Espacojames



Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 15202 - Quer um relacionamento mais profundo com Deus? Então livre-se deste pecado
Artigo visto 1472




Visto: 1472
Postado em: 22/03/19 às 22:36:06 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=15202
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque


De acordo com o padre Lorenzo Scupoli, se você conseguir superar este pecado, você entrará no caminho da santidade

Na vida espiritual, como em todas as áreas da vida, é fácil perder o foco no que é realmente importante. Infelizmente, podemos nos iludir, pensando que vivemos uma vida virtuosa, quando, na verdade, estamos longe disso. O diabo faz o seu melhor para nos manter no escuridão!

O padre italiano Lorenzo Scupoli tentou chegar ao coração da vida espiritual. Ele explicou em seu livro “O Combate Espiritual” o que ele pensava ser o único pecado mais importante a ser expelido da alma de uma pessoa.

Scupoli descreve como o orgulho espiritual pode ser o pecado mais perigoso, impedindo que uma alma se una a Deus. Uma pessoa com orgulho espiritual “pensa que ela conseguiu um grande progresso nessa área, já que ela faz muitas orações, participa de muitas missas, frequenta muitas igrejas e recebe muitas comunhões”.

Além disso, essas pessoas acreditam que essas ações as tornaram perfeitas e, como resultado, “elas desejam ser colocados acima dos outros; são casadas com suas próprias opiniões e obstinadas em suas próprias vontades. Além de serem cegas para suas próprias falhas, elas são observadoras atentas e críticas dos atos e palavras dos outros”.

Infelizmente, aqueles com tal orgulho espiritual “atribuem a si mesmos um alto grau de perfeição, e, assim, cheios de orgulho, julgam os outros, ao passo que um grau extraordinário da graça de Deus é necessário para se converterem ”.


Scupoli prossegue corajosamente dizendo que “o pecador aberto é mais facilmente convertido e restaurado junto a Deus do que o homem que se encobre sob a capa da virtude aparente”.

A observação de Scupoli é uma reminiscência da história do Evangelho do fariseu e do cobrador de impostos:

Subiram dois homens ao templo para orar. Um era fariseu; o outro, publicano. O fariseu, em pé, orava no seu interior desta forma: Graças te dou, ó Deus, que não sou como os demais homens: ladrões, injustos e adúlteros; nem como o publicano que está ali. Jejuo duas vezes na semana e pago o dízimo de todos os meus lucros. O publicano, porém, mantendo-se à distância, não ousava sequer levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem piedade de mim, que sou pecador! Digo-vos: este voltou para casa justificado, e não o outro. Pois todo o que se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado” (Lucas 18,10-14).

Reflita!  


Fonte: www.aleteia.org



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.693.244
Visitas Únicas Hoje: 450
Usuários Online: 174