Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 7538 - Urge dizer sim ao bem e não ao mal, diz o Papa em visita às fossas onde ocorreu um massacre nazista
Artigo visto 2068




Visto: 2068
Postado em: 28/03/11 às 21:40:46 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=7538
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Vaticano, 28 Mar. 11 / 11:44 am (ACI/EWTN Noticias)

Em sua visita na manhã de ontem às Fossas Adreatinas em Roma onde estão sepultadas 335 pessoas massacradas pelos nazistas em 24 de março de 1944, o Papa Bento XVI assinalou que urge dizer sim ao bem e não ao mal para viver como filhos de Deus.

Conforme informa a Rádio Vaticano, em sua visita depois do convite da "Associação Nacional das Famílias Italianas dos Mártires caídos pela liberdade da Pátria", o Papa citou umas palavras escritas em uma parede de uma cela de tortura escritas por um desconhecido: "Acredito em Deus e na Itália, acredito na ressurreição dos mártires e dos heróis, acredito no renascer da pátria e na liberdade do povo".

Esta entrevista, disse, "demonstra que o espírito humano fica livre até nas condições mais duras" e "afirma a primazia da fé, como manancial de confiança e esperança para esta nação e seu futuro".

O Santo Padre ressaltou que "o que ocorreu aqui no dia 24 de março de 1944 é uma ofensa muito grave a Deus, porque é violência deliberada do homem contra o homem. É o efeito mais execrável da guerra, de toda guerra, enquanto que Deus é vida, paz e comunhão".

"Como meus predecessores, venho aqui a rezar e renovar a memória. A invocar a divina Misericórdia, a única que pode preencher os vazios, as voragens abertas pelos homens quando, empurrados pela cega violência, renegam sua dignidade de filhos de Deus e irmãos entre eles. Eu também, como Bispo de Roma, cidade consagrada pelo sangue dos mártires do Evangelho do Amor, devo render homenagem a estes irmãos, assassinados a pouca distância das antigas catacumbas".

Seguidamente o Santo Padre afirmou que "outro testemunho que me impactou é o que se encontrou justo aqui, nas Fossas Ardeatinas. Uma folha de papel em que uma vítima escreveu: Deus meu Pai grande, rogamos-lhe que possa proteger aos judeus das bárbaras perseguições. 1 Pai Nosso, 10 Ave Marias, 1 Glória ao Pai".

"Naquele momento tão trágico e desumano, no coração dessa pessoa surgiu a invocação mais alta: Deus meu Pai grande Pai de todos!"

"No nome Pai está a garantia segura da esperança, a possibilidade de um futuro distinto, livre de ódios e vinganças, um futuro de liberdade e de fraternidade, para Roma, a Itália, Europa, o mundo. Sim, em qualquer parte, em cada continente, a qualquer povo pertença, o homem é filho daquele Pai que está nos céus. É irmão de todos na humanidade. Demonstram-no, infelizmente, também as Fossas Adreatinas".

"É preciso querê-lo, é preciso dizer sim ao bem e não ao mal. É necessário acreditar no Deus do amor e da vida. E rechaçar toda outra falsa imagem divina, que trai seu santo Nome e, portanto, trai ao homem, feito à sua imagem".

Finalmente o Papa indicou que "neste lugar, doloroso memorial do mal mais horrendo, a resposta mais verdadeira é a de tomar-se da mão, como irmãos e dizer: nosso pai, nós acreditamos em Ti e com a força de seu amor queremos caminhar juntos, em paz, em Roma, na Itália, na Europa e no mundo inteiro. Amém".

Depois de uma homenagem floral ante a lápide que recorda a matança, o Santo Padre entrou no Sacrário e de joelhos se deteve em oração ante as tumbas. Logo o Rabino Chefe de Roma rezou em hebreu o Salmo 129 "De profundis" e o Papa o Salmo 23, "O Bom Pastor", assim como a seguinte oração:

"OH Deus, Padre misericordioso, agradecemos-lhe por haver dado a seu Filho Jesus, Pastor Bom, que deu sua vida por nós.
Com sua morte e ressurreição Ele nos liberou da escravidão do pecado e nos abriu a passagem à vida eterna.
Rogamos-lhe por nossos irmãos que neste lugar foram assassinados sem piedade:
concedei-lhes que gozem por sempre da luz e da paz de seu Reino.
Rogamos-lhe isso por Cristo nosso Senhor.
Amém".

Ao concluir sua visita o Papa assinou no Livro de visitas e escreveu em latim "Nenhum mal temerei, pois estás junto a mim", frase tirada do Salmo 23. Bento XVI é o terceiro Papa que visita as Fossas Ardeatinas. O Servo de Deus Paulo VI esteve em 12 de setembro de1965 e o Venerável Juan Paulo II no dia 21 março de 1982.


Fonte: http://acidigital.com/noticia.php?id=21459



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
Jovem Com Imagem De Nossa Senhora Aparecida no Olho
São José pode ser considerado Padroeiro da evangelização da América
Corte européia: Crucifixos permanecerão nas escolas públicas
Programa da beatificação da Irmã Dulce divulgado hoje
Mil jovens na Missa de desagravo após profanação gay em Madri
INICIATIVAS DIPLOMÁTICAS PARA PROTEGER OS CRISTÃOS
SOLIDARIEDADE COM O JAPÃO: ORAÇÃO CONTÍNUA EM LOURDES
Brasileiros rezam à Virgem de Aparecida pelos japoneses e seus familiares no Brasil
Religiosas no Japão acompanham a dor com silêncio respeitoso
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.270.228
Visitas Únicas Hoje: 1.553
Usuários Online: 296