Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos




Artigo N.º 6221 - Vida: direito de todos - O início da vida
Artigo visto 1839 vezes




Visto: 1839
Postado em: 16/09/10 às 19:54:51 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=6221
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos


Muito se discute sobre o início da vida humana. A Igreja nunca abriu mão de que a vida inicia-se no momento da concepção, pois neste momento está o sopro de Deus sobre a matéria, isto é, a alma de um novo ser. As novas descobertas da ciência confirmam que na primeira célula está contida toda informação do indivíduo, irrepetível, com um código genético único.

A primeira matéria da nossa série sobre o valor a vida começa com os dados biológicos da formação de uma nova vida que se dá quando o espermatozoide (que carrega o código genético do pai) penetra o óvulo (que contém o código genético da mãe), os gametas masculinos e femininos se fundem e, nesta fusão, temos uma nova individualidade molecular, única, irrepetível, diferente dos gâmetas que a geraram.

A partir daí, dá-se início a uma série de acontecimentos bioquímicos, moleculares e morfológicos, donde se forma uma nova célula, o embrião unicelular, também chamado “Zigoto” ou “Célula Ovo” (uma única célula com 46 cromossomos, 23 do pai e 23 da mãe). O zigoto não é uma célula do pai nem uma célula da mãe. Possuí uma mensagem genética própria e irrepetível. Nunca existiu nem existirá um ser idêntico a ele, ou seja, temos nesta única célula uma pessoa, diferente de qualquer outra na face da terra e na história da humanidade.

Um dia depois da fecundação, ocorrerá a primeira multiplicação desta única célula, e o óvulo fecundado (que já é um embrião) viajará pela tuba uterina multiplicando-se e enviando mensagens para o útero - através dos hormônios -  para que ele possa receber o embrião de forma segura 7 dias depois de sua fecundação.

Segundo a bióloga Alice Ferreira Teixeira, (Doutora em Biologia Molecular pela Escola Paulista de Medicina e Pós-Doutorado na Research Division of Cleveland Clinic Foundation, Cleveland, Ohio, Estados Unidos) “estas células, que já estão se multiplicando ao longo da viagem na tuba uterina, constitui uma pessoa, porque estas células, que são chamadas Totipotentes (células-tronco embrionárias), são capazes de originar o individuo completo e os anexos embrionários, ou seja, é um conjunto de células com um desenvolvimento programado, ordenado e definido para constituir o ser humano”

Veja abaixo o depoimento da Dra. Alice Teixeira

Para doutora Alice, nestas primeiras células que estão se multiplicando no útero da mãe dias depois da fecundação, já há,  inclusive, uma conversa entre filho e mãe, porque o embrião  envia mensagens através dos hormônios e faz com que o corpo da mãe o acolha e o receba.“É o embrião que vai enviar mensagens para a mãe, de modo que ele não seja rejeitado, pois se o embrião tem um genoma próprio, diferente da mãe, você poderia pensar numa rejeição imunológica por parte da mãe, mas isso não acontece porque o sistema imunológico da mãe está como que desativado para não abortar o seu filho”

Podemos constatar que nesta pequena célula, desde a sua fecundação, já está presente a vida, já está presente a alma, um ser humano criado a imagem e semelhança de Deus. Qualquer ato contra esta pequena e única célula já é um atentado contra a vida, já é um ato contra o direito básico de todo ser humano, o direito de nascer.Por quê a pílula do dia seguinte é abortiva?

A PDS (Pílula do Dia Seguinte) contém uma fortíssima carga hormonal que não permite que o embrião (óvulo fecundado) se ligue à parede do útero da mulher (nidação) e se desenvolva; assim, ele é eliminado acontecendo um aborto. Na maioria das vezes usa-se o Levonorgestrel (derivado da 19-nortestosterona), e em dosagens que equivalem de 7 a 11 comprimidos das pílulas anticoncepcionais comuns de uso diário.

Para a Dra Alice “ a industria farmacêutica, para vender os seus abortivos, como a Pílula do Dia Seguinte, começa a alegar que até o 14º dia não é um ser humano ainda, mas isso não é verdade, é sim um ser humano em desenvolvimento”


Fonte: enviado por email, pela nossa amiga JANE DE CASTRO AMORIM





LEIA TAMBÉM
Um Milagre: Em meio à calamidade, maternal sorriso de Maria
Entre Deus e o diabo!
Lúcifer já domina este mundo
Acorda Brasil, Terra de Santa Cruz!
Qual a idade para a Primeira Comunhão
Homem e mulher no projeto de Deus
O Ano Sacerdotal e a Batalha
OS APÓSTOLOS
A VIDA DE SÃO JOÃO BATISTA (BAPTISTA)



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.081.859
Visitas Únicas Hoje: 1.301
Usuários Online: 224