Espacojames


Página Inicial
Listar Saiba Mais




Artigo N.º 11601 - Jesus cristo fundou a igreja?
Artigo visto 2297




Visto: 2297
Postado em: 19/10/13 às 10:12:14 por: James
Categoria: Saiba Mais
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=19&id=11601
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Saiba Mais

Traduzido por Pe. Antônio Carlos Rossi Keller

Laia também: 

Artigo N.º 11619 - Jesus Cristo fundou a Igreja católica, afirmam as escrituras e a história.

 

--

 

Tema 18: “JESUS CRISTO FUNDOU A IGREJA”

INTRODUÇÃO:

Ensina o Concílio Vaticano II que, “sendo Cristo a luz das gentes..., deseja ardentemente iluminar a todos os homens (...) luz esta que resplandece sobre o rosto da Igreja, anunciando o Evangelho a todas as criaturas” (Lumem Gentium, 1). Fica claro, pois, que a Igreja depende inteiramente de Cristo, como a luz da lua depende do influxo do sol.

Já dizia Santo Agostinho que a Igreja é Cristo entre nós: suas mãos continuam a nos curar (os sacramentos da Igreja), sua boca continua a nos falar (a doutrina santa que a Igreja prega). A Igreja continua a missão de Cristo, e foi para isso que Ele a fundou.

Quando professamos a fé, no Símbolo, dizemos: “ Creio na Igreja, Una, Santa, Católica e Apostólica”. Ela é a Mãe que cuida de nós com os sacramentos e com a doutrina de Jesus Cristo, conduzindo-nos para o céu.

 

IDÉIAS PRINCIPAIS:

1. Jesus Cristo fundou a Igreja para continuar sua obra na terra

Jesus Cristo veio à terra para nos remir e nos salvar, mas tinha que voltar ao Pai. Como a Redenção que Ele tinha conseguido para nós tinha necessidade de chegar a toda a humanidade, Cristo funda a Igreja com a missão de continuar na terra o plano divino da salvação, sua obra salvadora. A Igreja, portanto, não é invenção humana, mas algo querido expressamente por Deus.

2. O que é a Igreja

A palavra igreja significa “convocação”, termo muito próprio porque a Igreja é o novo povo de Deus convocado pela Palavra e constituído pela graça que nos é dada pelos sacramentos, fundado por Jesus Cristo e regido pelo Papa e pelos bispos, que conduzem os fiéis cristãos à salvação sob a ação do Espírito Santo. Na Sagrada Escritura encontramos outras expressões que equivalem ao termo Igreja: Reino de Deus, Novo Povo de Deus, Corpo de Cristo,...

Começamos a fazer parte da Igreja no dia de nosso Batismo, que nos faz discípulos de Cristo, como aqueles que seguiam ao Senhor.
 

3. A fundação da Igreja

O Evangelho narra os passos sucessivos com os que Cristo fundou “sua Igreja”. Começou pregando o Reino de Deus, escolheu logo os doze Apóstolos aos quais deu poderes especiais, e a um deles –Pedro- o designou seu vigário na terra, entregando-lhe o poder supremo sobre toda a Igreja. Fez muitos milagres para demonstrar que –com Ele- tinha chegado o Reino de Deus. Com sua morte na cruz conseguiu a salvação de toda a humanidade, e a última pedra desta construção magnífica foi a vinda do Espírito Santo, que enviou desde o céu, no dia de Pentecostes.
 

4. O mistério da Igreja

Podemos dizer que Cristo edificou sua Igreja dotando-a de características especiais, pelas quais é distinta das demais sociedades que conhecemos. A Igreja é humana e divina ao mesmo tempo, visível e invisível. Também é hierárquica e carismática, ainda que os carismas estejam subordinados à hierarquia, que governa em nome de Cristo, sob a ação do Espírito Santo, doador dos carismas.


5. Cristo fundou uma única Igreja e a Igreja Católica é esta  verdadeira Igreja

Cristo fundou uma única Igreja; Ele falou de um só rebanho e um só pastor. A verdadeira Igreja fundada por Cristo é UNA, SANTA,. CATÓLICA e APOSTÓLICA,  como dizemos no Credo.

· É UNA, porque tem um só pastor visível, o Papa, uma mesma fé e os mesmos sacramentos.

· É SANTA, porque Santíssimo é seu fundador, Jesus Cristo, santa a sua Doutrina e santos os Meios para nos fazer santos (os sacramentos). Ainda mais, sempre existiram e sempre existirão santos na Igreja.

· É CATÓLICA,  que significa universal, porque chama a todos a seu seio e está estendida por toda a parte. Durará até o fim do mundo e em todos os lugares é a mesma: o mesmo Papa, o mesmo Credo, os mesmos Sacramentos.

· É APOSTÓLICA,  porque está fundamentada (alicerçada) sobre os Apóstolos e ensina a doutrina que eles ensinaram. O Papa e os bispos são os legítimos sucessores de Pedro e dos demais Apóstolos.

A Igreja de Jesus Cristo é hoje a Igreja Católica, porque só nela cumprem-se estas quatro propriedades e é a única que possui todos os meios de salvação que Cristo quis dar à sua Igreja.
 

6. Amar a Cristo é amar a sua Igreja

Diz São Cipriano que “não pode ter a Deus por Pai quem não tem a Igreja como Mãe”.

Depois de saber um pouco mais o que é a Igreja, entendemos ser um grande erro aceitar  a Cristo e recusar a Igreja, Seria uma atitude contraditória, porque Jesus Cristo a instituiu para pregar sua doutrina e administrar a graça aos homens, como instrumento de salvação.
 

7. Deveres que temos para com a Igreja

Que presente maior poderia ter-nos dado o Senhor do que este: ser membros de sua Igreja? Por isto, com agradecimento e amor, devemos dizer sempre: “ Creio na Igreja, Una, Santa, Católica e Apostólica”.

Os deveres para com nossa Mãe, a Igreja são:

· Crer no que a Igreja nos ensina;

· Cumprir o que nos manda;

· Amá-la de verdade, sentindo-nos felizes e honrados de pertencermos a ela;

· Rezar por seus pastores: o Papa, os bispos, os sacerdotes e todos os irmãos

· Ajudá-la em suas necessidades, segundo nossas possibilidades.

 

8. PROPÓSITOS DE VIDA CRISTÃ
 

· Dar muitas graças a Deus pela Igreja.

· Meditar esta frase de São Cipriano, tirando muitas conseqüências práticas para nossa vida:

“Não pode ter a Deus por Pai, quem não tem a Igreja por Mãe”.

 

--

 



 

 

Resposta de um leitor do espacojames.com.br

 

Sim, Jesus edificou sua igreja sobre Pedro.

1º) Pedro é o mais citado nos evangelhos

Os evangelistas fazem referência a Pedro 171 vezes (114 nos evangelhos e 57 nos Atos dos Apóstolos).

2º) Cristo muda o nome de Simão para Pedro

Este (André) encontrou primeiro seu irmão Simão, e disse-lhe: Encontramos o Messias. E levou-o a Jesus. E Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João, tu serás chamado Cefas, que quer dizer Pedro (Pedra)" (S. João, 1, 41-42).

Quantas vezes, em toda a Escritura, Deus muda o nome de alguém? São poucas as vezes, então perceba que é algo muito importante, dada a sua excepcionalidade, que faz concluir a gravidade daquilo que o motivou.

Em toda a Bíblia, Deus muda apenas três vezes o nome de homens, sempre para destacar a dignidade de uma vocação superior:

A Pedro, e a ninguém mais, é confiado o pastoreio das ovelhas e dos cordeiros, a que nosso Senhor pede três vezes a confirmação de Pedro, e três vezes o confirma:

"Disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes? Respondeu-lhe Pedro: Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo. Disse-lhe (Jesus): Apascenta os meus cordeiros. Disse-lhe outra vez: Simão, filho de João, tu me amas? Ele disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo. Disse-lhe (Jesus): Apascenta os meus cordeiros. Disse-lhe pela terceira vez: Simão, filho de João, amas-me? Ficou triste Pedro, porque pela terceira vez, disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que te amo. Disse-lhe (Jesus): Apascenta as minhas ovelhas." (S. João, 21, 15-17)
 

3º) A lista dos Apóstolos

Sempre quando é mencionado o nome dos 12 Apóstolos, Pedro é sempre o primeiro, podemos ver em S. Mateus, 10, 2-4, S. Marcos, 3, 16-19, S. Lucas, 6, 14-16, Atos, 1, 13).

Pedro é citado até em uma expressão coletiva: "Pedro e os que o acompanhavam" (Marcos, 1, 36).

4º) O "Tu es Petrus"

Cristo dirige-se a Pedro, após sua maravilhosa profissão de fé ("Que dizem os homens de mim (...) que dizeis vós?" "Tu és o Cristo, Filho de Deus vivo"!), e confirma sua promessa: "Bem aventurado és Simão Barjona, porque não foi a carne e o sangue que a ti revelou, mas sim meu Pai que está nos ccéus, e eu digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha igreja e as portas do inferno não prevalecerão sobre ela. E eu te darei as chaves do reino dos ccéus, e tudo o que ligares na terra será ligado também nos ccéus"(S. Mateus, 16, 16-19)

In Corde Suo Iesus
 


Fundo: http://www.veritatis.com.br/catecismo/8410-18-jesus-cristo-fundou-a-igreja



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

LEIA TAMBÉM
Posso me confessar com um sacerdote pela internet ou pelo celular?
Japão tem 110 vulcões ativos. Conheça os 47 vulcões monitorados 24 horas por dia.
Veja como ficará Igreja da Sagrada Família, em Barcelona, Espanha.
A Igreja não anula um casamento validamente contraído e consumado, mas pode de­clarar nulo o matrimônio que haja sido contraído com impedimento dirimente.
Qualquer erro invalida o matrimônio?
Qual é a diferença entre ser católico e ser cristão?
Quantas bombas atômicas destruiriam a humanidade?
O ângelus do Papa e do povo
Dr. Lair Ribeiro - O líquido que nunca deveríamos beber
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.266.451
Visitas Únicas Hoje: 1.078
Usuários Online: 255