Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.424.735
Visitas Únicas Hoje: 1.895
Usuários Online: 461
Sistema de Busca

 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1833 - Impresso: 59 - Enviado: 28 - Salvo em Word: 54
Postado em: 11/04/10 às 06:56:09 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=4864
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

"A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e castigos".

*Este ano a Festa da Divina Misericórdia será no dia 11 de abril*

"Que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de  Mim,  ainda que  seus  pecados sejam como escarlate. A  Festa  da Misericórdia saiu das minhas entranhas. Desejo que seja celebrada solenemente no Primeiro Domingo depois da Páscoa” (Diário, 570, 699) 

“Desejo conceder indulgência plenária às almas que se confessarem e receberem a Santa Comunhão na Festa da Minha Misericórdia.” (D. 1109)

"A Minha Misericórdia é tão grande que, por toda a eternidade, nenhuma mente, nem humana, nem angélica a aprofundará."(D.699)

Antes de vir como justo Juiz, venho como Rei da Misericórdia…  (Diário de Santa Faustina, 83)


Você sabia que o Papa João Paulo II instituiu a Festa da Divina Misericórdia? :

“Por todo o mundo, o Domingo após a Páscoa irá receber o nome de DOMINGO DA DIVINA MISERICÓRDIA, um convite perene para os  cristãos do  mundo   enfrentarem, com confiança na Divina Benevolência,  as dificuldades e desafios  que a humanidade irá experimentar nos anos que virão” (Vaticano- Decreto de 23.05.2000)



Resumindo:  a pessoa que para o dia da Festa da  Divina  Misericórdia (primeiro domingo após a Páscoa) se   confessar  (é  preciso  sincero arrependimento e bons propósitos) e receber a Santa Eucaristia, além do perdão de todos os pecados terá anulado  pela  Misericórdia  do  Coração  Divino  de  Jesus  tudo  o  que  deve, de reparação,  para com sua Justiça, devido a pecados que cometeu na vida. ( o Revmo.  Ignacy Rozycki, da Santa Sé explicou que é como um segundo batismo).


O que fazer na hora do desânimo?

“ Minha Filha, fica sabendo que os maiores obstáculos à santidade são o desânimo e a inquietação infundada. Eles te impedem de praticar a virtude. Todas as tentações juntas não deveriam, nem por um momento, perturbar a tua paz interior.


Não devem nunca desanimar-te,  mas esforçar-te para que em lugar do amor próprio possa reinar o Meu amor. Portanto, TEM CONFIANÇA, Minha Filha; não deves desanimar. Vem buscar o Meu perdão, pois Eu estou sempre pronto a te perdoar. Quantas vezes Me pedirdes o perdão, tantas vezes glorificarás a Minha misericórdia.”

Obras de Misericórdia

  Corporais                         

1- Dar de comer a quem tem fome.   

2- Dar de beber a quem tem sede.  

3- Vestir os nus.                                     

4- Dar pousadas aos peregrinos.           

5- Assistir os enfermos.

6- Visitar os presos.

7- Enterrar os mortos.

Espirituais 

1- Dar bom conselho.

2- Ensinar os ignorantes.

3- Corrigir os que erram.

4- Consolar os tristes.

5- Perdoar as injúrias.

6- Sofrer com paciência as fraquezas do próximo.

7- Rogar a Deus por vivos e defuntos.  

Acesse e conheça o Apostolado da Divina Misericórdia:
http://www.misericordia.org.br/

Acesse ainda:  http://irmasdejesusmisericordioso.blogspot.com/

 

 


 

A Festa da Divina Misericórdia

“Desejo que a  Festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as

almas,especialmente para os pecadores. Nesse dia estão abertas as entranhas da Minha  Misericórdia. Derramo todo um mar de graças nas almas que se aproximarem da fonte da Minha Misericórdia.  A  alma   que  se  confessar  e comungar alcançará o  perdão  das culpas e castigos.  Neste  dia  estão abertas todas as comportas divinas pelas quais fluem as graças.Que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de  Mim,  ainda que  seus  pecados sejam como escarlate.  A  Festa  da Misericórdia saiu das minhas entranhas. Desejo que seja celebrada solenemente no Primeiro Domingo depois da Páscoa”(Diário, 570, 699) No primeiro domingo depois da Páscoa,  esse domingo deve ser a Festa da Misericórdia. (Diário, 47-49).

 

"Ainda que a alma esteja em decomposição como um cadáver e ainda que humanamente já não haja possibilidade de restauração, e tudo já esteja perdido, Deus não vê as coisas dessa maneira. O milagre da misericórdia de Deus fará ressurgir aquela alma para uma vida plena" (Diário, 1448).

A Divina Misericórdia

Em 22 de fevereiro de 1931, Nosso Senhor Jesus Cristo apareceu à jovem religiosa de nome Irmã Faustina (Helen Kowalska) em Cracóvia, Polônia. Ela vinha de uma família muito pobre que havia trabalhado muito em sua pequena fazenda durante os terríveis anos da I Guerra Mundial. Irmã Faustina teve apenas três anos de educação muito simples e em 1925, entrou na Congregação das Irmãs da Bem aventurada Virgem Maria da Misericórdia. Suas tarefas eram as mais humildes do convento. Nutriu uma fervorosa devoção à Eucaristia e à Mãe do Redentor, e amou intensamente a Igreja. João Paulo II proclamou-a Beata no dia 18 de Abril de 1993

A essa humilde freira, Jesus trouxe uma maravilhosa mensagem de Misericórdia para toda a humanidade. Irmã Faustina nos conta em seu diário: "À noite, quando eu estava em minha cela, percebi a presença do Senhor Jesus vestido de uma túnica branca. Uma mão estava levantada a fim de abençoar, a outra pousava na altura do peito. Da abertura da túnica no peito saíam dois grandes raios, um vermelho e outro pálido. Em silêncio eu olhei intensamente para o Senhor; minha alma estava tomada pelo espanto, mas também por grande alegria. Depois de um tempo, Jesus me disse: 'Pinta uma imagem de acordo com o que vês, com a inscrição, “Jesus, eu confio em Vós”. Prometo que a alma que venerar esta Imagem não perecerá.'"

Algum tempo depois, Nosso Senhor lhe explicou o significado dos dois raios em destaque na Imagem: "Os dois raios representam o Sangue e a Água. O raio pálido representa a Água, que justifica as almas; o raio vermelho representa o Sangue, que é a vida das almas. Ambos os raios saíram das entranhas de minha Misericórdia quando, na Cruz, o Meu Coração agonizante foi aberto pela lança... Estes raios defendem as almas da ira do meu Pai. Feliz aquele que viver sob a proteção deles, porque não será atingido pelo braço da Justiça de Deus."

Terço da Misericórdia

 "Oh! que grandes graças concederei às almas que recitarem esse Terço" (Diário, 848)."Por ele (o Terço da Divina Misericórdia) conseguirás tudo, se o que pedires estiver
de acordo com a Minha vontade" (Diário, 1731).

Pai-Nosso...Ave-Maria...Creio...
Nas contas do Pai-Nosso, reza-se:
Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro.

Nas contas das Ave-Marias, reza-se:
Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. (10 vezes)

Ao final do terço, reza-se:
Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro.

Este terço foi ensinado durante uma visão que Irmã Faustina teve em 13 de setembro de 1935:  "Eu vi um anjo, o executor da cólera de Deus... a ponto de atingir a terra ... Eu comecei a implorar intensamente a Deus pelo mundo, com palavras que ouvia interiormente. À medida em que assim rezava, vi que o anjo ficava desamparado, e não mais podia executar a justa punição..."

No dia seguinte, uma voz interior lhe ensinou essa oração nas contas do rosário. Escreve isto para as almas atribuladas: “Quando a alma vê e reconhece a gravidade dos seus pecados, quando se desvenda diante dos seus olhos todo o abismo da miséria em que mergulhou, que não desespere, mas se lance com confiança nos braços da minha Misericórdia, como uma criança nos braços da mãe querida. Estas almas têm sobre meu Coração misericordioso um direito de precedência”.

"Defendo toda alma que recitar esse terço na hora da morte, como se fosse a Minha própria glória, ou quando outros o recitarem junto a um agonizante, eles conseguem
a mesma indulgência. Quando recitam esse terço junto a um agonizante, aplaca-se
a ira de Deus, a misericórdia insondável envolve a alma " (Diário, 811).

A Hora da Misericórdia "...que todas as vezes que ouvires o bater do relógio, às três horas da tarde, deves mergulhar toda na Minha misericórdia, adorando-A e glorificando-A. Implora a onipotência dela em favor do Mundo inteiro e especialmente dos pobres pecadores.

A Imagem de Jesus Misericordioso -  “Prometo que a alma que venerar esta Imagem não perecerá. Prometo também, já aqui na Terra, a vitória sobre os inimigos e, especialmente, na hora da morte. Eu mesmo a defenderei como Minha própria glória”. "Por meio dessa Imagem concederei muitas graças às almas; que toda alma tenha, por isso, acesso a ela" (Diário, 570).                                                                                 



Enviado por Vania





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 11/04/10 às 06:56:09 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES