, ao Império Romano e ao Império Otomano. Depois de cinco séculos de dominação otomana (Turquia), conseguiu sua independência em 1912. Na segunda guerra mundial foi ocupada pela Itália. Em 1941, o stalinista Enver Hoxha toma o poder e governa até morrer em 1985. Nestes 44 anos de poder, Enver cria 19 campos de concentração no melhor estilo hitlerista, mas o mundo só vem a conhecer a desgraça albanesa depois de 1990. Com sua morte é eleito presidente Ramiz Alia, que conduz o lento processo de volta à liberdade. A partir de 1990, com o esfacelamento da União Soviética, a Albânia tenta se redemocratizar. Hoje é uma república parlamentarista.

Padre Ded Maçaj, morto pelo comunismo albanês sem culpa formada.


Seu crime foi pertencer à Igreja Católica

O grande mártir da perseguição comunista na Albânia foi o padre albanês Ded Maçaj, nascido em 1918. Estudou em Roma e lá foi ordenado sacerdote em 1944. Quando retornou à Albânia, a perseguição religiosa era intensa. Poderia ter ficado seguro em Roma, mas quis retornar ao seu país natal. Logo foi recrutado pelo Exército, mantido sob estrita vigilância, aprisionado e levado a julgamento. Torturaram durante semanas o “espião do Vaticano”.

No pátio do quartel, o oficial perguntou aos soldados o que se deveria fazer com o homem acorrentado diante deles. Era o padre Ded. Uma bala na cabeça, responderam em coro. O padre, já todo coberto de sangue, foi levado a um paredão. Caiu sobre seus joelhos e começou a rezar. O oficial do partido comunista lhe perguntou o que falava e o padre Ded respondeu: Perante Deus e perante vocês, declaro que estou sendo morto pelo ódio que devotam à Igreja Católica. Viva Cristo, Rei, e uma longa vida ao papa e à Albânia. O primeiro tiro não o matou. Somente com o segundo ele caiu. O padre Ded tinha 27 anos. Seu testemunho perdura até hoje.

(Boletim 01 – Janeiro de 1999 – Ajuda à Igreja que Sofre).




Enver Hoxha (1908-1985). Líder stalinista que tomou o poder para o partido comunista albanês e governou com mão de ferro por 44 anos, até morrer. Em 1967 ele anunciou à nação, com alegria, que a Albânia se tornara o primeiro Estado ateu do mundo. A Gazeta Nendori publicava com orgulho que todas as igrejas e mesquitas do país haviam sido demolidas ou se encontravam fechadas ao culto. A Albânia se aproximou muito da prática do comunismo eremita norte-coreano.

O primaz Gaspar Thaci, arcebispo de Skhoder, morreu em residência vigiada, quando se encontrava nas mãos da polícia secreta. Vincent Prendushi, arcebispo de Durris, condenado a trinta anos de trabalhos forçados, morreu em 1949 em consequência de tortura. Em fevereiro de 1948 cinco religiosos, entre eles os bispos Volai e Ghini, foram condenados à morte e fuzilados. Mais de cem religiosos e religiosas, padres e seminaristas, morreram na prisão ou foram levados diante de pelotões de fuzilamentos. As acusações eram verdadeiras abstrações como “conspirar contra o poder do povo”.
(Do Livro Negro do Comunismo)



A religião, na Albânia, tenta se reerguer com extrema dificuldade. Depois de cinquenta anos de comunismo real, 65% da população são ateus, 10% cristãos ortodoxos e 9% católicos romanos. A religião que mais cresce no país é a muçulmana, já próxima dos 10%, tendência que se espalha por quase todos os países europeus. Isto também ocorre na Ásia, onde Confúcio e Buda perdem cada vez mais terreno para Maomé, que cresce muito na China. Antes do comunismo a arrasadora maioria do povo albanês era cristã ortodoxa. Enver Hoxha deixou o seu legado sinistro. A Albânia é ainda um país pobre.

A Grande Enciclopédia Soviética, publicada no apogeu da era Stalin, revelava um profundo desprezo pelos latino-americanos. O verbete sobre o Brasil, com 16 fotografias, não tinha nenhuma que mostrasse Rio de Janeiro ou São Paulo. Uma delas mostrava um carro de bois e dizia abaixo: Este é um dos meios de transporte mais usados no Brasil fora das cidades. Não fazia referência à existência de automóveis, aviões ou ferrovias. Para a isenta Enciclopédia o Partido Comunista Brasileiro era a força mais “progressista” do país. Os outros partidos representavam os grandes capitais e os proprietários de terras. Dizia sem retoques que o Brasil “era uma colônia estadunidense” (Volume VI – página 34). A imprensa e as rádios estavam nas mãos de “pró-fascistas”. Dois acontecimentos decisivos na vida moderna do país seriam a fundação do partido Comunista e a marcha da coluna Prestes. Sinalizam como escritores simpatizantes do comunismo Pedro Mota Lima, Graciliano Ramos, Monteiro Lobato, Otávio Brandão e Jorge Amado. Gilberto Freire nem é citado e Villa-Lobos, o músico brasileiro de fama mundial, “encabeça uma tendência modernista burguesa”. (Maio de 1957 – Estrela do Mar – número 554 – pg. 2071).

ESTADO ATEU ( do livro : Entre Deus e o diabo)

Como visto nos Regimes Socialistas que seguiam os escritos de Karl Marx, a Orientação Religiosa do estado não só Era Laica, mas como ATEÍSTA. Ou seja, o estado não só se conformou em se separar da Religião, mas como decidiu Exterminá-la, tanto na forma de seus conceitos Morais e Culturais, mas como também na forma de seus seguidores e representantes.

É extremamente Evidente que o governo de todos estes países eram Ditatoriais, portanto a visão do estado no campo religioso era a de Irreligião, que deveria ser adotada por toda a população caso quisesse prosseguir suas vidas sem serem perseguidas. Temos casos Clássicos como os da URSS, e o da Albânia que se declarou como O PRIMEIRO ESTADO ATEU DO MUNDO. Tendo não só destruído os templos, mas como deportado religiosos estrangeiros ou executado religiosos nativos do lugar. Membros do Clero também foram executados. Há também registro de casos de tortura contra os mesmo e de violência sexual contra Freiras.

 


Fonte: http://reporterdecristo.com/governo-matou-deus-por-decreto-2/



LEIA TAMBÉM
Como aproveitar o fim do mundo? Veja o que a TV ensina!
TESTEMUNHO DE UM EX-MAÇOM
MAÇONARIA – OS 33 GRAUS ( 1º aos 33º )
Zombie Walk reúne apaixonados por personagens de terror em Porto Velho
Série de TV “Os Borgia” se apóia em lenda negra, esclarece perita do Vaticano
Igreja questiona pedido para retirar "Deus seja louvado" das notas de real
Rússia trabalha em arma para transformar pessoas em zumbis
"Não quis ofender", diz homem que fotografou seminu em igreja
Fotógrafo Espanhol profana a história de Jesus com fotos indecentes



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.340.528
Visitas Únicas Hoje: 480
Usuários Online: 127