Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.200.652
Visitas Únicas Hoje: 1.484
Usuários Online: 237
Sistema de Busca

 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2232 - Impresso: 93 - Enviado: 23 - Salvo em Word: 51
Postado em: 14/08/09 às 22:07:08 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=2143
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Espacojames: Texto ótimo para quem continua no pecado, mesmo sabendo que é pecado.


Como o pecado E OS DEMÔNIOS entraM em nossaS vidaS

Primeiramente todos que nasceram de mulher ou do ato sexual (Jó 15:14, 25:4, Sl 51:5, João 9:34) já vieram ao mundo em pecado e pelo pecado. Desde dentro do ventre materno já cometemos o pecado do egocentrismo, vez que só pensamos em nossa própria satisfação, em nosso bem estar, em satisfazer nossas necessidades,... e até alguns anos depois de nosso nascimento continuamos a agir como se fossemos o centro do mundo.

Desde o surgimento de nossa vida somos egocêntricos, arrogantes, egoístas, invejosos, possessivos,...

 

Em nosso DNA há o desejo incontrolável pelo pecado como se fosse um vício ou uma necessidade fisiológica de nosso corpo e/ou psicológica de nossa mente.

 

Mas graças ao Bom Criador, Ele proveu que o único Inocente (sem pecado – II Cor 5:21, I Pe 2:22) tomasse sobre si nossas faltas, pecados, erros, falhas, fraquezas, ..., fosse castigado/punido (morto na Cruz) no nosso lugar (Isaías 53, Hebreus 10, I Pe 2:24 e 3:18, I João 1:7) e, ao aceitarmos o Seu Sacrifício, justos e irrepreensíveis achamo-nos na presença de Deus que de nossos pecados não se lembra mais (Hb 10:17).

 

Entretanto, não podemos voluntariamente persistir em ter vida pecaminosa senão de nada valerá o Sacrifício feito (Hb 10:26, Romanos 6 e 7). E Satanás sabe disso e com muita astúcia tenta nos fazer, aos poucos, cada vez mais pecarmos mais e mais, nos sujando mais e mais (Ap 22:11), para perdermos os benefícios da Cruz, pois os que se deleitam na iniqüidade perdem a misericórdia divina (Ez 33:9, 3:19, Dt 11:26, Nm 13:25-31, 14:22-23, Mt 12:31, Jr 30:12 e Mq 1:9).

 

Mas como Satanás faz isso? Semelhantemente uma casa que não fica imunda num piscar de olhos, assim é nossa vida. Aos poucos, entra um grão de areia, depois um cisco, depois uma folha, depois uma pena, depois um farelo, ... , e assim, discretamente vai acumulando a sujeira até se tornar uma imundícia. Assim como a faxina/limpeza de casa deve ser periódica para mantê-la limpam, assim devemos agir em relação à nossas almas (sermos vigilantes).

 

Primeiro Satanás fala ou sugere em nossa mente um pensamento de algo que não é certo, mas não chega a ser um escândalo, horror, desprezível, absurdo,... O simples pensamento/desejo já é pecado (Ef 4:17, Mt 5:27-28, Gn 3:16, 4:7, I Ts 4:5). Nas primeiras vezes repelimos, refutamos, rejeitamos, desprezamos, ignoramos, repreendemos, resistimos, ... , tal pensamento, mas com o passar do tempo e após reiterações/repetições acabamos cedendo e esse pensamento/idéia sugerida pelos demônios vai se repetindo, repetindo, repetindo ... , até o ponto em que não mais o achamos errado, mas consideramos algo perfeitamente normal como uma comercial ou uma música que não gostamos que de tanto ouvirmos acabamos assimilando/decorando.

 

Na primeira vez que os demônios nos falam, nossa consciência interligada harmonicamente com Deus nos repreende, censura, adverte,... , mas à medida que vamos sendo rebeldes, desobedientes, insubmissos, ... , nossa consciência vai enfraquecendo, vai diminuindo sua voz, até, com o tempo, se calar totalmente e só ouvimos e obedecemos cega e prontamente os demônios.

 

Depois que os demônios conseguiram nos fazer assimilar, aceitar, absorver, ... , esse primeiro pensamento/idéia de um “pecadinho” aparentemente “inocente, inofensivo, levíssimo, bobo,...”, os demônios começam a sugerir cada vez com mais freqüência, rotina, periodicidade, ... , em nossas mentes outros pensamentos/idéias cada vez mais fortes, pesados, graves, pecaminosos, ... , na medida em que vamos aceitando-os. Um demônio aceito por nós chama outros, que por sua vez chamam outros (Mt 12:45, Lc 11:26) e assim vai até a perdição.

 

Em pouco tempo, como que sob efeito de hipnose, já revemos vários conceitos, princípios, preceitos, condutas, ... , bíblicas e começamos a agir (externo/exterior) de acordo com esses novos pensamentos/idéias (I Tim 4:1-4, Lc 8:27-29,35).

 

Em Ex 32 mostra como um ato/pensamento aparentemente inofensivo leva à depravação espiritual e carnal. Em poucos dias em que Moisés se ausentou, o povo hebreu já se prostituiu com o bezerro de ouro e praticou inúmeras outras abominações, mesmo depois de terem presenciado tantos milagres.

 

Ressalte-se aqui que tudo começa por dentro (interior) como uma fruta que vai apodrecendo de dentro para fora e quando a podridão atinge o exterior (se torna nitidamente visível) é porque o interior está repleto de podridão, está totalmente contaminado/estragado (Mt 23:27). Quando nosso interior já está repleto de podridão, passamos a agir de acordo com a vontade dos demônios que deixamos nos dominarem ao aceitarmos suas palavras, pois “todo aquele que comete pecado é servo do pecado” (João 8:34).

 

No início resistimos, repreendemos, refutamos, evitamos,... , mas não demora muito e já estamos fazendo mais atos como se fossem perfeitamente naturais, normais, inocentes,... , e ai um ato pecaminoso atrai outro, que atrai outro que atraem outros cada vez mais constantes, piores e mais graves... , até a perdição.

 

Como exemplos:

 

1) Passamos a ter pensamentos eróticos durante os banhos, depois passamos a lavar nossas genitálias por mais tempo e mais vagarosamente, depois passamos a nos masturbar, depois a cometer fornicação, depois não vemos nada de errado em ter relações sexuais de forma grupal e/ou com pessoas casadas, do mesmo sexo que o nosso, com crianças, com animais, ...

 

2) Passamos a saborear um bombom recheado de licor, comer uma bolacha de pinga, a beber uns goles de champanhe ou vinho, depois a beber com mais freqüência, depois a experimentar bebidas mais fortes, depois a misturar as bebidas, depois a experimentar outras substâncias estimulantes, depois experimentamos drogas/psicotrópicos,...

 

3) Um dia vemos uma pessoa na rua e achamos linda, atraente, sensual, elegante, perfumada, ..., noutro já passamos a sentir atração desejo/prazer em outras pessoas, noutro já passamos a ter fantasias sexuais, depois já passamos a dar “cantadas” (flertes, paquerar), como que estivéssemos apenas brincando, depois já estamos praticando adultério ou fornicação, depois insatisfeitos já desejamos outras pessoas, depois outras, depois mais outras... Quando as pessoas se entregam aos desejos sexuais desenfreados, insaciáveis, impudicos, imorais, incontroláveis, ..., são desprezadas por Deus (Dt 23:18, I Pe 3:7, Tg 4:1-3), pois tais desejos são provenientes de demônios (Ef 2:2-3, I Cor 7:5, II Tim 1:7).

 

4) Primeiro pegamos algo que não é nosso para podermos saciar nossa fome ou de nossos filhos, depois furtamos para pagar alguma conta nossa, depois a justificativa do furto é para podermos comprar algo que precisamos, depois para comprarmos algo que queremos e não temos como pagar, depois é pelo simples fato de querermos o dinheiro, depois já passamos a praticar roubo, extorsão, seqüestro, latrocínio, ...

 

5) Um dia ficamos com preguiça ou com a desculpa de estarmos cansados ou atrasados, oramos depressa ou lemos rapidamente a Bíblia e depois sentimos um peso na consciência, sentimo-nos culpados; mas depois isso volta a acontecer, e outro dia, e outro dia, até que não vemos mais nada de errado nisso, e, com o tempo, acabamos por não mais orar e não mais ler a Bíblia e, acabamos, rapidamente, achando que não estamos fazendo nada de mal/errado e assim prosseguimos à perdição.

 

Esclarecemos o seguinte: O alimento de nossa alma é a Palavra de Deus, é o Espírito Santo, é a obediência e harmonia com Deus. Já o pecado, não só deixa nossa alma com fome/sede de Deus e Sua Palavra, mas também é veneno para nossa alma. Assim a cada pecado nossa alma vai ficando sedenta/faminta de Deus e Sua Palavra, vai sendo envenenada, vai definhando, vai atrofiando,... , até morrer, pois a alma que pecar essa morrerá!

Veja o estudo: “A Estratégia de Satanás” em

http://macfly.multiply.com/journal/item/50

 

6) Recordemos a vida de Saul, que teve uma vida com sucessivos e repetitivos pequenos equívocos, aparentemente inocentes, que foram se sucedendo e aumentando em número e gravidade até que perdeu a unção do Espírito Santo, foi desprezado por Deus, ficou possesso de demônio (I Sm 16:14, 18:7-10, Pv 17:11), perdeu a misericórdia divina, seu reino, sua glória, seu poder e sua vida ao cometer suicídio (I Sm 31:4).

 

Mas toda essa podridão não é de uma vez, não é do dia para a noite, mas sim de pecado em pecado, por isso como dizem os membros de associação antialcoólica “devemos evitar o primeiro gole” ou agirmos como os dependentes químicos conscientes e nem chegarmos a experimentar.

 

Se virmos uma barata em nossa casa e não nos importamos, em poucos dias, essa única barata aparentemente inofensiva vai ter gerado centenas de baratas que gerarão milhares de baratas e nossa casa estará totalmente infestada.

 

Se deixarmos uma pequena mosca aparentemente inofensiva pousar sobre alguma ferida nossa, ela botará ovos que eclodirão e surgirão larvas que comerão nossa carne.

 

Assim quem fazia alguns meses que não tinha contato conosco fica surpreso, pasmo, assustado, admirado,... , em ver como ficamos mudados.

Uma coisa leva a outra, um fundo clama a outro fundo, e como uma maçã, laranja ou batata podre é suficiente para contaminar e apodrecer todas, passamos a ajudar os demônios a dominarem outras pessoas como fizeram conosco.

 

Junto com os demônios, além das mudanças de comportamento, vêem as doenças (Lc 13:11, At 9:8 com II Cor 12:7 e Gal 4:13-15, At 19:12), as desgraças, etc, pois sempre o pecado atrai problemas, dores, sofrimento, enfermidades, pragas, ... Eva por ter pecado teve a praga de em dores dar à luz. (Gn 3:16 e 35:17-18, Is 13:8-9, Jr 30:15-17, 13:21-25, I Tim 6:10; Lv 26:15-16, Dt 28:6l, II Cro 21:15, Mq 1:7-9, Sl 107:17-18, Ez 5:11-13, 6:11-14, Ecl 5:17, Mq 6:13, I Cor 11:30, Dt 32:21,24, Jr 27:8, Sl 106:28-30, Jr 29:17-19,34:17).

 

Procedimento semelhante ao descrito no estudo: "A SENSAÇÃO DE VAZIO NO CORAÇÃO EM VIDAS VAZIAS, SOLITÁRIAS E TRISTES" disponível em http://macfly.multiply.com/journal/item/38.

 

 Veja também: "Os ataques do Maligno na família" em http://macfly.multiply.com/journal/item/113

 

Em razão disso tudo é que não podemos fazer pouco caso, ignorar, subestimar, desprezar, desconsiderar,... , nenhum pensamento e/ou ato pecaminoso, por mais insignificante que ele possa parecer, por mais inofensivo que aparente, por mais “bobinho” que ele se apresente,... , devemos sempre repreender e orar (Tg 5:15, Mt 17:21), para não cedermos/aceitá-lo, e, no caso de fraquejarmos, devemos reconhecer o nosso erro, nos arrepender e pedirmos perdão a Jesus (I João 1:9).

 

A nossa vida carnal é uma só, não teremos outras vidas/chances como nos videogames, pois ao homem basta morrer uma só vez e depois disso receber o juízo de Deus (Hb 9:27).

Não podemos cometer a insanidade, loucura, demência, idiotice,... , de brincarmos com algo tão sério que é nossa alma. Não podemos arriscar nossa alma. “Pois que aproveita ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?” (Mt 16:26).

 

Você seria capaz de querer experimentar levar um tiro na cabeça? Seria capaz de experimentar pular de um precipício? Em sã consciência claro que não, então porque baixa a guarda (Mt 26:41, Lc 12:37, 21:36, I Cor 16:13, I Pe 4:7, 5:8) e cai na cilada do maligno?

 

Basta apenas uma vez (experimentar) o ato sexual para a pessoa não ser mais virgem, inocente, ingênua,... Basta apenas um espermatozóide para engravidar. Basta experimentar o crack para se tornar viciado.

 

Mas o que é pecado afinal? Pecado é não crer na Palavra de Deus ou desobedecer a Deus (João 14:23, 16:9, Romanos 14:23, Tg 4:17). Basta não crer num único episódio da Bíblia que já está pecando. Deus ama mais a obediência à sua Palavra do que o ritualismo, cerimônias, solenidades, formalismos, ..., (Sl 51:17, Jr 7:22-24, Mc 12:33, Os 6:6). Eva pecou porque não obedeceu apenas uma única ordem de Deus. (“não tocar no fruto proibido”). Adão pecou porque além de não ter repreendido Eva, ainda fez o mesmo que ela.

 

Quando pela demora de se obedecer a Palavra de Deus, começa a descrer Nela e o coração adoece (Pv 13:12). Quando não se crê na Palavra de Deus, o coração fica como que sem palpitar (Gn 45:26, Sl 143:3-4, Pv 8:36, Jn 2:7); com a tristeza do coração, o espírito se abate (Pv 15:13, 8:36, 15:32, 19:16), o coração fica como que morto, pois a alma que pecar, essa morrerá (Ez 18:20,4 com Sl 40:12, 143:3-4, Lm 5:16-17, Dt 30:17-18, Tg 1:15).

 

Àquele que rejeita de Deus a repreensão, admoestação, correção, reprimenda, corretivo, ..., pela segunda vez, acaba sendo rejeitado por Deus (Tt 3:10-11, II Cor 13:2), pois Deus não suporta a rebeldia/rebelião (Dt 9:24, I Sm 15:23, Ne 9:17, Sl 68:6, Is 30:1, 65:2, Jr 5:5, Ez 2:3 e 12:2).

 

As dores incuráveis são castigo divino (Is 17:7-14, Jr 30:12-15, 15:18-20, Lm 1:12-14, 18, Ex 9:10, I Sm 5:6, II Rs 5:27, 15:5, I Cro 21:18-19, At 12:23, Sl 78:50, 102:4, 107:18, Lv 26:16, DT 28:22, Mt 9:20, Mc 5:25, Dt 28:27, II Rs 4:18-19, Is 49:10, At 5:16, Jô 2:6-7, At 19:12, Rom 8:15, 11:8, I Cor 2:12, II Cor 11:4, Tg 4:1, I Cor 12:10 com I João 4:6), que costumam levar à morte (I Sm 25:38, II Rs 15:5, At 12:23, II Sm 12:9-23, II Cro 21:18-19).

 

Não podemos cometer o mesmo erro de Saul, o primeiro rei de Israel, o qual repreendido em vez de admitir, reconhecer, confessar, ..., seu pecado/erro, se arrepender e pedir perdão sincero, preferiu se justificar/explicar (I Sm 13:8-12 e II Cro 29:17). Atitude semelhante à de Araão (irmão de Moisés), que tentou se justificar pelo fato de ter feito o bezerro de ouro para os hebreus adorarem (Ex 32:20-23).

Se a pessoa não reconhece seu erro/pecado, se arrepende e pede perdão sincero, como Jesus poderá perdoá-la se ela não quer o perdão? (lc 18:9-14, Mc 4:11-12).

 

O Espírito Santo é o árbitro/juiz em nossos corações (Cl 3:15 com Rm 14:17 e I João 3:21 e Dt 30:14, Gn 20:2-7, II Sm 24:10, Sl 38:1,8,10), onde habita nossa alma. Assim, em I Sm 24:5-6 Davi teve seu coração acelerado, pois cria que ferir Saul era desobedecer a Palavra de Deus (I Cro 16:22). Em I Sm 25:2-35 diz que por Davi ter sido poupado de pecar foi poupado de sentir o pesar no coração (Jr 4:18-19, Lm 1:20, 3:17, II Pe 2:8, I Cor 8:7-13, 10:25,27-29).

Essa “voz do coração” é a “nossa” consciência (João 8:9, Hb 10:22, I Pe 2:19, I Cor 4:4, I João 3:21).

 

O Espírito Santo guarda os corações dos santos (Fp 4:7 com Rm 14:17 e Ef 2:13-14 e Cl 3:15, Sl 121:7), pois o prazer do coração dos santos é a Palavra de Deus (Sl 119:111), pois é a Ela que o coração deles teme (Sl 119:161) e eles se sujeitam às Escrituras, desprezando todo o desejo contrário a Ela (Pv 21:1 com 28:26 e Dt 4:29, 6:5-6, Pv 16:17, 19:16 e 22:5).

Com a pregação da Palavra de Deus (João 7:38) e não com a dos homens (Jr 17:15), o Espírito Santo toca os corações dos eleitos de Deus (II Sm 19:14 com II Cro 30:12 com Atos 2:1-4,37-41).

Pv 2:6,10 – “Porque o Senhor dá a sabedoria, da sua boca vem a inteligência e o entendimento. (...). Porquanto a sabedoria entrará no teu coração, e o conhecimento será agradável à tua alma.” (Dt 11:18).








Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 14/08/09 às 22:07:08 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES