Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 1641 - Brasil entra na disputa pelo mercado global de chips
Artigo visto 2132 vezes




Visto: 2132
Postado em: 23/05/09 às 13:13:08 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=1641
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

São Paulo, 21 de Maio de 2009 - A tradicionalmente deficitária balança comercial de eletroeletrônicos poderá ser a primeira a se beneficiar da abertura da fábrica do Centro Especializado em Semicondutores (Ceitec ), em Porto Alegre, em julho. O projeto de R$ 350 milhões teve origem em 2000 como uma associação civil sem fins lucrativos. Desde novembro, no entanto, o sonho de cientistas e empresários foi transformado em uma empresa, de propriedade do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), com capacidade para produzir 400 milhões de unidades por ano.

Longe de ser consenso entre especialistas, o centro, em sua nova condição, hoje tem como missão competir globalmente por uma fatia do mercado de chips dedicados, que movimenta US$ 250 bilhões anuais. Diferente dos usados em computadores, estes semicondutores são adotados em celulares, televisores e em milhares de equipamentos.

À frente da nova empresa, o alemão Rudolf Weichselbaumer informa que seus planos contemplam o desenvolvimento de produtos até 60% mais baratos que os ofertados no mercado internacional. Ele defende parcerias com empresas globais - condicionadas à transferência de tecnologia -, e prevê fluxo de caixa positivo, assim como a abertura do capital, em três anos. O lucro, na sua estimativa, virá a partir do quarto ano.

 


C2(Gazeta Mercantil/1ª Página - Pág. 1)(Ana Cecília Americano)





LEIA TAMBÉM
Enchentes deixam 377 mil sem casa em 13 estados
Santarém - Pará - Enchente prejudica vendas no Centro Comercial
Santarém Pará - As belezas de Alter do Chão na enchente
Aparelho permite comunicação telepática entre soldados
Sobe para 44 o número de mortos pelas enchentes no país
Enchente em Santarém aumenta riscos de leptospirose
Mundo ainda não chegou à metade da crise, avaliam nobéis reunidos por EXAME
São Miguel: “Patrocinam” as doenças e ficam com medo delas
Vírus H1N1 pode infectar 1/3 da humanidade em 6 a 9 meses, alerta cientista



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.077.099
Visitas Únicas Hoje: 184
Usuários Online: 184