História da Imagem de Jesus Misericordioso - Parte 10 - Os pintores da imagem de Jesus Misericordioso - Eugênio Kazimirowski e Adolf Hyła
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.069.426
Visitas Únicas Hoje: 44
Usuários Online: 259
Sistema de Busca

 

Mensagens de Jesus à Santa Faustina




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2155 - Impresso: 101 - Enviado: 17 - Salvo em Word: 21
Postado em: 11/04/15 às 08:44:17 por: James
Categoria: Mensagens de Jesus à Santa Faustina
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=225&id=13230
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Mensagens de Jesus à Santa Faustina

Continuação

1º VERSÃO (Pintura Original, na presença de Santa Faustina)

 

Santa Faustina: “...quando fui à casa daquele pintor que estava pintando a imagem e vi que ela não era tão bela como é Jesus, fiquei muito triste com isso, mas escondi essa mágoa no fundo do meu coração. (…) A Madre Superiora ficou na cidade para resolver diversos assuntos, e eu voltei para casa sozinha. Imediatamente dirigi-me à capela e chorei muito. Eu disse ao Senhor: Quem vos pintará tão belo como sois? Então ouvi estas palavras: O valor da imagem não está na beleza da tinta nem na habilidade do pintor, mas na Minha graça” (Diário, 313).

 

Eugênio Kazimirowski, filho de Augusto Kazimirowski e Maria Kossakowski, nasceu em 1873 em Wygnanka, província de Podole, e faleceu em 1939 em Bialystok (Polônia).

Nos anos 1892-1897 estudou na Academia de Belas Artes em Cracóvia (Polônia) com os mestres F. Cynek, J. Jablonski, W. Luszczkiewicz e praticou nos ateliês de T. Axentowicz e L. Wyczólkowski. Em 1896 ganhou a medalha de prata e uma bolsa de estudos dos Amigos das Belas Artes em Lvov. Um ano depois viajou a Munique, onde estudou primeiramente na escola particular de A. Azby e depois na Academia de J. C. Heterich. A seguir foi aluno da escola particular de Bail em Paris.

Eugênio Kazimirowski

 

Tendo voltado a Cracóvia, estudou no segundo semestre de 1898/1899 na Academia de Belas Artes sob a orientação de Wyczólkowski. Em 1900, durante uma estada na Itália, participou de um curso de inverno da Academia de S. Lucas, em Roma. Até 1914 residiu em Cracóvia. Muitas vezes viajava para fora de Cracóvia porque era contratado para executar trabalhos, p. ex. de policromia em igrejas; ele pintou os fundos dos quadros que ornamentam o vestíbulo da estação férrea de Lvov. Passava os meses de verão nas aldeias, em casas de amigos na Ucrânia e na região de Vilnius, onde pintava paisagens e retratos. Foi amigo de Venceslau Lednicki, e no período das férias de 1910 esteve hospedado em sua herdade em Borek, nas margens do Dniepr, onde pintou retratos de membros da família Lednicki e paisagens locais. Em 1911 passou algumas semanas com a família Lednicki em Moscou.

O primeiro trabalho seu exposto em Cracóvia em 1898 foi o ”Estudo de um monge". O salão de J. Latour, em Lvov, organizou em 1904 uma exposição de vários dos seus trabalhos. Num período muito fértil da sua criatividade, que se estendeu até 1914, todos os anos Kazimirowski participava de exposições em Cracóvia, com freqüência apresentando diversos quadros a óleo, pastéis, aquarelas, esboços e desenhos. Fazia exposições em Cracóvia com o Círculo Zero e em Lvov com a União Geral dos Artistas Plásticos. Nos anos 1909-1913 expôs também na Sociedade de Estímulo às Belas Artes em Varsóvia.

 

Desse diálogo emana a sinceridade de uma pessoa agraciada com graça sobrenatural, que em suas vivências místicas via a beleza do Salvador ressuscitado. Por diversas vezes Jesus Cristo apareceu a irmã Faustina da forma como se encontra na imagem (D. 473; 500; 851; 1046; 1565) e também exigiu várias vezes que essa imagem fosse acessível ao culto público. Isso confirma que Jesus Cristo aceitou a imagem pintada no quadro − santificando-a com a Sua presença viva.

 

A partir de 1915 Kazimirowski foi por muitos anos professor da Escola de Pedagogia em Vilnius e decorador de teatro. Fazia parte da Sociedade dos Artistas Plásticos de Vilnius e da Sociedade dos Pintores Independentes da mesma cidade, participando de exposições de ambos esses agrupamentos. Pintava paisagens de Vilnius e das suas redondezas, quadros de temática religiosa e por diversas vezes retratou o marechal José Pilsudski. Em 1934, por encomenda do Pe. Sopocko, pintou o quadro de Jesus Misericordioso. (veja Imagem)

 

 

A partir de 1936 fixou residência em Bialystok, onde dirigiu a União da Propaganda Turística da Voivodia de Bialystok. Em 1939 era presidente da Sociedade Turística em Bialystok. Durante a sua estada em Bialystok pintou diversas paisagens, quadros religiosos e retratos, entre os quais o de Henrique Dabrowski. Na exposição do Grupo de Plásticos de Bialystok mostrou cerca de 100 quadros. Todo o trabalho do pintor realizado em Bialystok perdeu-se após a sua morte em 1939. Os trabalhos de pintura de Kazimirowicz que ficaram em Cracóvia e em Lvov perderam-se durante a II Guerra Mundial. Preservaram-se apenas alguns quadros do período de Vilnius.

 

--

2º VERSÃO (Pintada após a morte de Santa Faustina)

 

Imagem pintada após a morte de irmã Faustina (Adolfo  Hyla, Craóvia 1944)

 

Adolf Hyła (Bielsko-Biała, 2 de maio de 1897 — Cracóvia, 24 de dezembro de 1965) foi um pintor e professor de arte polaco. Tornou-se conhecido por pintar uma famosa versão da imagem da “Divina Misericórdia” em 1943. Hyła era filho de Józef e Salomea, e irmão do escultor Antoni Hyła (1908-1975), casou-se em 1929 com Maria Zalipska.

Adolf Hyła frequentou a escola em Cracóvia entre os anos de 1903 e 1912, depois mudou-se para Khyriv, onde cursou a universidade, graduando-se em 1917. Estudou pintura figurativa com Jacek Malczewski. Dedicou-se principalmente à arte religiosa, tendo feito sua formação reproduzindo obras de Rafael Sanzio, Leonardo da Vinci e Carlo Dolci entre outros.

Entre 1918 e 1920, Hyła serviu intermitentemente ao exército polonês, tendo trabalhado como desenhista no escritório Kilimkarnia da União Industrial de Cracóvia. Em 1922, ele estudou história da arte e filosofia na Universidade Jaguelônica, ensinou desenho numa escola secundária em Będzin de 1920 a 1936 e em Cracóvia de 1936 a 1939 e entre 1945 e 1948, também lecionou na Universidade Nicolau Copérnico de Toruń por volta de 1934.1

Até a eclosão da Segunda Guerra Mundial, suas obras foram exibidas regularmente na região de Dąbrowski e em exposições organizadas pela Sociedade de Artistas e Escritores de Sosnowiec, da qual era membro e também em Katowice.

Foi autor de obras como São José e Coração de Jesus (altar principal) que estão na Igreja dos Jesuítas de Poznań; José com o Menino e Santa Tereza para a famosa Igreja da Santa Cruz de Varsóvia; para Zgromadzenie Sióstr Najświętszej Duszy Chrystusa Pana (a Congregação das Irmãs da mais Sagrada Alma de Cristo Senhor) de Prądnik (distrito de Cracóvia) pintou imagens de Cristo e São Jerônimo feitas para o professor e sacerdote Jan Czuja de Varsóvia. 2

 

 

Hyła pintou a imagem da Divina Misericórdia, revelada a Santa Faustina, para o Santuário da Divina Misericórdia de Cracóvia como forma de agradecimento por ter sobrevivido à Segunda Guerra Mundial. A imagem foi produzida cinco anos depois da morte da santa Faustina Kowalska (1905-1938) sob a direção de seu confessor Józef Andrasz e é baseada na imagem pintada por Eugeniusz Kazimirowski que seguiu orientações diretas de Santa Faustina e seu confessor Michał Sopoćko.3

A versão inicial de Adolf Hyła tinha uma paisagem campestre ao fundo da imagem de Cristo, mas foi considerada “não-litúrgica” e por isso foi retirada da composição. A imagem da Divina Misericórdia foi reproduzida cerca de 100 vezes pelo próprio Hyła e podem ser encontradas espalhadas pela Polônia e pelo exterior, em países como Brasil, Inglaterra, Áustria, França, Itália, Estados Unidos, Canadá, Uganda, Rodésia, Austrália e países da Ásia.

Quando o então Arcebispo de Cracóvia, Karol Wojtyła iniciou as preparações para o processo de beatificação de Faustina Kowalska, Hyła cedeu os direitos autorais de seu Jesus Misericordioso para o Santuário da Divina Misericórdia de Cracóvia. Ele queria que a receita gerada pelos direitos autorais ajudassem a financiar para o processo de beatificação de Faustina, mas morreu em 1965, aos 68, dois anos antes do início do processo de beatificação de Faustina.4

Adolf Hyła também pintou diversos retratos, entre eles o da sua própria esposa, o de santo Albert Chmielowski, do estadista Józef Piłsudski e de Capuchinhos de sua região, pintou também uma série de paisagens que incluíram o Fórum Romano (1931), a igreja de Obidowa (1934), a montanha Świnica e o lago Czarny Staw Gąsienicowy (1936), o vale Kościeliska (1947), o litoral de Orłowo (1947) e de Sopot (1958) 1

 

Espacojames: A imagem mais divulgada atualmente é a de Adolfo Hyla, mas vale lembrar que  a pintura de Eugênio Kazimirowski foi aprovada por Jesus, quando lemos:

Desse diálogo emana a sinceridade de uma pessoa agraciada com graça sobrenatural, que em suas vivências místicas via a beleza do Salvador ressuscitado. Por diversas vezes Jesus Cristo apareceu a irmã Faustina da forma como se encontra na imagem (D. 473; 500; 851; 1046; 1565) e também exigiu várias vezes que essa imagem fosse acessível ao culto público. Isso confirma que Jesus Cristo aceitou a imagem pintada no quadro − santificando-a com a Sua presença viva.

Mas jesus disse que não importava a imagem, mas sim no seu significado:

“...quando fui à casa daquele pintor que estava pintando a imagem e vi que ela não era tão bela como é Jesus, fiquei muito triste com isso, mas escondi essa mágoa no fundo do meu coração. (…) A Madre Superiora ficou na cidade para resolver diversos assuntos, e eu voltei para casa sozinha. Imediatamente dirigi-me à capela e chorei muito. Eu disse ao Senhor: Quem vos pintará tão belo como sois? Então ouvi estas palavras: O valor da imagem não está na beleza da tinta nem na habilidade do pintor, mas na Minha graça” (Diário, 313).

 

 

 

Continua na parte 11

 



Pesquisa espacojames





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 11/04/15 às 08:44:17 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM










Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES