Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos Medjugorje




Artigo N.º 611 - São Jpaquim e Santa Ana - pais de Nossa Senhora !
Artigo visto 2955 vezes




Visto: 2955
Postado em: 06/10/08 às 11:25:12 por: James
Categoria: Artigos Medjugorje
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=18&id=611
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Medjugorje

Dia 26 de julho é dedicado aos avós de Jesus, Joaquim e Ana, pais de Nossa Senhora.

É difícil relatar com fidelidade a história deste casal escolhido por Deus para gerar a mais especial de todas as mulheres, Maria, a Mãe de Jesus e nossa Mãe celestial!

A história fidedigna de Maria e de seus pais, só conheceremos, quando Nossa Senhora autorizar a publicação dos relatos que fez de sua própria vida, durante exatos três anos e três meses (de 7 de janeiro de 1982 a 10 de abril de 1985),à vidente de Medjugorje Vicka Ivankovic’,os quais são hoje cuidadosamente guardados em 3 cadernos, até que Maria avise o momento oportuno de divulgá-los.

Os estudiosos e historiadores, afirmam com base em documentos antigos, que Joaquim, cujo nome vem do hebraico e significa: preparação de Javé era um homem de posses, descendente direto do rei Davi e parente próximo de São José, que veio a ser esposo de Maria e pai terreno de Jesus.

Joaquim pode servir de exemplo para os esposos de hoje, por amar Ana com tal zelo que suportou por 40 anos toda espécie de humilhações por sua esposa não poder dar-lhe filhos.

Era ponto de honra, na época, um homem possuir herdeiros e uma esposa fértil. Considerada infértil Ana fazia recair sobre o esposo a vergonha e o estigma de ser amaldiçoado por Deus.

Por ser um homem de oração e temente a Deus, sempre fazia ofertas no templo, e como possuía muitos rebanhos, levou uma novilha ao sacerdote, mas este, considerando a oferta vinda de mãos indignas não a aceitou.

Em profunda tristeza, São Joaquim retirou-se para o deserto por 40 dias para orar, jejuar e fazer penitência, rogando a Deus um filho, um milagre!Fez o que hoje Maria nos pede em Medjugorje (oração, jejum, penitência) e pela sua fé, Deus enviou-lhe um anjo que o avisou que já poderia retornar à sua casa porque lhe seria concedido um (a) filho (a) como benção do Senhor!

Ana, cujo nome também vem do hebraico e significa graça, angustiada pelo sumiço do marido, rezou a Deus implorando que a fizesse fértil a fim de retirar a humilhação que pesava sobre o esposo tão bondoso e amado por ela.

Viu também um anjo que a disse que teriam um (a) filho (a) e este (a) seria honrado (a) e louvado (a) em todo o mundo!

Ela respondeu: “Se Deus vive e se eu conceber um filho ou filha, será um dom do meu Deus e eu servirei a Ele toda a minha vida!”.

Ana já tinha 39 anos, idade avançada para uma primeira gravidez, mas, Deus a abençoara. Já não suportava mais as cobranças e humilhações até mesmo por parte de seu Pai, um judeu chamado Akar que tinha vindo morar em Nazaré com ela e sua mãe.

Quando Maria nasceu era dia 5 de agosto. Essa data foi dita por Nossa Senhora aos videntes também em Medjugorje durante uma aparição, em agosto de 1984. Nessa ocasião disse que faria 2000 anos e que gostaria que fizessem um tríduo de orações pelas suas intenções antes do dia 5. Pediu que rezassem terços. Portanto, este ano Maria Santíssima fará 2023 anos.

Com a idade de 3 anos ,Sant’Ana levou sua filha Maria ao templo,como prometera a Deus e lá a mesma permaneceu até a idade de 12 anos.

O nome Maria, também de origem hebraica significa: senhora da luz.

São Joaquim e Santa Ana viveram até que vissem o nascimento de Jesus e o avô faleceu logo após a apresentação do neto ao templo com 12 anos.

Há muitas lendas e especulações a respeito dos citados santos. Sant’ Ana, e por muitas vezes confundida com a filha Maria, por sua imagem assemelhar-se a de Nossa Senhora aparecendo em Paris-França (onde se apresentou com o título de Nossa Senhora das Graças), à Santa Catarina Labouré, sentada na famosa poltrona da capela do convento das Filhas de Caridade, da Rue du Bac (onde também nos presenteou com a medalha milagrosa, sinal de fé através da qual Maria nos oferece abundantes graças).

Maria descende de uma família santa, exemplo de fé, oração, paciência e amor a Deus. É no seio desta família que são alicerçadas suas conhecidas virtudes.

Reze hoje por seus avós, se já partiram desta vida, ofereça-lhes uma missa, se estão pertinho de você, aproveite para dizer-lhes que os ama e peça à Deus que derrame sobre eles Suas graças e que possam preparar-se para um futuro encontro com Deus,fim dos que crêem e dos que não crêem.

São Joaquim e Santa Ana; rogai por nós!

APARIÇÃO DE SANTA ANA EM AURAY, FRANÇA

No início de agosto de 1623, um camponês chamado Yves Nicolazic que morava em Auray (comuna francesa, na região administrativa da Bretanha, no departamento Morbihan), na noite de um dia de intenso trabalho, lembra-se de Santa Ana, a quem tem uma profunda devoção, e de repente um luz muito forte clareia o seu quarto e uma mão aparece dentro da noite como uma chama de vela. Repetidas vezes Nicolazic se via reconduzido na noite, ao longos caminhos, por uma chama que lhe precedia.



Certa noite, ele vê uma senhora de branco com um círio nas mãos no famoso campo de Bocenno.

Em julho de 1624, véspera da festa de Santa Ana, a senhora lhe aparece novamente a noite em seu caminho e lhe diz palavras para que ele escreva, conduzindo-o com uma chama nas mãos. Nicolazic confuso, coloca-se em oração e a misteriosa senhora aparece e lhe fala: “ Yves Nicolazic, não temas mais. Eu sou Ana, mãe de Maria. Diz que neste lugar da Terra, escolhido em Bocenno, outrora seja erguida aqui, uma capela dedicada ao meu nome”.

Em uma outra noite, Nicolazic viu uma chuva de estrelas cair sobre o campo de Bocenno e na noite de 7 para 8 de março de 1625, Santa Ana conduz Nicolazic a encontrar uma imagem dela ao lado de sua filha Maria que trazia o Menino Jesus no colo, a mesma serviria de sinal de conversão para o mundo e até hoje é venerada na igreja de Auray, dedicada a avó de Jesus.

Em 1625, o Conselho do Parlamento de Bretanha, foi convencido após análise e apuração dos fatos, ser verdade o que dizia o vidente Nicolazic.

Em seguida foi feita uma segunda investigação sobre os aspectos teológicos e espirituais da aparição de Santa Ana e sobre a pessoa de Nicolazic.

O segundo estudo, foi confiado aos padres capuchinhos e sendo em todos os aspectos aprovada a aparição, aprovada também por toda a Igreja Católica, foi autorizada a primeira missa de peregrinação em 26 de julho de 1625, a qual acorreu uma multidão imensa de cerca de 100 mil pessoas.

Até hoje há muitas peregrinações a igreja de Santa Ana em Auray.

Em 1996, o papa João Paulo II fez uma visita ao local e na ocasião estiveram presentes cerca de 150 mil pessoas. Após sua visita, aumentaram o número de peregrinos para cerca de 800 mil pessoas por ano, sendo que não há um dia sequer que não haja peregrinos.


www.medjugorjebrasil.com





LEIA TAMBÉM
É agora o momento de se voltar para o seu Deus !
Bispo do Líbano em Medjugorje
São Tomé Apóstolo
Qual a sua cruz ?
Vamos todos a Medjugorje !!
Palestra de Frei Ljubo
O Meu Imaculado Coração Triunfará
Frei Petar fala sobre os segredos !
Medjugorje é a escola do jejum !



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.140.310
Visitas Únicas Hoje: 454
Usuários Online: 355