Espacojames


Página Inicial
Listar Livro Aberto




Artigo N.º 8905 - Do Livro: Não Existe Vida Lá Fora - Parte 1 de 5
Artigo visto 2409 vezes




Visto: 2409
Postado em: 13/10/11 às 17:01:28 por: James
Categoria: Livro Aberto
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=180&id=8905
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Livro Aberto

Espacojames: Abordaremos em 5 partes o livro "Não existe vida lá fora" que pode ser baixado no Artigo N.º 8904 do nosso site.

A obra trata justamente da grande abordagem atual sobre a possibilidade da existência de vida extraterrestre, evidenciando a ausência dessa realidade na Revelação, a contrariedade aos dogmas de fé e a doutrina cristã. Revela também que essas manifestações são uma forma extraordinária de atuação diabólica como foi profetizado nas Escrituras para o final dos tempos.

Vale o que nos alertou São Pedro: “Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar.” (1Pd 5,8)

A divulgação é livre, o autor apenas solicita que seja divulgada a fonte:
http://proselito.blogspot.com/

O livro completo pode ser baixado no link abaixo:

Artigo N.º 8904 - Livro: Não Existe Vida Lá Fora

James

--

I - Introdução

O fenômeno OVNI vem ganhando força nas últimas décadas e tem causado uma série de efeitos na sociedade. A crença na existência de vida inteligente fora da Terra se tornou uma fixação apesar da inexistência de qualquer comprovação científica a respeito. Ao contrário, quanto mais a astronomia e pesquisas sérias se desenvolvem, mais raro os cientistas consideram a vida em si, a sua ocorrência em nosso planeta e ainda, a enorme dificuldade do seu desenvolvimento em outros lugares diante das condições difíceis de habitabilidade que se encontra no universo (locais muito quentes, sem água, tóxicos etc).

Costumam afirmar que a ocorrência OVNI e suposta atuação extraterrestre começou a se desenvolver com maior vigor após a II Guerra Mundial. Também por influência de muitas obras de ficção científica tratando do tema alienígena, citando como grande exemplo a “Guerra dos Mundos” de H.G Wells. Soma-se a febre cinematográfica que procurou utilizar a idéia em milhares de filmes onde se vislumbram ETs às vezes bons (E.T, Cocoon), porém, na maior parte dos casos, muito maus (Guerra dos Mundos, Independency Day, o recente Batalha de Los Angeles...).

Nesse aspecto, a abordagem massiva da temática alienígena pelo cinema não pode deixar de causar impacto na sociedade e deve ser levada em conta como influência sobre muitas pessoas.

Nesse meio, muitos movimentos também foram responsáveis pela disseminação da crença extraterrestre, sobretudo os vinculados a “Nova Era” com seus aspectos místicos e esotéricos, reconhecendo “entidades” alienígenas como benéficas salvadoras e propiciadoras do progresso da humanidade. Muitas vezes, membros de seitas dizem estar em contato com seres do espaço, recebendo “iluminação” e mensagens dos mais diversos tipos. Milhões de indivíduos se lançaram por essa senda perigosa e estão imersos em tais cultos obscuros.

Toda ocorrência ONVI não deixa de causar enorme preocupação e espanto pelos efeitos que estamos testemunhando. As ações, as abduções, as mensagens, as seitas em seu entorno, os “iluminados”, as intervenções etc. Tudo demonstra uma absoluta contrariedade a fé cristã e a revelação Divina, representando um verdadeiro risco ao cristão e a todos os homens.
E para que os cristãos não sejam abalados por qualquer “sopro de doutrina” (Ef 4,14) convém dar subsídio a contestação de toda fenomologia “ufológica” e mostrar, com base nas Sagradas Escrituras, No Magistério infalível da Igreja, na Sagrada Tradição e nos Santos Padres Que tudo não passa de ação demoníaca extraordinária visando afastar o homem de Deus e de Jesus, negando o Evangelho e toda a Revelação.

Animados com a possibilidade de auxiliar no combate a essa verdadeira heresia moderna (embora só os argumentos sejam novos) é que escrevemos esse pequeno trabalho, abordando ponto por ponto todo fenômeno UFO para refutar seus argumentos e imprecisões. Sempre mostrando ao leitor tanto as incompatibilidades de fé, quanto as científicas em relação ao que se anuncia à vida extraterrestre.

Ao final, restara, sem dúvida alguma, para os que crêem em Deus e na Sua Verdadeira Revelação, uma única conclusão possível: EXTRATERRESTRE = DEMÔNIOS, recordando inicialmente o que nos alertou São Paulo: “não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.” (Ef 6,12)

II - OVNI/UFOs SÃO EXTRATERRESTRES?

Não necessariamente! O termo OVNI significa literalmente “objeto voador NÃO IDENTIFICADO”, sendo a tradução livre do termo inglês “Unidentified Flying Object”. Ora, a primeira vista eles são justamente o que o nome indica: objetos não identificados e o fato de serem “NÃO” identificados não pode ser fator conclusivo para determinar uma origem extraterrestre.

De fato, existem muitos documentos atestando a existência desses objetos, alguns provenientes de fontes sérias e confiáveis, como os relatórios tornado públicos por Forças Aéreas de diversos países, inclusive o nosso. A FAB divulgou arquivos sobre o tema e os mesmos estão disponíveis até pela internet para quem se interessar. No entanto, nada houve até agora de conclusivo. Em relação aos OVNIS nos esclarece Kepler de Sousa Oliveira Filho e Maria de Fátima Oliveira Saraiva, no livro “Astronomia e Astrofísica1”, pag. 181, que a maioria deles “... resultam de fenômenos naturais, como balões, meteoros, planetas brilhantes, ou aviões militares classificados. De fato, nenhum OVNI jamais deixou evidência física que pudesse ser estudada em laboratórios para demonstrar a origem fora da Terra.”

Na mesma obra os autores traçam as inúmeras dificuldades físicas e tecnológicas das viagens espaciais, principalmente ao se levar em conta as incomensuráveis distâncias astronômicas medidas em anos-luz, tornando praticamente impossível que uma horda de naves originadas de outros mundos ande por ai, aparecendo em toda parte.

Contudo, devemos também discordar dos autores em um ponto: nem todo fenômeno OVNI resulta de casos naturais ou mesmo constituem fraudes. Muitos são reais e, mesmo depois de investigações sérias que descartam a ação da natureza e embustes, não se chega a uma explicação científica para o ocorrido.

1 2ª Ed – São Paulo: Editora Livraria da Física. 2004.

Mas, mesmo essas ocorrências que não são explicadas e configuram o que se pode chamar de fenômeno OVNI verdadeiro, NÃO DEIXAM QUALQUER EVIDÊNCIA FÍSICA palpável, além dos registros visuais ou em sistemas de detecção, como radares, satélites etc. Essa constatação deve ser bem guardada pelo leitor, pois adiante voltaremos a ela: OVNIS REAIS jamais deixaram rastro MATERIAL, palpável. Nenhum pedaço do que são feitos, apesar de voarem a altíssimas velocidades, pousarem (segundo relatos) e entrar e sair da atmosfera. Muitos relatos dizem que não produzem nem mesmo som, embora outros falem de “zumbido”.

Então, podemos concluir simplesmente que a maioria dos OVNIs ou são fraudes ou são de causas naturais. A parte que constitui o fenômeno real permanece, a princípio, NÃO IDENTIFICADA. Inexiste qualquer prova séria de que sejam oriundos do espaço sideral, de outros mundos e tripulados por seres extraterrestres. Ao contrário, as fontes que indicam essa origem fora da Terra são muito perigosas e cercadas de sentidos ocultos e maliciosos, com nítida intenção de mistificar e seduzir as pessoas mais incautas.

Verdadeiramente basta uma pesquisa rápida e honesta em fontes sérias para chegarmos à conclusão de que são muito difíceis as viagens espaciais haja vista as grandes dificuldades que o espaço representa e os riscos gigantescos que o cercam. Seria necessário viajar em uma nave a velocidade da luz para cruzar os mundos, ou lançar mão de outra tecnologia de transporte quase impossível. Tudo é muito vasto e distante, tudo esta além das forças e capacidades de qualquer civilização, por mais avançada que seja.

Logo, não é crível imaginar que naves espaciais cruzem toda a imensidão do universo para chegar a nosso mundo e ficar vagando pelos céus, fazendo malabarismos e acrobacias aéreas para entreter umas poucas testemunhas na esmagadora maioria dos casos. Essa atitude não condiz com uma suposta civilização avançada, mas denuncia a atuação de inteligências com flagrante intenção de mobilizar e influenciar as pessoas.

UFÓLOGOS, OS ESTUDIOSOS DOS OVNIS/UFOS

As pessoas que se dedicam ao estudo do fenômeno OVNI são chamadas de “ufólogos”, tendo como pseudo “ciência” objeto de estudo a “ufologia”. Existem muitos indivíduos sérios e de boa vontade, há de se reconhecer isso. Muitos com formação superior e cuja intenção é puramente científica. Porém, lamentavelmente, o que temos observado nesses últimos tempos é que movimentos antes com intenções investigativas sérias acabaram se poluindo com conteúdo místico e esotérico.

Cito como exemplo dessa realidade matérias extraídas da famosa revista “UFO” que aborda o universo OVNI, sendo uma das mais tradicionais publicações nacionais nesse segmento. Nas suas edições há muitas reportagens correlacionando a temática OVNI ao Espiritismo, Esoterismo, Nova Era, Seitas etc., tudo atribuindo aos ETs aspectos espirituais. Como referencia do que estamos falando temos a recente edição 173 de janeiro do presente ano de 2011, trazendo o “médium” Chico Xavier na capa com o seguinte destaque: “Uma ponte entre ufologia e espiritismo?”.

O que dizer da edição 169 de setembro de 2010 que traz a manchete “Ufologia o colégio de magos da atualidade”? E ainda, a edição 162 de fevereiro de 2010 com a absurda chamada “Jesus Cristo, um extraterrestre?”

Como publicação reconhecida como “referência” no meio ufológico e até mesmo pela qualidade de suas reportagens, faremos uso de muitas informações que podem contribuir ao presente trabalho.

Em relação ao método de estudo utilizado pelos “ufólogos” são pouco confiáveis. Como dito anteriormente, apesar das aparições verdadeiras, nunca houve uma prova física e palpável. As investigações se baseiam na grande parte dos casos em relatos de testemunhas, fotografias e filmagens. Às vezes lançam mão de técnicas de hipnose e regressão.

Todos esses métodos podem ser descritos como pouco ou nada seguros e não conclusivos, não comprovando em nada a origem extraterrestre do fenômeno, embora possam demonstrar a sua ocorrência real.

Os ufólogos, é bom que se anote isso também, salvo raras exceções, são indivíduos ligados justamente aqueles movimentos “espiritualistas” da Nova Era ou de outros movimentos religiosos o que mina por completo qualquer imparcialidade na investigação que se propõem a realizar por já terem formada uma opinião segundo seus próprios e distorcidos conceitos. Não podemos lhes dar crédito algum.

 


Extraído do livro "Não existe vida lá fora" que pode ser baixado na íntegra no link http://www.espacojames.com.br/?cat=99&id=8904





LEIA TAMBÉM
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 29
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 28
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 27
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 26
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 25
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 24
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 23
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 22
Livro: As Profecias e Revelações de Santa Brígida - Parte 21



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.753.649
Visitas Únicas Hoje: 1.867
Usuários Online: 514