Mais de 50 visões do Paraíso, relatadas por Santa Francisca Romana - Parte 11 - Final
Espacojames



Página Inicial
Listar Sonhos e Visões




Artigo N.º 9124 - Mais de 50 visões do Paraíso, relatadas por Santa Francisca Romana - Parte 11 - Final
Artigo visto 7403




Visto: 7403
Postado em: 12/11/11 às 09:20:36 por: James
Categoria: Sonhos e Visões
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=112&id=9124
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Sonhos e Visões


Continuação...

LXI – VISÃO PARADISÍACA NÚMERO 61

(Nesta Visão Francisca fala do Paraíso. Seu guia é o Apóstolo Paulo que forneceu uma detalhada descrição da estrutura do imenso conjunto articulado de modo harmonioso e organizado).

1 - Como aconteceu das vezes anteriores, aquela serva devota de DEUS depois de receber o preciosíssimo sacramento (o Sagrado Corpo do SENHOR Sacramentado), na mencionada Capela, entrou em êxtase imóvel.

2 – Que assim, a Madalena, aquela fervorosa em amor a DEUS, começou a lhe dizer: “Ó alma, que te privaste do teu próprio desejo e quis servir vigorosamente o Altíssimo CRIADOR, abandonando todas as tuas vontades, e de todos os modos queres colocar todo o teu zelo neste secreto e grande abismo de Amor.

3 – Por conseguinte, deve contentar o próprio Amor com todas as coisas que é agradável a ELE, em todas e por todos, deves tributar honra a DEUS.



4 – Seja sempre consistente e firme, não queira se desviar do caminho, e em tudo seja suficiente a tua alma, conheça e evite as ciladas do inimigo, procurando ser sempre submissa e ocultando o seu ardor espiritual.

5 – Alma, o Amor de DEUS é maravilhoso e repousando Nele, depois, será transformada neste caudaloso abismo de Amor, evidentemente no Amor de JESUS CRISTO, fazendo que sejas fiel e sempre autêntica, te renovando na celeste caridade que te fará arder de amor.

6 – A alma que é fiel será inflamada de imenso ardor e será renovada neste grande abismo de Amor.

7 – E deste modo, a alma renovada será reverente ao dulcíssimo SENHOR.

8 – Prepare-se para reverenciar no Céu a Divindade, que dá beleza a alma. E esta formosura permite modelar a alma para ser sempre nova e sem nenhum defeito.

9 – A alma sem defeito é trabalho da virtude de DEUS. Quanto mais humilde ela for, tanto mais alto será elevada.

10 – Na verdade, a própria virtude de DEUS transforma todo o ambiente, não deixa entrar a visão das trevas, pois todo esplendor da luz supri todas as necessidades.

11 – Portanto, se quiser agradar a DEUS, seja magnânima e renuncie a tua vontade, por que o SENHOR te escolherá num noivado”.

12 – E logo depois é acompanhada em êxtase (pelo Apóstolo Paulo) visitando todos os lugares do Paraíso Celeste. E naquela visão beatífica ouviu as palavras:

13 - “O glorioso Apóstolo Paulo está lhe conduzindo na festa de hoje, da parte do Redentor e CRIADOR e da SANTÍSSIMA TRINDADE que é só Amor. Quanto ao fato comemorado hoje, a festa da SANTÍSSIMA TRINDADE, ela celebra aquela santíssima união, que acendeu o fogo do amor e da graça em plena e total abundância no Coração Divino.

14 – E assim, grande deve ser o respeito por aquele fogo amoroso, que se revelou ativado naquela profunda corrente de amor, fazendo que fosse imenso o brilho da Divindade, por que foi com grande ardor que o Verbo Divino desceu e inflamou a humanidade, e permaneceu entre nós, em espírito e verdade, e com seu infinito Amor Divinizou a humanidade.

15 – Três Pessoas Divinas numa Única e na mesma Essência, a saber, a Essência é incomensurável e todas as Três Pessoas com perfeita noção de seus limites, e com idêntico poder, com a mesma sabedoria, e por Sua infinita misericórdia seus servos se encantam com a grandeza de seu Amor.

16 – Abismo de uma incomensurável riqueza que distribui ardores inflamados, que se transformam numa infinita felicidade pela graça do amor, conservando todos os santos espíritos, saciando e colocando em ordem os espíritos angélicos, os quais inflamados e com puro amor, são mantidos e governados.

17 – Os espíritos seráficos, aqueles que estão mais próximos a TRINDADE, pertencem a três Coros da Hierarquia Angélica, dos nove Coros existentes, com as suas próprias residências.

18 – Os Patriarcas devem habitar em cada um destes três Coros. Primeiro está Abraão, em segundo Isaac e em terceiro Jacó.

19 – Outros Patriarcas além destes três existem nos Coros, a saber, conforme a justa medida de sua capacidade de conhecimento de DEUS.

20 – Em primeiro está o glorioso João Batista, que segura uma bandeira de amor vitoriosa, e precisamente todos os outros seguem o mesmo caminho, revelando os progressos para amar.

21 – Os Profetas estão na primeira residência do primeiro Coro, e também no segundo e terceiro. Na segunda residência do primeiro e segundo Coro estão os gloriosos Apóstolos, mas na segunda residência do primeiro Coro está São Pedro, São Paulo ferventissimo no amor a DEUS e Zebedeu (esposo de Salomé e pai dos Apóstolos Tiago Maior e João).

22 – Onde deve residir o glorioso Evangelista e Apóstolo João, o qual ainda não foi destruído pela morte, e mais São Tiago Menor, São Mateus e São Bartolomeu, também existem lugares vagos.

23 – Existem também ali outros dois Apóstolos e os outros Evangelistas, Lucas e Marcos, e também outros que seguiram os seus passos.

24 – E também de modo semelhante aos Apóstolos e Profetas, estão também alguns gloriosos espíritos humanos, que de algum modo possuem capacidade amorosa tão grande, e até maior do que aquela de diversos Apóstolos, e deste modo possuem maior glória.

25 – A digníssima Rainha do Céu está no primeiro Coro, superior a todos os espíritos angélicos e humanos.

26 – Em residências abaixo, deste primeiro Coro, estão espíritos humanos, contudo não em grande número, mas existem lugares vagos na expectativa da chegada de espíritos merecedores que vivem, e que estão escritos no livro da vida, e do mesmo modo, também àqueles espíritos que ainda estão para nascer.

27 – O glorioso Apóstolo São Paulo apesar de não ter possuído no inicio da vida a Luz do ESPÍRITO, foi acordado pelo SENHOR no momento oportuno, realizando uma notável obra e hoje está na vida eterna.

28 – Quem interrogar de que maneira é feita a vida eterna, responda de modo exemplar que, relativamente ao fato é assim como uma "pinha". E se não compreenderem e novamente te interrogarem: por que a vida eterna é assim? Responda que à vida eterna consiste essencialmente em estar voltado para a Visão de DEUS, que sacia a todos integralmente.

29 – Assim disse, por que somente a graça de DEUS coloca a pessoa na vida eterna, com certeza e em verdade, e só quem tem a graça conhece a resposta de um modo mais claro. Particularmente, ele não podia explicar com mais amplidão, nem sobre a recompensa dos tesouros Divinos, e também, nem dizer perfeitamente sobre a posse das riquezas alcançadas pela bem-aventurada humanidade, como não pode explicar as abundantes e verdadeiras graças enviadas pelo ESPÍRITO.

30 – E relativamente aos fatos milagrosos que acontecem, aqueles espíritos seráficos que estão próximos a DEUS nada podem dizer sobre as referidas graças da vida eterna, porque além de infinitas, estão no domínio de DEUS.

31 – E da mesma forma, a Rainha do Céu também não quer anunciar, por pouco que seja, a imensidão da gloria que Ela tem como parte do próprio DEUS.

32 – Por isso o maior milagre de todos, a Santíssima Humanidade de JESUS CRISTO, não pode experimentar a menor glória que seja, em razão de Sua própria Divindade”.



33 – Depois, este glorioso São Paulo disse para melhor compreensão do pai espiritual, pois evidentemente esta alma devota de DEUS escreverá esta visão, ou seja, aquela criatura, a venturosa Francisca, que foi arrebatada em êxtase, como dissemos acima, e não pode especificar mais por causa de sua debilidade, ou seja, da sua pouca instrução.

34 – Mas compreenda, que do mesmo modo como está organizado o primeiro Coro como acabamos de expor, na mesma condição permanecem os outros Coros e as outras moradas, pois assim estão ordenados, e os santos na mesma morada permanecem com igual capacidade e liberdade que as almas e espíritos possuem. E deste mesmo modo os santos espíritos das hierarquias inferiores também são organizados, de idêntica maneira.

35 – É incontável o número de Anjos com idioma humano, mas, ainda que numerosos, apenas alguns são utilizados nas visões Divinas e na compreensão e discernimento dos espíritos humanos, de modo que é sempre o mesmo número de Anjos observado nas visões Divinas.

36 – Assim também em segredo Divino aqueles espíritos humanos são observados tanto os salvos, quanto os que buscam a salvação, e também os condenados, como aqueles de procedimento condenável.

37 – Disse também que os espíritos que serão salvos e os condenados, estão fora da Visão Beatífica, que tem o objetivo de mostrar a glória e alegria dos espíritos angélicos e humanos.

38 – Aqueles espíritos que no tempo futuro devem ser salvos e ou condenados, permanecem indulgentes e ocultos no Coração Divino, e isto, por causa do “Livre Arbítrio” que DEUS concede a todas as almas.

39 – Por que todos têm a mesma liberdade, e podem escolher ou não, o seu caminho e ser condenados por seus caprichos e fantasias, e neste caso, de acordo com sua escolha, a face de DEUS Onipotente não se mostrará para salva-los.

40 – E assim, os atos Divinos permanecem, evidentemente, a presciência Divina da condenação e da salvação, e as almas permanecem com sua total liberdade. Ninguém é condenado por antecipação, e a salvação é para todos, condicionada ao sincero arrependimento dos pecados, até no último momento da vida.

41 – Quando a alma humana comete um pecado e busca reparação, a bondade de DEUS, com sua graça, poder e sua caridade ardente que nós tanto amamos, eleva a alma proporcionando-lhe a própria correção. E tanto na queda como na elevação de uma alma piedosa, seja quem for, o misericordioso DEUS de boa Vontade e com poder absoluto lhe concede a oportunidade de se penitenciar.

42 – Deste modo, de acordo com os diversos trabalhos da alma, quando ela está irritada e quando está tranquila, ou em ruína, ou afastada da graça, a revelação Divina exercita o seu poder, desde que haja um sincero arrependimento.

43 – Do mesmo modo, a alma humana estando permanentemente oprimida, DEUS afetuosamente a transforma com a graça Divina que lhe iluminará e arrancará daquele torpor.

44 – Quando a alma está entre a justiça e a misericórdia, toda a misericórdia do SENHOR é feita, priorizando sobre a condenação do espírito, como aconteceu com os nossos primeiros pais (Adão e Eva) que depois da criação caíram em desgraça, 45 – mas um dia se arrependeram e rezaram, alcançando a misericórdia Divina. Raramente a transformação de uma alma acontece por uma graça recebida, mas sempre e frequentemente pelo trabalho da misericórdia de DEUS, é que acontece a conversão do coração.

46 – E assim sendo, a alma colocada num grande abismo (numa imensa dificuldade, por sua própria escolha), na maioria das vezes mergulhará numa situação desfavorável (impossível dela solucionar), e então só terá a salvação, se a misericórdia de DEUS a libertar e chamá-la com nova oportunidade.

47 – 52 = (Entre estes dois parágrafos, 47 a 52, Padre Mattiotti apresenta um complicado trecho de política romana envolvendo o clero, que requer uma longa explicação para entendê-lo perfeitamente. Mas, como neste trecho não existe nenhum acontecimento espiritual edificante, decidimos suprimi-lo).

53 – Depois o glorioso Apóstolo Paulo disse aos sacerdotes: “Não queiram ocultar a bondade e misericórdia Divina, que é infinita, mas sempre em teu segredo e no teu coração tenham e guarde o conselho e a fé, e a indubitável esperança, por que sempre é cheia de pleno encanto, por isso deve permiti-la a conduzi-lo e a reconduzi-lo no cotidiano.

54 – E sempre confiando no SENHOR, que tudo faz, bem feito, e sua graça atua na humanidade de acordo com a Sua Vontade.

55 – Pois, em sua bondade, sempre envia todas as coisas, ELE faz ou permite que as pessoas sempre se sintam satisfeitas, e sua obra conduz não só ao bom caminho, mas conduz também, de maneira excelente o próprio trabalho e os empreendimentos, e em seu consentimento, enxergando mais longe, conhece na medida certa o que pode ser permitido.

56 – Disse também o glorioso Apóstolo São Paulo que os sacerdotes sejam vigorosos e sempre permaneçam na graça de DEUS, dando glórias e louvores a ELE, alegrando-se sempre com ELE e NELE, e se afastando das coisas irrefletidas, e também, não se arrogando o direito de julgar a Obra de DEUS, mas aceitá-la conforme o beneplácito Divino”.

57 – Esta Visão aconteceu no dia 23 de Mês de Junho de 1433. DEUS seja louvado.

--


LXIX – VISÃO BEATÍFICA NÚMERO 69

(Resumo da Vida de São Paulo)

1 – Em outro dia, depois de ter recebido o Sacramento do Corpo de CRISTO, na mencionada Capela, a referida bem-aventurada serva de CRISTO foi arrebatada em êxtase imóvel e depois foi conduzida para o êxtase móvil, 2 – quando ouviu da parte da Rainha do Céu: “A verdade do Amor presente no Céu, se dignou nesta solenidade de infinito amor, mostrar que está em movimento, semeando a verdade, e querendo inflamar a todos para renová-los no Amor de DEUS.

 

3 - O ardor Divino abrasa o amor praticado dignamente e com afeição, e sempre considera a vontade das pessoas, como aconteceu com Paulo.

4 – A vontade reta e fiel, exercida com afeto, agrada a DEUS PAI, e se cultivada fervorosamente, acreditando fazer o bem, terá a honra de DEUS.

5 – Por exemplo, o SENHOR concedeu a liberdade, como o povo de DEUS perseguia.

6 – O DEUS Eterno e SENHOR Onipotente, veio e uniu a humanidade com o seu Amor, mas porque as gerações eram cega, ELE iluminou a todos com uma grande claridade.

7 – Pois foi essa claridade que derramada sobre Paulo o converteu, para que fosse feita uma grande colheita. Por isso, quanto mais rápida a conversão, muito mais é agradável a DEUS.

8 – Depois, invocando a bondade Divina com determinação, o espírito de Paulo foi iluminado pela Luz do SENHOR, e precisamente ELE concedeu a Divina aprovação as suas atividades.

9 – DEUS sempre cuida para que os ardores se tornem consistentes, e assim a Caridade Celeste se abrirá afetuosamente se regozijando com todos em plena verdade.

10 – Depois que Paulo foi purificado, e, por conseguinte, depois de ter passado por uma experiência, ele se dedicou ao cultivo de um conhecimento baseado no ensinamento cristão.

11 – Assim foi induzido e se transformou numa criatura de bem, percebendo os segredos de DEUS, que é a verdade de DEUS.

12 – Na verdade, o SENHOR em sua presença, tendo feito Paulo compreender o seu segredo interior naquela imensa luz, colocou-o diante de um grande abismo, fazendo-o sentir a vida no Céu, em seu claro espelho.

13 – E tal como ele compreendeu e olhou a beleza esplendorosa do SENHOR, ficou tão repleto de felicidade que não poderia subsistir senão com a intervenção Divina.

14 – A claridade de DEUS diante de seu olhar reparou e corrigiu a disposição de seu amor, tornando-o puro e evidente.

15 – Pois os segredos da verdade, quando o Sumo Bem revela de SI Mesmo, têm dimensão infinita.

16 – Naquele momento, o próprio Paulo não se sentia em si mesmo, estava extasiado, e entre outras coisas, foi mostrado a ele, a criação de todas as coisas.

17 – E viu almas predestinadas e outras não predestinadas, que antecipadamente ele percebeu, vendo a generosidade e a bondade de DEUS.

18 – Viu almas dispostas na Caridade de DEUS, e outras não organizadas e perdidas sob o olhar do CRIADOR.

19 – DEUS fez todas as coisas, fazendo-as como fez, e como o bom obreiro, realiza o seu trabalho seja para quem for, trazendo de volta as almas que viu estarem perdidas, como foi evidentemente o caso do próprio São Paulo.

20 – E por sua eterna bondade, DEUS criou todas as gerações, com a intenção de salvá-las, e fez às almas destinadas à salvação para se inflamarem em seu Amor, e por este motivo, assim como ELE fez para aquelas almas organizadas, fez para todas as almas que quisessem ser colocadas em sua liberdade.

21 – DEUS bondade infinita criou todas as almas com a intenção de que todas fossem salvas, mas prevê também que de acordo com as condições individuais de cada uma, que no futuro estava para vir à perdição. (Haveria almas que acolheram as suas Graças e as outras que não acolheram). Por essa razão ELE lhes deu o conhecimento do bem e do mal.

22 – E por causa disto, em consequência, DEUS Onipotente colocou as suas graças no espírito das boas almas (daquelas que acolheram), a fim de que fossem instruídas e adornadas de virtudes, e cada uma se esforçasse para o seu glorioso bem, podendo se regozijar com os benefícios concedidos pelo SENHOR.

23 – Todavia, as almas que não quiserem seguir este caminho terão um duplo martírio no final de sua existência (duplo porque viverão com dificuldade, não terão o auxílio Divino por sua própria escolha, e em consequência, abrirão espaço para o maligno atuar e atrapalhar a sua existência, até a condenação definitiva).

24 – Isto porque, na verdade, a Justiça e a Misericórdia Divina sempre se mantêm estimuladas e agem ao mesmo tempo, ou seja, elas atuam no mesmo momento com idêntica intensidade”.

25 – Esta visão aconteceu na festa da Conversão de São Paulo, no dia 25 de Janeiro de 1437. DEUS seja louvado.

 

 

FIM - Voltar para parte 01...
http://espacojames.com.br/?cat=112&id=8915 


Fonte: http://apostoladosagradoscoracoes.angelfire.com/vibea-2.html



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.702.182
Visitas Únicas Hoje: 588
Usuários Online: 215