Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.418.049 Visitas Únicas Hoje: 1.213
Usuários Online: 277
Sistema de Busca
Documento sem título

Qual a aparição de Nossa Senhora mais importante na História?

Medjugorje

Fátima














Newsletter Espacojames
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

As mensagens de Jesus - Cruz de Dozulê




Salvar em PDF






Visto: 1754 - Impresso: 65 - Enviado: 12 - Salvo em Word: 44
Postado em: 30/12/13 às 19:21:19 por: James
Categoria: As mensagens de Jesus - Cruz de Dozulê
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=220&id=11843
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: As mensagens de Jesus - Cruz de Dozulê

Continuação

 

Madeleine Aumont

 

Vigésima primeira aparicão

"Depois destes dias de aflição, aparecerá então no céu, o Filho do Homem Ele-mesmo."

Primeira Sexta-feira de Novembro de 1974 - Dia de Todos os Santos.

Nesse dia, fui à igreja à missa, às 8 horas da manhã. Por volta das 15h30, voltei para adorar o Santo-Sacramento durante uma hora.

O meu marido deu-me autorização para ir à noite ao Benção; nunca vou porque a essa hora não é fácil devido à refeição da família que não posso deixar. A minha pequena Ghislaine, que não tinha ido à missa de Todos os Santos, veio comigo ao Benção às 20 horas.

Quando o Senhor Padre levantou a Custódia para a Bênção, a auréola de Luz formou-se como de costume, no Santo Sacramento.

 

 

Como da última vez, não vi ninguém, não vi Cristo, mas a Hóstia estava brilhante de raios. Ouvi:

" Dizei o seguinte em voz alta: " (E eu repeti em voz alta)
" Dicite in nationibus " (" Dizei às nações ")

"Dizei às nações que Deus falou pela boca da Sua serva. Ele divulgou-lhe que a Grande Tribulação está próxima. Pois ela viu o sinal do Filho do Homem partir do Oriente, e logo após do Ocidente. Este sinal do Filho do Homem, é a Cruz do Senhor.

Eu digo-vos, chegou o momento do mundo de se arrepender, pois uma mudança universal está próxima, tal como não houve desde o princípio do mundo até hoje e como nunca mais haverá.

Quando a calamidade da seca anunciada cair sobre o mundo inteiro, só a cova que Deus fez cavar terá água, não para consumo, mas para lavar-vos em sinal de purificação.

E vós todos ireis arrepender-vos junto da Cruz Gloriosa, que Deus pede à Igreja que faça erguer. Então nesse momento, todas as nações da terra lamentar-se-ão e é nesta Cruz que elas encontrarão a Paz e a Alegria.

Depois desses dias de aflição, aparecerá no céu o Filho do Homem Ele-mesmo, Majestoso e Poderoso, para reunir os eleitos dos quatro cantos da terra.

Felizes dos arrependidos, que terão a Vida Eterna. Em verdade, Eu vos digo, o céu e a terra passarão, mas as Minhas Palavras não."

No fim, antes de me deixar, o Senhor disse-me, sem precisar repeti-lo em voz alta:

" Dizei-lhes que não haverá outro sinal a não ser o Sinal de Deus Ele-mesmo. O único sinal visível é o comportamento de Sua serva e as suas palavras são Palavras de Deus e estas, são incontestáveis. Se o homem não ergue a Cruz Gloriosa, fá-la-ei aparecer, mas já não há tempo. "

Depois, a Luz desapareceu.

 

--

 

 

Vigésima segunda aparição

"O Senhor apareceu-me... Ele não me disse nada."

Sexta-feira 14 de fevereiro de 1975 - Primeira Sexta da Quaresma - 15 horas.

Fui à capela para acender uma vela, como todas as sextas-feiras. Depois de alguns instantes de adoração, o Senhor apareceu-me como de costume, precedido por uma auréola de Luz.

Ele não me disse nada.

Fiquei em adoração, mais ou menos dez minutos, depois tudo desapareceu. Depois desta aparição, tive a sensação de que Jesus voltaria todas as sexta-feiras de Quaresma. Estava sozinha na capela.

 

 

--

 

 

Vigésima terceira aparição

"Dizei ao padre que é em nome de Deus e por Ele que vós profetizastes."

Sexta-feira 21 de Fevereiro de 1975 às 15 horas.

Às 15 horas fui à capela. O senhor Padre estava lá. Às 15h10, o Senhor apareceu-me; Ele sorria-me depois, ele disse com um ar grave:

" Dizei ao padre que é em Nome de Deus e por Ele que vós profetizastes. Depois, que ele leve a Mensagem às pessoas que estão encarregues de a executar, com confiança e humildade, porque fica pouco tempo para fazer o que vos pedi. "

Ele sorriu-me e eu disse-Lhe: "Que alegria para mim voltar a ver-vos. Quantas vezes ainda Vos tornarei a ver ? "

Ele sorriu-me durante algum tempo mas não me respondeu e ao fim dum momento, desapareceu.

 

--

 

 

Vigésima quarta aparição

"Esta geração é a mais hipócrita e a mais ruim."

Sexta-feira 28 de Fevereiro de 1975 das 15 horas ás 15h30.

A auréola de luz formou-se e Jesus apresentou-se como de costume, com as mãos ao longo do corpo. Ele sorriu-me, e meteu a mão esquerda sobre o Seu peito, e levantou a mão direita como para me benzer. O Seu Rosto estava cheia de bondade, a sua expressão e os Seus olhos eram duma grande doçura. Ao fim de alguns instantes, Ele disse-me:

"Dizei ao padre: Eu quero encher os corações dos homens com a Minha Misericórdia, em primeiro lugar àqueles que conhecem a Mensagem e depois, ao mundo inteiro. Que aqueles que estão encarregado de fazer erguer a Cruz Gloriosa não sejam cegos, porque não haverá outro sinal como esse dessa profeta chamada das trevas para a Luz. Em verdade, não haverá outro sinal porque esta geração é a mais hipócrita e a mais ruim. "

Antes de me deixar, Jesus baixou as mãos e os braços ao longo do Seu corpo, sorriu-me e desapareceu.

 

--

 

 

 

 

Vigésima quinta aparição

" Esta cidade... benzida e sagrada será protegida... "
" Sejais humilde mas não aceiteis nenhuma ajuda para vós mesmos. "

Sexta-feira 7 de Março de 1975 - 16 horas na capela.

A luz apareceu seguida de Jesus que me sorriu e disse:

" Dizei ao padre (nesse momento, Ele olhou para o Senhor Padre) que esta cidade, que é benzida e sagrada, será protegida de todas as calamidades, em particular em cada lar onde se reze todos os dias a oração que Eu lhes ensinei, seguida duma dezena do terço. "

--

Nota espacojames: A oração completa está na parte 1 deste artigo

--

Depois, o Senhor parou de olhar para o Senhor Padre. Olhou para mim, estendeu as Suas mãos na minha direção (com a direita mais levantada - vi a palma da sua mão) e disse-me:

"É para vós que eu falo. " (Ele sorriu-me; senti-me tão feliz!)
" Sejais humilde mas não aceiteis nenhuma ajuda para vós mesmos. Não tereis nada a esperar deste mundo, mas a vossa alegria será imensa para o próximo. "

Jesus baixou as mãos e tudo desapareceu.

O Senhor Padre diz-me sempre quanto tempo dura cada aparição. É que não me apercebo do tempo a passar. Após cada aparição, tenho a sensação de que não envelheci. Depois, parece que volto à terra e à obscuridade.

 

--

 

 

Vigésima sexta aparição

"Continuai Madeleine a orar, a fazer jejum e em abstinência."

Sexta-feira 14 de Março de 1975 - 15 horas.

Eis a Luz.
O senhor apareceu-me com a mão direita sobre o Seu peito, e com a outra ao longo do Seu corpo.
Ele sorriu-me e disse-me sem precisar de mo repetir em voz alta:

" Continuai Madeleine, a orar, a fazer jejum e em abstinência. Continuai sem temer os escárnios e os maldizeres que levantar-se-ão contra vós, pois poucos têm fé nas palavras que vós dissestes, mas o padre poderá testemunhar que sobre o seu rosto, se vê a Presença Invisível. Depois destes dias de jejum, vós sereis encarregada de realizar uma difícil tarefa. "

Eu tinha um pouco de medo dessa tarefa e disse ao Senhor: " Mas e se eu não conseguir realizar essa tarefa? "

Jesus respondeu-me:

"Se Eu vos dou essa tarefa para vós realizardes, é porque vós o podereis executá-la. "

Antes de partir, Jesus disse-me:

" Cruzai as mãos sobre o peito como Eu vos ensinei. "

Jesus sorriu-me e desapareceu.

O seu olhar é cheio de bondade, duma doçura inexprimível; ninguém tem um olhar como aquele, límpido, mais límpido que o olhar duma criança; a cara não tem nenhuma ruga, mas as feições são marcadas. Aparenta ter uns trinta anos. Quando o vimos, temos a sensação de que Ele é ao mesmo tempo Corpo e Espírito, e que Espírito! Pureza, Limpidez e Santidade transparecem em todo o Seu Corpo.

Quando Ele fala, não procura, nunca se engana, nunca hesita... é puro e claro como a Cruz que eu vi, uma claridade sem sombras, uma frescura sem rugas, uma limpidez sem manchas.

É impossível definir e impossível de exprimir a minha alegria interior no momento da comunhão, quando senti a Sua Presença pela primeira vez.


--

 

 

      
Vigésima sétima aparição

"Começai amanhã uma novena"

Sexta-feira 21 de Março de 1975 às 15h30.

Jesus apresentou-se como sempre, com as mãos estendidas na minha direção como para me acolher e disse-me:

" Começai amanhã uma novena para vos preparardes para aquilo que vos mandarei fazer. Esta novena é composta por um mistério por dia, seguido da oração que vos ensinei e da dezena do terço.
Dizei-a com recolhimento e humildade.
"

Perguntei-Lhe: " Quando me direis Vós, Senhor, a missão que terei de executar?"

Jesus respondeu-me:

" Sexta-feira Santa ", depois sorriu-me e desapareceu.

--

 

 

Vigésima oitava aparição

"É pela Cruz Gloriosa, sinal do filho do Homem, que o mundo será salvo."

Sexta-feira Santa 28 de Março de 1975 - na Igreja de Dozulé.

Eu sabia que o senhor viria me ver neste dia, porque Ele tinha dito:

Vós tereis conhecimento da tarefa que vos mandarei fazer, na Sexta-feira Santa."

De manhã, havia uma camada de neve em Dozulé.

Durante a manhã, fui à capela, no caminho encontrei o Senhor Padre, ele disse-me: " Você vai à capela ? Hoje não há Santo Sacramento na capela, mas sim na igreja. "

Fui então à igreja às 11 horas; a Presença do Senhor não se manifestou.

Voltei às 15 horas para o Caminho de Cruz - nada - depois durante a tarde às 17 horas - o Senhor ainda não tinha vindo. A noite tinha um pouco medo por causa da multidão que iria estar na igreja.

À noite voltei à Igreja às 20h30. Havia cerca de cinquenta pessoas reunidas dentro da igreja para participar na celebração da Paixão.

Do meu lugar, vi a Luz tal como ela surge antes de cada aparição, " não em vez do tabernáculo do altar-mor, mas ao fundo da igreja onde se encontrava nessa Sexta-feira Santa a Eucaristia, num outro tabernáculo que servia de reserva. "

O Senhor apresentou-se como de costume, com as mãos estendidas na minha direcção. Ajoelhei-me, e o Senhor disse-me:

" Dizei o seguinte em voz alta: Porqué é que vocês choram a morte de Jesus crucificado se hoje Ele está vivo no meio de vós ? Rezai antes por aqueles que hoje, ainda mais que ontem, O perseguem. "

Depois:

"Recuai três passos, repetireis aquilo que vos direi, com os braços em cruz."

Nesse momento, Jesus cruzou as mãos; levantou os olhos para o Céu como para rezar; Seus olhos estavam graves e tristes - senti a Sua tristeza; repeti em voz alta, umas a seguir às outras, cada frase que Ele me dizia:

"Piedade Meu Deus, para aqueles que Te blasfemam. Perdoa-lhes, eles não sabem o que fazem. Piedade Meu Deus, pelo escândalo do mundo. Libertai-os do espírito de Satanás. Piedade Meu Deus, por aqueles que hoje, ainda mais que ontem, Te perseguem; enche os corações dos homens com a Tua Misericórdia."

Depois Jesus baixou as mãos. Nesse momento, vi uma bola na qual estavam pousados os Seus pés. Ele estendeu as mãos bastante alto na direção das pessoas presentes.

 

 

De cada uma das Suas mãos, das Suas palmas, saíam raios: alguns brancos, outros vermelhos. Durante todo esse tempo, o Senhor olhava para a multidão. E disse-me:

" Dizei-lhes o seguinte:" ( repeti-o em voz alta )

"Sabeis que Jesus de Nazaré venceu a morte, que o Seu Reino é eterno e que Ele vem vencer o mundo e o tempo. "

Senti uma grande alegria; senti que o Senhor dominava a Terra. Parecia-me que Ele vinha em Poder e em Glória, porque esta bola por debaixo de Seus pés, era a Terra.

Depois, Ele disse estas Palavras as quais repeti em voz alta:

" É pela Cruz Gloriosa que Madeleine viu este dia, três anos antes, é pela Cruz Gloriosa, sinal do Filho do Homem, que o mundo será salvo. Jesus neste momento, está no meio de nós, e pede-vos a todos que ides em procissão ao sítio onde a Cruz Gloriosa apareceu. Ide arrepender junto da Cruz Gloriosa, aí encontrarão a Paz e a Alegria. Jesus pediu que todos os anos seja celebrado uma festa solene - nesse dia."

" Notum fecit Dominus a Magdalena Salutem Suam. " ( " O Senhor deu a conhecer através de Madeleine, a Sua Salvação. ")

 

Projeto de construção da Cruz conforme pedido de Jesus a  vidente Madeleine Aumont
A cruz na imagem acima não existe, é apenas uma montagem de como seria. ( Leia mais sobre a construção da cruz no link:  http://espacojames.com.br/?cat=220&id=11920

 

 

Depois Jesus disse-me:

"Escrevei o que vos disser quando chegar a casa. "

Ele só disse isto a mim pelo que não o repeti em voz alta. Nesse momento, Jesus olhou para mim, sorriu-me e estendeu a Sua mão direita na minha direção.

A terra desapareceu tal como os raios que até agora saíam das Suas mãos. O seu olhar era tão doce. Ele disse-me:

"Vós fostes escolhida, Madeleine, para seres a imagem do Meu Amor. É por isso que vós fostes toda iluminada. Depois deste dia glorioso, tereis-vós a bondade de executar uma grande tarefa?"

Disse em voz alta: " Seja feita a Sua vontade " e Jesus disse-me:

"Fazei escrever trezentas e vinte vezes a oração que Eu vos ensinei e sejais o Meu Apóstolo. Ide dizer a cada lar desta cidade, até às suas fronteiras, que Jesus de Nazaré venceu a morte, que o Seu Reino é Eterno e que Ele vem vencer o mundo e o tempo. "

Depois Ele disse-me:

"Dizei isso em voz alta: Viveis o tempo onde cada acontecimento é sinal da Palavra escrita. "

Depois sem repeti-lo em voz alta:

"Eu quero que eles rezem todos os dias a oração, seguida duma dezena do terço. Cada lar que a disser com grande confiança será protegido de todos os cataclismos depois, encherei os seus corações com a Minha Misericórdia. Se vos perguntarem quem vos mandou, dizei que foi Jesus de Nazaré, o Filho do Homem Ressucitado. Lembrai-vos, não temeis as humilhações, os maldizeres e os escárnios que se levantarão contra vós. Vós sereis odiada por causa do Meu Nome, mas continuai até ao fim."

"Se quiserdes, fazei-vos acompanhar duma pessoa. Vós tendes todo o tempo para executar a tarefa. Vossa lar sofrerá, pois este último Ano Santo só acabará depois da Cruz Gloriosa ser erguida. Mas, para aqueles que têm por missão erguê-la apressem-se, porque o tempo escassa. Não voltais mais ao lar onde a porta vos fôr fechada."

"Dizei isso em voz alta (disse-me Jesus): O pecado veio ao mundo por causa do homem. É por isso que peço ao homem que faça erguer a Cruz Gloriosa. Dizei-lhes que depois voltarei em Glória, e que vós ireis ver-Me como esta serva Me vê. "

 

 

Depois Jesus desapareceu.

Levantei-me e encontrei-me na igreja. Quando me virei e vi as pessoas, com todos os olhos virados para mim, não tive coragem de voltar para o meu lugar. O Senhor Padre fez-me sinal para que me sentasse ao seu lado.

Voltando para casa, tinha na ideia escrever aquilo que o Senhor me tinha pedido, mas toda a minha família estava presente. Era-me impossível escrevê-lo e tinha medo de que mais tarde o esquecesse. Mas de repente, todo a gente subiu para se deitar. Só ficou Ghislaine e Bruno, os meus dois filhos mais novos. Então pude escrever o que Jesus me tinha dito e foi no dia seguinte que o contei ao Senhor Padre.(9)

Nota 9.- No fim da Celebração da Paixão das 20h30, o Padre pediu às 50 pessoas que assistiram para guardar silêncio sobre o que tinham visto e ouvido e que não tinham compreendido.

 

--

 

                                                

Vigésima nona aparição

"Dizei ao padre: Quero que o mundo inteiro conheça a mensagem.

Sexta-feira 11 de Abril de 1975 às 15 horas.

Às 15 horas, fui à capela para adorar o Senhor e pus uma vela. Estava sozinha. A Luz apareceu-me e de repente, o Senhor apresentou-se como de costume, com as mãos estendidas na minha direcção. Ele sorriu-me e disse-me:

"Dizei ao padre: Quero que o mundo inteiro conheça a mensagem. Os padres devem falar com franqueza, sem medo porque nada do que deve ser divulgado deverá ser omitido."

Depois Jesus sorriu-me e desapareceu.

 

 

--

 

 

Trigésima aparição

"Uma perpétua renovação."

Sexta-feira 2 de Maio às 17h45 na capela.

Estava sozinha na capela às 17h45. Vi a auréola de Luz que habitualmente precede a aparição de repente, a Santa Hóstia projectou raios vermelhos e brancos em volta, como tinha acontecido durante duas das outras aparições. Estes raios não são imóveis como os raios do sol; estão constantemente animados por uma perpétua renovação.

Não fui à frente do Santo Sacramento; não tive o consentimento de ser convidada a ajoelhar-me.
Isto durou cerca de três minutos. Não houve nem messagem nem voz.

No entanto, a custódia tinha desaparecido deixando lugar aos raios.

 

--

Continua...

LEIA TODAS AS PARTES DESTE ARTIGO CLICANDO AQUI!

 

 














Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 30/12/13 às 19:21:19 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM






Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES