Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 3801 - Asteroide está a caminho da Terra e pode colidir em 2014
Artigo visto 2231 vezes




Visto: 2231
Postado em: 09/12/09 às 20:27:09 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=3801
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Enviado por: Valter Jose Castanho

Comentário: James, li no seu site o artigo numero 3717 de 28/11/09, mensagem de Jesus a Vassula, sobre a queda do astro na Terra. Se voce ainda nao viu este artigo da Folhaonline, aqui vai. Um abraço e que Deus o abençoe. Valter.



Um asteroide de pouco mais de um quilômetro de diâmetro estaria a caminho da Terra e poderia colidir com o planeta em 21 de março de 2014, segundo astrônomos da agência britânica responsável pelo monitoramento de objetos potencialmente perigosos para o planeta. Mas, ao menos na estatística, não parece ser o fim do mundo --a chance de uma colisão catastrófica é de apenas uma em 250 mil.

Chamado de 2003 QQ47, o asteroide se aproxima da Terra a uma velocidade de 32 km/s, o equivalente a 115 mil km/h. Com 1,2 quilômetro de diâmetro, ele tem um décimo da massa do meteorito que, acredita-se, levou à morte dos dinossauros há 65 milhões de anos.

O 2003 QQ47 será monitorado de perto pelas agências espaciais do hemisfério norte nos próximos dois meses. Segundo os astrônomos, as chances de impacto podem cair ainda mais conforme mais dados forem coletados. O alerta foi emitido pelo órgão depois que o asteroide foi avistado pela primeira vez, no Novo México (EUA).

O impacto de um corpo celeste dessas dimensões seria equivalente à explosão de 20 milhões de bombas atômicas semelhantes às lançadas pelos Estados Unidos contra Hiroshima há quase 60 anos, segundo um porta-voz do Centro de Informação sobre Objetos Próximos à Terra, no Reino Unido.

Asteroides como o 2003 QQ47 são pedaços de pedra que restaram após a formação do Sistema Solar, há 4,5 bilhões de anos. A maioria deles orbita o Sol em um cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter, a uma distância segura da Terra. Mas a influência gravitacional de planetas gigantes como Júpiter pode arrancar estes objetos de suas órbitas originais e lançá-los no espaço.

No site do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (agência espacial norte-americana), há um simulador que mostra as órbitas da Terra e do asteroide no decorrer do tempo.

Com agências internacionais


Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u495992.shtml





LEIA TAMBÉM
Igreja Anglicana reacende polêmica ao eleger bispa abertamente gay
Eleição de bispa abertamente lésbica divide anglicanismo
Imaculada Conceição: o “sensus fidei” feito dogma
Virgem Maria, estrela que orienta a vida da Igreja, diz Bento XVI
Fatos que rondam o divórcio
Cristianismo, uma “ponte para o futuro” para os muçulmanos
Pecado atinge todos os membros da Igreja, adverte Papa
Ativistas homossexuais perseguem celebração de Missa na Argentina
NOS EUA - MÉDICO ADMITE QUE MATA, PORÉM "REZA" PELAS VÍTIMAS!



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.730.859
Visitas Únicas Hoje: 447
Usuários Online: 416