Espacojames


Página Inicial
Listar Aparições de N. Sra




Artigo N.º 1003 - Em AKITA (Parte 1)
Artigo visto 2707 vezes




Visto: 2707
Postado em: 25/01/09 às 00:50:02 por: James
Categoria: Aparições de N. Sra
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=34&id=1003
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Aparições de N. Sra

Também no Japão, um país onde apenas 0,3 por cento da população é católica, se faz ouvir a voz de Maria, advertindo para o próximo fim. A escolhida é Agnes Sasagawa Katsuko, nascida em 1931. Doente desde pequenina, sofreu várias cirurgias, com longas permanências em hospitais. Aos 24 anos, curou-se de uma de suas doenças bebendo água de Lourdes. Mas 17 anos depois, maio de 1973, perdeu provisoriamente a audição. Sendo catequista e desejando uma vida consagrada, entrou para as Servas da Eucaristia, uma congregação dedicada à adoração do Santíssimo Sacramento.

O sacrário em chamas

O ponto central dos acontecimentos de Aleita é uma estátua de Maria, sob o título de Nossa Senhora de Todos os POVOS (Aparecida em Amsterdam (Holanda) entre 1945 e 1959.

). Em 12 de junho de 1973, rezando diante dessa imagem, Irmã Agnes notou uma luz misteriosa. Em seguida, essa estátua começou a suar de alto a baixo, enquanto seus olhos vertiam lágrimas que, segundo uma testemunha, "lhe escorriam pelas faces até o globo da base. Até provei essas lágrimas - prossegue - e as achei salgadas. Isto me fez pensar: a bendita Mãe deve ter uma mensagem especial, porque quando uma mãe derrama lágrimas pelos filhos, é por um motivo sério".

Enquanto isto acontecia com a estátua, uma suave fragrância de lírios e rosas se espalhava na sala. Essas lacrimações ocorreram 101 vezes, de 4 de janeiro de 1975 a 15 de novembro de 1981.

Segundo explicação da própria Virgem, esse número tem um significado preciso:

"Da mesma maneira que o pecado entrou no mundo por uma mulher, igualmente por uma mulher entrou a salvação. O zero colocado entre os dois 'I' significa: Deus é o eterno. O primei­ro 'I' representa Eva, e o último, a Virgem Maria".

Num dia de 1973, ao abrir o sacrário para a adoração, viu uma

luz forte como que explodir de seu interior e encher toda a capela. O mesmo fenômeno aconteceria por três dias consecutivos e durante a festa de Corpus Christi.

luz forte como que explodir de seu interior e encher toda a capela. O mesmo fenômeno aconteceria por três dias consecutivos e durante a festa de Corpus Christi.

Dias depois, enquanto rezava com a comunidade, a mesma luz irradiou do sacrário. Desta vez, porém, seus raios dourados vinham envoltos por uma chama vermelha. Parecia que o sacrário inteiro estivesse em fogo.

Noutra oportunidade viu uma multidão de anjos em semicírculo ao redor do altar, em profunda adoração à Eucaristia. Eis como ela o relata em seu Diário:

"De repente, uma luz deslumbrante saiu do Santíssimo Sacramento. Algo como uma névoa ou fumaça começou a se formar. Então apareceu uma multidão de seres parecidos com anjos, que rodearam o altar, em adoração diante da hóstia... O brilho da hóstia era tal que eu não conseguia olhá-la de frente. Fechando os olhos, me prostrei instintivamente".

Em 14 de julho do mesmo ano, rezando na capela, sentiu como

se alguma coisa lhe tivesse arranhado a palma da mão esquerda. Examinando-a, percebeu dois riscos vermelhos formando uma cruz bem no centro da mão, uma cruz que lhe causava intensas dores.

se alguma coisa lhe tivesse arranhado a palma da mão esquerda. Examinando-a, percebeu dois riscos vermelhos formando uma cruz bem no centro da mão, uma cruz que lhe causava intensas dores.

Quase um mês depois, na primeira sexta-feira de julho, enquanto recitava o terço, uma dor profunda lhe perpassou a mão. Olhou e verificou que no ponto de intersecção dos dois braços da cruz, havia uma perfuração, da qual escorria sangue. Aos poucos o sangramento cessou, não porém a dor. Passou uma noite atormentada.

Em tom patético

Mas só em 3 de agosto de 1973 a Virgem começa a anunciar os castigos que ameaçam a humanidade em termos nus, surpreendentes, mas análogos aos de La Salette, Fátima e Garabandal:

"Minha filha, minha noviça... ouça o que vou lhe dizer, porque é muito importante. Comunique-o ao seu superior. Muitos afligem o Senhor. Eu busco almas que o consolem, para aplacar a cólera do Pai celeste, que estejam dispostas a reparar, com seus sofrimentos e sua pobreza, pelos pecadores e ingratos. Para que o mundo conheça a sua ira, o Pai celestial está prestes a infligir um grave castigo a toda a humanidade. Quantas vezes, com meu Filho, interferi para aplacar a ira do Pai. Evitei que ocorressem calamidades, oferecendo-lhe os sofrimentos dele na cruz, seu precioso sangue e as almas prediletas que o consolam e formam a corte das almas vítimas. Oração, penitência e sacrifícios corajosos podem abrandar a ira do Pai".

As palavras de Nossa Senhora,  no dia 13 de outubro de 1973:

"Hoje é a última vez que lhe falo de viva voz. Reze muito o terço. Só eu poderei salvá-los das calamidades que se aproximam. Os que põem sua confiança em mim serão salvos. Agora ouça bem o que vou lhe dizer e informe disto ao seu superior. Como falei, se os homens não se arrependerem e não se emendarem, o Pai enviará um castigo sem precedentes. Será um castigo pior que o dilúvio. Cairá fogo do céu e exterminará boa parte da humanidade, tanto os bons quanto os maus, sem exceção de sacerdotes e de fiéis. Os sobreviventes se encontrarão tão desolados, que invejarão os mortos. As únicas armas de que irão dispor serão o rosário e o sinal deixado por meu Filho. Rezem o terço todos os dias. Peçam pelo Papa, pelos bispos e sacerdotes.. .Satanás se infiltrará na Igreja, a ponto de se verem cardeais contra cardeais, bispos contra bispos. Os sacerdotes que me venerarem serão desprezados e hostilizados por seus colegas... igrejas e altares serão saqueados, a Igreja estará cheia daqueles que aceitarão concessões, e o demônio se mostrará especialmente implacável com as almas consagradas a Deus. A perda de tantas almas é a causa da minha tristeza. Se os pecados se multiplicarem e se agravarem, não haverá mais perdão. E tudo o que foi anunciado.

O bispo aprova

E prosseguiu: "Leve essa mensagem ao seu superior (o bispo da diocese a que pertence Akita), para que incite e anime a todos a rezarem e fazerem penitência com perfeição. Reze muito o terço. Só eu serei capaz de salvá-los das calamidades que se aproximam. Quem confia plenamente em mim será salvo".

Para estudar o caso, o bispo Dom Jean Ito nomeou uma comissão de inquérito, que tentou dar uma explicação parapsicológica, atribuindo o fenômeno a uma influência "ectoplasmática" da vidente sobre a estátua. Noutras palavras, o sangue que vertia da imagem lhe seria transmitido "pelo ar" pela própria Irmã Agnes, mediante o processo conhecido em parapsicologia como "aporte".

Mas o bispo, inconformado com aquelas explicações bizarras e sem valor científico, fez realizar exames médicos e físico­químicos rigorosos no sangue e nas lágrimas, pelo laboratório da Universidade de Akita, ficando comprovado que se tratava de lágrimas e sangue humanos, sendo o último do grupo sangüíneo O.

De posse desses resultados, no dia 22 de abril de 1984, Dom Ito emitiu uma carta declarando:

"Estes fatos, estabelecidos depois de onze anos de estudos, são inegáveis... Guardar silêncio ao deixar meu cargo, depois de ter estado no centro dos acontecimentos, seria uma negligência quanto aos meus deveres de bispo... Depois de muita oração e maduras reflexões, eu, como bispo de Nugata, declaro: 1) Não se pode negar o caráter sobrenatural da série de fenômenos inexplicáveis, relativos à imagem da Virgem que se encontra no convento. 2) Por isso autorizo, em toda a extensão da diocese, a veneração à Santa Mãe de Akita, esperando que a Santa Sé publique o seu juízo definitivo sobre o assunto".

Por sua parte, o capelão e diretor espiritual da Irmã Agnes,

padre Yasuda, explica que todos estes fatos maravilhosos têm em vista demonstrar a autenticidade das mensagens. As lágrimas silenciosas da Virgem conferem às suas palavras um peso tal que

padre Yasuda, explica que todos estes fatos maravilhosos têm em vista demonstrar a autenticidade das mensagens. As lágrimas silenciosas da Virgem conferem às suas palavras um peso tal que

nenhuma sabedoria humana consegue. Ademais, tanto as lágrimas quanto o suor e o sangue se referem à Redenção de seu Filho Jesus. e à Corredenção da Mãe ao pé da cruz. E encontram-se vinculados à insustentável situação espiritual e moral da humanidade, inclusive das almas consagradas (Cámpora).






LEIA TAMBÉM
Em Garabandal - (Parte 2)
Em Garabandal (Parte 1)
Em La Salette - Resumo (Parte 4)
Em La Salette - O Olhar de Nossa Senhora (Parte 3)
Em La Salette - História (Parte 2)
Em La Salette - O Segredo de La Salette (Parte 1)



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.072.493
Visitas Únicas Hoje: 181
Usuários Online: 183