Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.355.959 Visitas Únicas Hoje: 751
Usuários Online: 270
Sistema de Busca
Documento sem título

Qual a aparição de Nossa Senhora mais importante na História?

Medjugorje

Fátima














Newsletter Espacojames
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

Sonhos e Visões




Salvar em PDF






Visto: 2421 - Impresso: 69 - Enviado: 20 - Salvo em Word: 78
Postado em: 28/10/11 às 22:31:13 por: James
Categoria: Sonhos e Visões
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=112&id=9033
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Sonhos e Visões

Continuação...

XXIX – VISÃO BEATÍFICA Nº 29

1 – Em outra época, tendo aquela dedicada alma a DEUS, recebido o Sacramento do Santíssimo Corpo de CRISTO na mencionada Capela, 2 – foi arrebatada em êxtase imóvel, e depois foi mudado para êxtase móvel, cantando agradavelmente e revelando satisfação e alegria. Ela cantava louvores a DEUS e a VIRGEM MARIA.

3 – Depois, retornando aos seus sentidos naturais, por obediência, respondeu as perguntas feitas pelo seu pai espiritual a respeito da visão beatífica, dizendo que seu espírito foi conduzido por uma luz para um local bem alto, 4 - em que pode observar os espíritos bem-aventurados na glória celeste, contudo, ainda que estivesse separada dos outros espíritos, a mesma foi conduzida para um lugar distante como uma pessoa estranha ou, de fora da casa.



5 – Madalena, aquela fervorosa em amor a DEUS, de alguma maneira, com extremoso afeto a esta alma devota de DEUS, se aproximou e lhe disse: “Isto é admirável, ó alma, as coisas que você pode ver principalmente o Amor mais intenso, que lhe foi possível ver. DEUS é um Amor profundo e de infinito ardor. 7 – Então guarde bem as coisas que você viu e sentiu DELE. 8 – Todavia, ninguém tem a capacidade de suportar a força de tão imensa altura, que tu está sustentando (força da gravidade). 9 – É a sabedoria eterna, que te predestinou por uma imensa graça Divina, que te fez e te conduziu a isto com tão grande alegria. 10 – Guarde consigo a graça do Amor Celeste que te envolveu completamente. Prepare-te pois em breve será reconduzida a este Céu altíssimo. O próprio Amor te conduzirá aqui e dará a graça que te fará mais bonita. 11 – Então, esteja atenta e saboreie esta doce honra, os progressos te farão bem e tem um doce sabor e sentirás que foi o próprio Amor Divino que providenciou tudo. Terá também a recompensa eterna por tua roupa ser digna conforme a realidade existencial. 12 – Alma esteja bem atenta pelas graças que te são dadas, cultive a pureza da mente e se estabeleça solidamente na humildade. 13 – Enquanto está na carne mortal, poderá sofrer a Paixão do SENHOR, porque assim viverá a morte de JESUS que tu vê. Todavia, nenhuma cruel Paixão realmente chegará a ti, mas ao contrário daquele vigor, pois pelas chagas invisíveis é que obterá a honra”.

14 – Depois, esta alma devota de DEUS viu JESUS CRISTO nosso Salvador glorificado na Sua Humanidade, com inexplicável esplendor, que por causa da grandeza da luminosidade, não foi capaz de fixar o olhar, senão para contemplar rapidamente a efígie humana do SENHOR.

15 – Viu também a gloriosíssima VIRGEM e MÃE DO FILHO DE DEUS, habitualmente fervorosa e inflamada de amor, por causa da celebração da Ressurreição do Seu e FILHO DE DEUS, cuja solenidade na Cúria Celeste estava sendo realizada naquela ocasião.

16 – Todos os espíritos celestes gloriosamente veneravam a MÃE DE DEUS, e com muita honra, davam-lhe imensas graças.

17 – Somente Ela foi digna de receber em seu magnífico e santíssimo palácio virginal o Redentor e FILHO DE DEUS Humanado, e por isso, louvavam e elogiavam a sua poderosa fé, sua coragem e confiança, 18 – e especialmente o seu amor indizível, por causa da abominável dor pela Paixão de Seu FILHO. Todos, em suas respectivas Ordens agradeciam a VIRGEM MARIA.



19 – Pela grandeza de alma da VIRGEM e por seu acolhimento, os Apóstolos, Maria Madalena aquela fervorosa em amor a DEUS, acompanhada por Virgens e outros Santos, louvavam a MÃE DE DEUS, dizendo:

20 – “Por causa da pobreza dos louvores feitos a Ti, sublime Rainha, todos nós louvemos e A elevemos a glória, porque foste cheia de graça. 21 – Graças a Ti, porque para nós o dulcíssimo PAI fez um FILHO em Ti, ó Rainha. 22 – Tua imensa humildade nos deu este reino, porque Tu és a MÃE do REI. Agora é a Rainha do Céu, acima dos Coros dos Anjos, e Te vejo com o PAI e o FILHO. 23 – A Ti demos louvores infinitos, pois o FILHO da Majestade Divina glorificou a TUA MÃE, e Tua humildade nos encoraja e consola a todos. 24 – A Ti, ó VIRGEM e MÃE, Rainha do Céu dulcíssima, são para Ti os nossos louvores e infinitas graças, pois através da plenitude de suas virtudes, todos nós temos salvação. 25 – E contigo está um sentimento de imensa nobreza, que a Divina Majestade do FILHO deu a Tua MÃE, a TUA Divindade eterna estabelecida pelo PAI ETERNO. 26 – A sua Santíssima humanidade te elegeu MÃE, sublime Rainha do Céu e Senhora dos Anjos. Tu és o verdadeiro consolo e auxílio do espírito humano e de nossa existência”.

27 – Nesta visão beatífica, apareceram para a serva de CRISTO, muitas solenidades juntas, e ao mesmo tempo, ela também foi convidada a cantar com os espíritos bem-aventurados. E assim, ainda estando em êxtase, cantou alegremente os louvores que mencionamos acima.

28 – Estando a alma bem-aventurada ainda em êxtase, a gloriosa Madalena, aquela bem-aventurada alma dotada de uma singular devoção ao SENHOR, te disse:

29 – “Consola-te feliz alma: é suficiente tu estar aqui à frente da humanidade. Leve as graças do SENHOR, aquelas que em tal visão lhe foram tão importantes. 30 – ELE te fez ver a grandeza do Amor DELE, o que deve te consolar. Além disso, não se desgaste”.

31 – Com as seguintes palavras, aquela humilde serva de CRISTO respondeu a bem-aventurada Madalena, dizendo:

32 – “Por causa do pouco tempo não vi CRISTO, quanta dor suportei, sempre chorando com lágrimas, clamava por DEUS e os homens. Tu que vê o meu SENHOR, então agora não fique surpreendida se me vires chorar lágrimas por me encontrar afastada de tão grande prazer”.

33 – Tendo concluído estas palavras, a Madalena, aquela fervorosa em amor a DEUS respondeu com estas outras palavras a Francisca, aquela alma devota de DEUS, falando com ela para transmiti-las ao seu pai espiritual, começando assim:

34 – “Sejas bem atento, ó pai. Da parte de Madalena, que fervorosamente ama a CRISTO, te digo. Na verdade, o inimigo da humanidade vem na escuridão, no silêncio do coração, e depois manifesta o teu modo de agir. 35 – Portanto, tu deves estar bastante atento e tome cuidado para não cometer nenhuma falta, fique precavido e não seja corrompido pelas persuasões. Por outro lado, aquilo que tu ouves tenha confiança, não fique em dúvida. 36 – Não permita que tua mente trabalhe e nem lance ilusão ao teu espírito, se em algum momento alguém vem te dizer alguma novidade. 37 – Cuidado para não manchar as coisas boas que DEUS te concedeu. Não toque em coisas suspeitas, sobre as quais já ouviu algum comentário, mas procure ficar bem atento, não queira te misturar com certas pessoas, nem pense em variar atitudes, seguindo estes que te chegam dizendo algo. 38 – Atenção com as almas que vem dizer algo a ti, não concorda e nem repudie, mas guarda-as no teu coração, para que tais suspeitas não sejam acolhidas por ti, e nem os teus sentidos sejam manejados permitindo aquelas novidades ocupar a tua memória. Mas tenha inteligência clara e procure sempre discernir a verdade, e se alguém insiste em sondar o teu interior, entregue tudo nas mãos de DEUS, e não queira saber de mais nada.

39 – Na verdade, a hostilidade do maligno não dorme, está sempre em atividade e sem cessar, buscando estorvar e lançar dúvidas no coração daqueles que estão unidos pela caridade. Isto DEUS permite com a finalidade de provar e testar a alma. Porque na verdade, são instrumentos eficazes para burilar as qualidades e corrigir a própria alma. 40 – Dê a necessária paz ao teu espírito. Não ofereça espaço dando lugar a fantásticas meditações. Arranque da tua mente todas as coisas que podem ser desprezíveis. Todas as pessoas cuidam de confiar os seus segredos a DEUS, pois a ELE a mente tem fácil acesso e sempre resulta que são fortificados espiritualmente e se tornam mais aplicados. 41 – Na verdade, eu sou aquela Maria Madalena que o SENHOR perdoou todos os pecados, nem cuidei mais de mim e nem das coisas que disseram de mim. A partir da minha conversão, permaneci sempre aos pés de DEUS, e não me preocupei com minha pessoa, porque todos os meus cuidados estavam colocados em lugar seguro, nas Mãos de DEUS. 42 – Tive sempre o cuidado de fazer o que agradava a ELE, não vendo e nem ouvindo outra coisa, e sempre permanecendo junto DELE
”.

43 – Então, na sequência, esta devota e bem-aventurada serva de CRISTO esclareceu algumas questões que o seu pai espiritual tinha perguntado. Na verdade, estas perguntas feitas a Madalena e também a outros Santos, tem as suas respostas conhecidas claramente somente pela intercessão dela e também das outras almas bem-aventuradas.

44 – Esta Visão aconteceu no dia da comemoração da Ressurreição do SENHOR, 20 de Abril de 1432.

--

XXX – VISÃO BEATÍFICA Nº 30

1 – Em outra vez, tendo recebido aquela humilde serva de CRISTO, o Santíssimo Sacramento naquela referida Capela do Anjo, entrou em êxtase, e o seu espírito foi conduzido por uma brilhantíssima luz para um lugar elevado e glorioso. Foi assim que a própria bem-aventurada serva de CRISTO disse ao seu pai espiritual, obedecendo as suas perguntas.

2 – E então, o glorioso João Evangelista , aquele a quem JESUS fez mais digno, no momento de sua morte pregado à Cruz, conduziu o espírito de Francisca na gloria eterna, oportunidade em que ela viu o Santíssimo Salvador Humanado com inconcebível triunfo.

3 – Na verdade, todos os espíritos, tanto angélicos quanto humanos, dão graças e louvores ao SENHOR com a máxima reverência por causa da sua Redenção, que proporcionou uma satisfação tão grande e produziu uma inefável alegria em todos.

4 – E por isso mesmo, aquela alma bem-aventurada viu uma solenidade tão importante e tão bonita, que o João, o Santo evangelista, disse:

5 – “Alma, sejas humilde e perseverante nas coisas que tu vês, e Aquele Amor que veio para ti e chegou a ti, te abrasará inteiramente. Sejas obediente e sempre pronta a servir. Nada que aconteça poderá impedi-la. 6 – Considere irrepreensivelmente a verdade, porque é um procedimento digno e agradável a DEUS. Pense sempre no maior poder que tanto bem proporciona. Observe todas as coisas que vem, para a sua conveniência pessoal. 7 – ELE não impede ninguém de difamar ou roubar as coisas do próximo, todavia, se tu pegar com o Santo temor de DEUS, este é um poderoso remédio que liberta o espírito de qualquer indignidade. 8 – A verdadeira obediência faz a alma ficar livre e muito bela, e faz com que ela seja conduzida para longe das ciladas do maligno, isto porque, quando tu és fiel e responde os acontecimentos com suas virtudes, será elegante na compreensão das coisas que as pessoas te dizem. 9 – Tudo pode ser aperfeiçoado, nenhum cuidado tenha consigo, a partir do momento em que será conduzida para a festa do VERBO Divino unido a humanidade perfeita”.

10 – O Santo Evangelista depois de dizer aqueles conselhos, o Salvador dirigiu-lhes estas palavras:

11 – “O Altíssimo Onipotente que está acima de todos os Céus, fez nascer à alma, que não se une e nem pertence ao corpo da pessoa viva. 12 – O espírito está na carne, se conservado lá, ele dá o poder da própria vida ao corpo. 13 – Para MIM a novidade é que EU sei o que é. Na verdade, tu podes fazer o que queres (és livre) , mas ficará surpresa. Porque ficará admirada de ter realizado tais atos” (atos que possam causar dúvidas ou arrependimento).

14 – Com estas palavras, voltou-se para aquela bem-aventurada alma, dizendo:

15 – “Alma, tu estás admirada de como compreender a verdade, ou está em dúvida por causa dos modos pessoais que tens, ou acaso acreditas que seja tudo precisamente perdoado? Bem, (se olhar o teu interior) poderá te envergonhar com os segredos do teu espírito”.

16 – Seguiu-se um silêncio (para a reflexão). Depois, estando aquela alma devota de DEUS conversando com o Apóstolo por um espaço de tempo, o seu pai espiritual ouviu muito bem que aquela bem-aventurada alma ao mesmo tempo cantava com o Apóstolo.

17 – Com efeito, o Apóstolo fez uma recomendação através do canto, desta maneira: “Toda alegria agrada ao VERBO Divino, que ressuscitou para nos dar a vida”.

18 – A humilde serva de CRISTO assim se expressou, cantando suavemente, estando presente o seu pai espiritual e Rita, sua filha espiritual.

19 – E assim cantando, se afastou daquela visão beatífica, cuja separação a fez permanecer angustiada com grande sofrimento, porque tinha sido afastada de tão grande alegria.

20 – Contudo, ainda permaneceu em êxtase, e disse ao seu pai espiritual:

21 – “O evangelista João, que na Última Ceia reclinou sua cabeça sobre o peito do SENHOR, e a quem foi revelado tão grande e insondáveis segredos Divinos, que nenhuma alma pode compreender em plenitude, 22 – ele disse que a Vontade de DEUS é que tu faças as tuas obrigações, circunspecto e precavido, estando sempre vigilante. 23 – E como bem entendemos, disse para ser cauteloso, exercitando as suas virtudes, e digo com as virtudes porque uma coisa não é capaz de existir sem a outra (ou seja, a dignidade e a honra não existem sem a virtude). 24 – Em razão de que, te digo de como bem te deve guardar e, no ato da Confissão, esteja sempre pronto, disponível e paciente para ouvir, e mais preparado para entender e discernir, confiando em tua memória o mais possível, para perceber o que é falado a ti, não sendo tua parte fazer acomodações, entendendo perfeitamente o fundamento do Sacramento, que a alma hesitante te confessa. 25 - Tente os teus sentidos de modo a suprimir as pusilanimidades que não se concebe, assim também e de modo análogo, que tua mente pela audição das confissões, não fique manchada e os pecados imundos dos outros, não causem perturbações em seu cérebro. 26 – Um remédio oportuno é se confessar com outro sacerdote, de acordo com os tipos de pecados que ouviu nas confissões, removendo-os docemente de sua mente, confirmando o seu espírito no Santo temor de DEUS.

27 – E nunca duvide das orientações dele (do seu Confessor), que poderá te parecer inimigo (porque recomendará fundamentado na verdade), e se isto não ajudar para remover de teu cérebro as coisas ouvidas por ti no Confessionário, faça exercícios (penitenciais e físicos), tenha zelo nas meditações sagradas e nas palavras que disser. 28 – E assim saberás viajar bem na estrada do cotidiano, te mostrando e fazendo ouvir e compreendendo bem as confissões, como um juiz da verdade das coisas (iluminado pela Luz do ESPÍRITO SANTO) . 29 – Vós ofereçais toda compreensão e siga sempre fazendo o verdadeiro julgamento, e então com humildade e procedendo ocultamente, com a mente totalmente clara, terá a necessária tranquilidade espiritual para aconselhar. 30 – Trabalhe indiferentemente do poder (se uma pessoa modesta ou instruída, se um servente ou uma autoridade), tente encorajar as almas e experimente-as fazendo-as sagazes, do mesmo modo como se olha a arma ofensiva do inimigo. 31 – Na verdade, não há outra condição para se ter a cabeça apaziguada ou em decadência, por isso, em todo lugar deve proceder com dedicação e paciência, em todas as tuas tentativas, principalmente para as almas que se recusam totalmente a se confessar, removendo e modificando a tua vontade. 32 – E observe com muito cuidado tudo o que elas disserem e fizerem, e se vão guardar bem um conselho, então por certo, elas terão uma perfeita liberdade
”.

33 – Por outro lado, pela Vontade de DEUS, aquela devota serva de CRISTO persistia na sagrada conversação com o referido Apóstolo João Evangelista, pois ela desejava saber em que lugar o diletíssimo Apóstolo de DEUS residia. Ele então, disse-lhe, que estava residindo entre a gloria celeste e o paraíso terrestre acompanhado por dois Anjos. A verdade é que algumas vezes ele visitou o paraíso terrestre com Enoch e Elias.

34 – Ela perguntou ao Apóstolo se alguma vez esteve com os outros irmãos Apóstolos na glória celeste, ele respondeu que algumas vezes ele estava na gloria celeste com seus companheiros e irmãos Apóstolos, mas não sempre.

35 – Por causa disto, aquela bem-aventurada alma, disse que algumas vezes, quando estava nas visões beatíficas, nem sempre via o espírito do evangelista João com os outros gloriosos espíritos dos Apóstolos. E também, certas vezes quando ela via o Apóstolo no Céu, ele não estava com tanto esplendor glorioso em plenitude, como estavam os outros espíritos dos Apóstolos, e nem permanecia sentado onde os outros estavam sentados, mas estava separado dos outros. E isto acontecia porque ainda ele não morreu como os outros, mas se encontra na carne mortal, pela Vontade do SENHOR.

36 – Disse também aquela alma devota de DEUS, que quando o Apóstolo e Evangelista João, veio encontrá-la, estava todo com uma vestimenta esplendida e luminosa, com a idade de trinta e três anos. E o referido Apóstolo ainda revelou que todos os homens, mulheres e crianças sentados diante do SENHOR, aparecem com a mesma idade em que faleceram, ou seja, com a idade em que suas almas se entregaram a DEUS.

37 – Além disso, o referido Apóstolo disse a aquela alma devota de DEUS, que na época da Ascensão de CRISTO Ressuscitado, entrou com CRISTO na cidade santa de Jerusalém, conforme está bem claro no relato do Evangelho, e Lázaro aquele que estava morto e depois de um tempo foi ressuscitado por CRISTO, novamente faleceu.

38 – Disse também aquela humilde serva de CRISTO, que quando estava naquela visão beatífica viu e conheceu todos os espíritos naquele espelho Divino, porque sempre aqueles gloriosos espíritos se olhavam nele. Os Santos ou espíritos de Santos que vinham falar com ela, mesmo estando em êxtase nenhum deles lhe conhecia perfeitamente, a menos que o espírito dela dissesse e se apresentasse, ou seja, dando a eles noticias para conhecê-la.

40 – Esta Visão aconteceu no dia 22 de Abril de 1432. DEUS seja louvado.

--

EXPLICAÇÃO

Vamos relembrar o fato de JESUS Ressuscitado, estar conversando com os Apóstolos à margem do Lago de Tiberíades ou Mar da Galileia, de acordo com o Evangelho escrito por São João, na oportunidade em que Pedro faz uma tríplice profissão de amor a JESUS e recebeu as três investiduras do SENHOR. Logo após aquela passagem evangélica, estando próximo a João o “discípulo amado”, Pedro perguntou ao SENHOR o que seria feito dele, de João Evangelista: “SENHOR, e este”? JESUS respondeu: “Se EU quero que ele permaneça até que EU venha (isto é, até a Parusia) que te importa”? (Jo 21, 20-23) A Tradição cristã baseada nestas palavras do SENHOR, passou a considerar de fato que o Apóstolo não tivesse conhecido a experiência da morte e da corrupção corporal, mas que tivesse ficado vivendo numa caverna vizinha a Êfeso, esperando a última batalha da fé e o retorno de CRISTO, no Final dos Tempos. Segundo Francisca, o evangelista estava vivendo entre a glória celeste e o paraíso terrestre, acompanhado de dois Anjos e dos profetas Enoch e Elias.

Continua...

 



Fonte:
http://apostoladosagradoscoracoes.angelfire.com/index74.html











Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 28/10/11 às 22:31:13 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM










Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES