CONVERSÃO DE FRANCISCO DE ASSIS
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.127.083
Visitas Únicas Hoje: 642
Usuários Online: 251
Sistema de Busca

 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2516 - Impresso: 110 - Enviado: 24 - Salvo em Word: 41
Postado em: 20/11/07 às 09:58:39 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=268
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Francisco de Assis iniciou uma viagem (1205) à Puglia para fazer-se armar cavaleiro nas tropas pontifícias de Gautier de Brienne, mas foi detido em Spoleto por um sonho em que lhe era feito o convite de seguir antes "o senhor do que o servo". Então voltou a Assis, onde passou a se dedicar a uma vida de meditação e de piedade: remontam a esse período os atos de heróica caridade para com os pobres e os leprosos. Também para fugir à ira do pai, passou o outono de 1205 na igrejinha de São Damião, aos pés do monte Subasio, onde fez trabalhos de restauração, após ter ouvido por três vezes o convite do Crucificado: "Vai, Francisco, e restaura a minha igreja que, como vês, está em ruínas". A "perfeita conversão" (como a denominaram os primeiros biógrafos) é marcada pela renúncia pública aos bens e à herança paterna feita por Francisco de Assis diante do bispo da cidade, Guido II (março-abril de 1207). A partir desse momento, por alguns anos, ele se dedicou totalmente à oração, aos serviços humildes e às peregrinações. Restaurou com as próprias mãos duas outras igrejas abandonadas: San Pietro della Spina e Santa Maria dos Anjos


São Francisco de Assis desejava ser como Cristo, que viveu pobre toda sua vida. No começo seus colegas começaram a caçoar e a reprovar suas atitudes. Mas, com o tempo, entenderam a grande missão e seguiram Francisco até o fim de suas vidas. A todos que manifestam desejo de segui-lo, Francisco dizia: - Vá, vende tudo que tens e dá aos pobres. Não possuas nada consigo e siga somente ao Pai eterno e a Jesus Cristo.



Historicamente, o primeiro discípulo conhecido foi Frei Bernardo Quintavalle, que além de discípulo tinha uma grande devoção pelo Santo. A sua adesão - e de mais três rapazes - aconteceu na Igreja de São Nicolau. Como Francisco ainda não tinha escrito uma Diretriz ou Norma de Vida para quem quisesse seguir os seus passos, colocou-se nas mãos de Deus a fim de que Ele inspirasse sua conduta. Diante do Sacrário na Igreja, abriu ao acaso por três vezes a Santa Bíblia e leu as seguintes frases: "Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens e dá aos pobres, e terás um tesouro nos Céus." (Mt 19,21) Na segunda vez: "Quem quiser vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me." (Mt 16,24). E, finalmente, na terceira vez: "Não queirais levar para a viagem coisa alguma". (Lc 9,3) Bernardo era nobre e possuía muitos bens. Separou sua parte na herança, vendeu e distribuiu para os pobres de Assis e foi encontrar-se com Francisco.



Com seis meses de apostolado, o número de Frades cresceu para nove homens. Por essa razão, Francisco decidiu deixar a cabana da Porciúncula e transferiu-se para RivoTorto, instalando-se numa casa que conseguiu, a qual chamavam de "tugurium", porque era pequena e velha, embora o local fosse esplêndido. Ficava cerca de 20 minutos a pé da Igreja de Santa Maria dos Anjos.

Quando o grupo chegou a 12 irmãos, São Francisco decidiu ir até Roma e pedir ao Papa autorização para viverem a forma mais pura do Evangelho, conforme o desejo e a escolha que fizeram. O Papa achou que seria muito duro para eles esse modo de vida, porém deu permissão e também autorizou que eles pudessem pregar. Durante esse período de visita, o Papa teve um sinal profético e reconheceu em Francisco, o homem que em seu sonho segurava a Igreja como uma coluna. Muitos outros Irmãos foram se juntando ao grupo, desejando viver conforme Francisco. São Francisco assistiu ao crescimento da Ordem, que se espalhou por diversas partes do mundo. Os frades fizeram suas habitações em choupanas ao redor da Igrejinha da Porciúncula (significa pequena porção de terra). Os valores franciscanos os levavam a dividir as atividades entre oração, ajuda aos pobres, cuidados aos leprosos e pregações nas cidades.



Sua Vida

São Francisco de Assis (1182 - 1226) Religioso italiano, fundador da ordem dos franciscanos. Herdou do pai, Pedro Bernardone, a finura do espírito toscano e da mãe, o ardor romântico dos trovadores provençais. Teve uma juventude agitada e brilhante. Nas festas de Assis e nos torneios destacava-se entre todos.

Entre 20 e 22 anos teve início sua conversão da vida mundana para as atividades religiosas, conversão lenta e perturbada por períodos de aridez espiritual. Durante esse tempo empunhou armas em defesa de sua cidade natal e sofreu um ano de prisão em Perugia. Caiu doente, tendo sonhos e visões que o fizeram entrever o verdadeiro horizonte de seu apostolado. Prefere a solidão de uma gruta nos arredores de sua cidade natal. Não somente dá o que possui, mas despreza o mundo e o dinheiro. Em peregrinação a Roma pede esmola à porta da igreja da São Pedro.



Ao encontrar se certa vez com um leproso que lhe pede uma caridade pelo amor de Deus, sente terrível repugnância; mas vence-a, dá a esmola e beija-lhe a mão. Seu pai, envergonhado do novo gênero de vida adotado por Francisco, queixou se ao bispo de Assis da prodigalidade do filho e, diante do prelado, pediu a Francisco que lhe devolvesse o dinheiro gasto com os pobres. A resposta foi a renúncia à vultosa herança: despindo, ali, suas vestes, Francisco exclamou: "... doravante não irei mais pai Bernardone, mas Pai nosso que estás no céu..." A partir desse momento viveu na maior pobreza. Alguns amigos desejaram seguir o seu modo de viela. Um ano (depois já eram 12.

Foi este o começo da ordem franciscana. Cria para eles urna regra muito breve e singela, que o papa Inocêncio III aprova em 1210, e cujas diretrizes principais eram pobreza e humildade. Dois anos mais tarde coloca-se sob sua direção, junto com algumas companheiras, uma nobre jovem de Assis, chamada Clara. Assim nasceu a ordem das clarissas, ou segunda ordem franciscana. Para os que queriam imitar seu espírito de penitência e pobreza, compôs a regra da ordem terceira. O número de seus seguidores foi crescendo rapidamente. E em 1221 a assembléia-geral da ordem reuniu quase 5.000 frades, que determinaram modificar e ampliar a primitiva regra (aprovada pelo papa Honório III em 1223).

Além da pobreza e humildade proverbiais do Pobrezinho de Assis, a caridade foi a virtude que mais brilhou em sua vida. Seu lema de súplicas: "Meu Deus e meu tudo", lhe condensa admiravelmente os anelos. O amor sobrenatural levou-o a transformar em construtor improvisado da Igreja de São Damião e de outros templos semidestruídos. O mesmo amor impulsiona o a reunir os companheiros de apostolado e oferecer sua obediência ao papa, a fim de pregar em toda a parte o evangelho e a sofrer penúrias sem fim. O mundo aprendeu de seus lábios e de seu exemplo que "a perfeita alegria consiste em aceitar com ânimo, pelo amor de Cristo, toda espécie de vitupérios". O amor de Francisco tem um sentido profunda mente universalista. Ninguém como ele irmanou-se tanto com todo o universo, foi irmão do sol, da água, das estrelas, das aves e dos animais.

O 'Cântico ao sol', em que proclama seu amor a tudo que existe, é uma das mais lindas páginas da poesia cristã. A basílica de São Francisco, em Assis, tornou-se ainda mais bela pelos quadros da vida do santo com que Giotto e Cimabue a decoraram. São Francisco de Assis é o padroeiro universal da Ação Católica. Canonizado em 1228 por Gregório IX, sua festa é celebrada a 4 de outubro.



www.google.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 20/11/07 às 09:58:39 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM










Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES