Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos




Artigo N.º 3916 - CAMINHANDO NA FÉ - Parte 1
Artigo visto 1988 vezes




Visto: 1988
Postado em: 27/12/09 às 07:09:44 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=3916
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos


Com este texto vamos meditar o caminho de fé, que somos chamados a fazer, assim, dividirei o texto em três partes, para também não ficar muito longo. Mas desde já lhe pergunto o que significa para você caminhar na fé?


Eis a mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz de 02 de outubro de 2007, dada em Medjugorje, por meio de Mirjana.

Queridos filhos, de novo vos convido a fé! O meu coração materno deseja o vosso coração aberto, para poder dizer: ‘creia’. Filhinhos meus, a fé é a única que nas provas da vida, vos dará força. Essa renovará a vossa alma vos abrirá ao caminho da esperança. Eu estou convosco. Vos recolho ao meu lado, porque desejo-vos ajudar, para que possais ajudar os que estão ao vosso lado a descobrirem a fé, e nela caminharem na alegria da felicidade de viver. Vos agradeço.

Nossa Senhora após a mensagem pediu para orarmos neste tempo, em um modo especial pelos Sacerdotes.

Nossa Senhora nos convida a termos fé, mas o que é a fé? Teologicamente dizemos que a fé é uma virtude teológica, que faz com que o homem enxergue um começo naquilo que aparentemente apresenta-se como um fim, um beco sem saída. Mesmo devendo caminhar com a razão, a fé se torna a mola propulsora que faz com que a alma de os passos no escuro, confiante que o Senhor proverá, que o Senhor ajudará, que o Senhor sustentará, que o Senhor dará forças, dará meios, dará coragem, enfim, que o Senhor fará novas todas as coisas. E este passo de fé, faz com que nasça no coração do homem a esperança, que dissipa a angustia, dando espaço para a paz do coração, para a segurança interior da ação do Senhor na nossa história pessoal, levando a alma a agradecer, a louvar pela vitória já conseguida, embora ainda velada, mas já recebida na vida e no coração.

Acho interessante ressaltar que o grande ato de fé da primeira comunidade cristã é o que relata São Paulo em Rm 10,9: ‘se confessares com a tua boca que Jesus é o Senhor, e creres em teu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo’. Assim confessando o senhorio de Jesus já somos salvos pela fé, mas devemos além do passo de fé, dar adesão ao Senhor, dar adesão com a vida, com uma vida santa, pura, sem pecado, ou seja, unir a fé à vivência da fé, viver o que se crê, e crer no que se vive, é algo inseparável, é viver com o Senhor, e se tornar parceiro Dele na construção do seu plano de amor em nossa vida.
A nossa fé no momento da provação deve ser edificada na rocha do Crer na Palavra e nas promessas do Senhor, aderindo a Ele com a nossa confiança e esperança.

A fé nos ajudar a enfrentar as dificuldades da vida. Gosto sempre de me comparar a um barquinho, e a vida a um mar, onde por muitas vezes, me encontro no mar agitado em que quer lançar a minha barquinha a deriva, mas também em outras vezes me encontro na barca da Igreja que quer afundar, lançando-a com os ventos contrários, as dificuldades e provações, mas elas nada mais são que a porta de entrada, ou melhor, o tapete real para chegada de Jesus, assim, as provas, as situações dolorosas, contraditórias, que agitam a nossa barca lançada no mar da vida, nada mais são do que a possibilidade de reconhecer a presença de Cristo conosco.

A fé nos ajuda a reconhecer Jesus que vem ao nosso encontro chamado pelo grito de dor de seu povo que sofre sem poder fazer nada diante das injustiças, diante do mal que deseja aprisioná-los, diante de satanás que travou guerra contra os filhos da luz, que muitas vezes parecem ser engolidos pelos filhos das trevas, mas embora estes últimos tentam encobrir o verdadeiro rosto do Senhor, Ele sempre se faz presente, e deseja a nossa adesão.

Quero relatar-vos um testemunho de fé de uma jovem que freqüenta o nosso grupo de Jovens, ela se chama Suzana. Ela me contava que após sair do trabalho, estava caminhando em uma das travessas da Av. Paulista rezando o terço, quando foi abordada por um ladrão que lhe disse: “Passa o dinheiro e o celular!”, ela fez de conta que não escutou, continuou andando e rezando, ele novamente disse: ‘você é surda? Eu disse para passar o celular e o dinheiro’, e neste momento ela se virou para ele e disse: ‘eu não sou surda, só estou rezando o meu terço, e por favor, me deixe em paz rezando o terço, pois este tempo é de Nossa Senhora’, e por incrível que pareça, Deus chancelou no céu este ato de fé, e o ladrão lhe disse: ‘tá bom, eu só não te assalto, porque você está rezando o terço’.

A este ponto, por falar em fé, me vem à mente a figura de um grande homem que fraquejou na fé, o nosso amado Pedro que já havia expressado a sua fé entusiasta a Jesus, quando disse: “Em base a tua palavra, jogarei as redes!” (Lc 5,5), e quando disse: “Mesmo que todos se escandalizarem de ti, eu jamais me escandalizarei” (Mt 25,33). Pode ser que também nós, ao convite de Jesus “Vem me seguir”, partimos entusiastas, cheios de alegria, de força, coragem, mas depois... a vida... as dificuldades... nos fizeram afundar nos propósitos, na coragem, na esperança, assim como Pedro.

Pedro é definido por Jesus como o homem de pouca fé, na passagem que o mar está agitado, a barca sacudida pelos ventos contrários, Jesus aparentemente longe, (Mc 6,44s – o qual hes aconselho ler, para refletirmos melhor sobre a fé), mas, é belo ver que Jesus ao escutar o pedido de Pedro que pede para ir ao Seu encontro caminhando sobre as águas, Ele, dá a Pedro a possibilidade de caminhar sobre o mar e diz “Vem!”, e enquanto Pedro estava com a sua força concentrada nesta palavra de Jesus, neste chamado “Vem!”, ele caminhava na fé em Jesus que o chamava, mas quando a sua fé vacila, quando deixa as incertezas, os medos abater o seu coração, ele afunda. Todas as vezes que deixamos os medos abaterem o nosso coração, afundamos!!!

A fé é então a necessidade evidente para que aconteça o milagre de Pedro caminhar sobre as águas. E nós devemos caminhar sobre quais águas?

PERMANECEI NA PAZ E CAMINHAI SEMPRE NELA!
UM FRATERNO ABRAÇO!!!!!!
PANIE JEZU UFAM TOBIE!!!
 


Pe. Mateus Maria, FMDJ
www.mosteiroreginapacis.org.br
http://rainhadapaz.blog.terra.com.br/
paniejezuufamtobie@terra.com.br





LEIA TAMBÉM
A morte da Irmã Lúcia no contexto de Fátima
CARIDADE.
CRIADOS POR AMOR
DAI O VOSSO SIM A DEUS
Em Comunhão Com O Papa
Fidelidade de Cristo - Fidelidade do Sacerdote!
Ano Sacerdotal
Um natal com Maria!
Artigo de Everth Queiroz Oliveira: As ameaças à família



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.747.360
Visitas Únicas Hoje: 1.752
Usuários Online: 508