Espacojames



Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 16250 - Católico que apoia aborto nem se apresente para comungar, reforça arcebispo
Artigo visto 144




Visto: 144
Postado em: 07/05/21 às 21:32:52 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=16250
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque


Ele acrescenta: "quem colabora com o aborto responderá a Deus pelo sangue inocente derramado"

Católico que apoia aborto nem se apresente para comungar, recordou dom Salvatore J. Cordileone, arcebispo de São Francisco, nos Estados Unidos.

No início deste Mês de Maria, ele publicou uma carta pastoral sobre o necessário para que um católico receba a Sagrada Comunhão dignamente. E foi transparente:

De acordo com a disciplina e o ensinamento tradicional da Igreja, a cooperação formal e material com o mal, como o aborto, constitui impedimento para se receber a Sagrada Comunhão”.

Católico que apoia aborto nem se apresente para comungar

Da carta de dom Salvatore, destacam-se as seguintes passagens, bastante explicativas:

  • É fundamentalmente uma questão de integridade: receber o Santíssimo Sacramento na liturgia católica é abraçar publicamente a fé e os ensinamentos morais da Igreja Católica e desejar viver em conformidade com eles.
     
  • Todos nós falhamos de várias maneiras, mas há uma grande diferença entre lutar para viver de acordo com os ensinamentos da Igreja e rejeitar esses ensinamentos.
     
  • O princípio da nossa fé é claro: aqueles que matam ou ajudam a matar a criança (mesmo que pessoalmente se oponham ao aborto), aqueles que pressionam ou encorajam a mãe a fazer um aborto, que pagam pelo aborto, que prestam assistência financeira às organizações para praticar abortos, ou que apoiam candidatos ou legislação que tenham o propósito de tornar o aborto uma ‘escolha’ mais facilmente disponível estão cooperando com um mal muito sério.
     
  • A cooperação formal e material imediata com o mal nunca são moralmente justificadas.
     
  • ​O direito à vida é, em si, a base de todos os outros direitos. Sem a proteção do direito à vida, nenhuma outra discussão sobre direitos faz sentido.
     
  • A vida humana geneticamente distinta começa na concepção.
     
  • O aborto nunca é apenas um ato da mãe. Outros, em maior ou menor grau, compartilham a culpa toda vez que esse mal é perpetrado.


O arcebispo afirmou que é sua obrigação chamar a atenção dos fiéis que praticam o aborto, porque tanto eles quanto o próprio arcebispo responderão a Deus pelo sangue inocente derramado. Portanto, é fundamental arrepender-se, confessar-se e receber a absolvição sacramental para poder receber a Sagrada Comunhão.

Ao encerrar a carta, dom Salvatore agradece aos defensores da vida, em especial do nascituro, reconhecendo que eles enfrentam “muitas vezes uma oposição feroz” e recordando que a sua firmeza encoraja outras pessoas a também lutarem pela vida.


Fonte: aleteia.org



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.684.596
Visitas Únicas Hoje: 867
Usuários Online: 195