Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 13822 - A lenta agonia dos cristãos perseguidos no Vietnã
Artigo visto 1303 vezes




Visto: 1303
Postado em: 08/10/15 às 22:01:01 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=13822
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Os cristãos da etnia Hmong fugiram da perseguição no Vietnã e foram para o Camboja – onde também encontraram as portas fechadas...

A minoria Hmong, desprezada pelo grupo Kin, majoritário no Vietnã, vive nas terras altas do país em condições arcaicas. Seu quase autárquico estilo de vida os relega à categoria de pessoas de segunda classe, sem acesso à educação nem a cargos de responsabilidade.

O governo os preferiria animistas

Os Hmong, como, aliás, a maioria dos vietnamitas, são impermeáveis ​​ao ateísmo marxista. Entre eles, surgiram comunidades cristãs pouco numerosas, mas dinâmicas. O partido comunista vietnamita, assim como o chinês, considera os cristãos uma “quinta coluna” do Ocidente. Régis Anouilh, presidente da agência de notícias Église d’Asie, diz que, aos olhos do Partido Comunista Vietnamita, seria melhor que os Hmong fossem animistas em vez de cristãos, porque isto seria “menos perigoso” para quem está no poder.

Interesses econômicos e desprezo religioso

Além deste aspecto puramente ideológico, as atividades de mineração no planalto central do Vietnã complicam mais ainda a condição dos Hmong: muitos deles tiveram as suas propriedades expropriadas. Suas demandas de construção de locais de culto também são recusadas ​​com as mais diversas justificativas. Essa combinação de fatores leva boa parte dos “cristãos da montanha” a rumar para as fronteiras do Camboja. O fenômeno migratório começou em 2001: na época, os grupos Hmong se levantaram para exigir mais autonomia e liberdade religiosa. Severamente punidos, cerca de 3.000 ativistas tiveram de partir, temendo ser presos pela polícia vietnamita.

A recusa da condição de refugiados

Mas o Camboja, pensando em manter as boas relações de vizinhança com o Vietnã, geralmente se apressa em reenviar os refugiados para a fronteira. A Human Rights Watch já condenou a violência dessas extradições em 2005. “Não há nenhuma justificativa para bater em pessoas desarmadas envolvidas em desobediência civil pacífica”, enfatizou a organização. “A polícia do Camboja não tinha tentado nenhuma negociação com os requerentes de asilo antes de agredi-los”.

Desrespeito ao direito internacional dos refugiados

Dez anos depois, em 1º de maio de 2015, a organização constata que a situação não mudou para os cristãos das montanhas do Vietnã, que hoje são reprimidos tanto no Camboja quanto na Tailândia. A Human Rights Watch descreve em um comunicado: “O comportamento do poder cambojano, ao se recusar a reconhecer a condição das pessoas vindas do Vietnã como requerentes de asilo e postulantes do estatuto de refugiados, demonstra que o governo não se submete às leis internacionais sobre o assunto”.


Fonte: www.aleteia.org





LEIA TAMBÉM
Sínodo da família: 1º relatório reitera indissolubilidade do matrimônio.
Jovens enfrentam perseguição na Inglaterra ao deixar o islã.
Angela Merkel, chanceler da Alemanha: “os europeus deveriam ter a coragem de voltar à Igreja e à bíblia”.
Estado Islâmico crucifica garoto sírio de 12 anos por se recusar a negar sua fé cristã.
Lançada primeira operadora de celular evangélica do Brasil.
Selo raríssimo da época do rei Davi é encontrado em Jerusalém por garoto de 10 anos.
Qual é a diferença entre a religião islâmica e a ideologia islamista?
Abortistas atacam igreja e vandalizam imagem da Virgem Maria na Argentina.
Existe alguma relação entre o satanismo e a prática do aborto?



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.079.047
Visitas Únicas Hoje: 224
Usuários Online: 165