Os sete pecados capitais - Parte 2 - O pecado do orgulho
Espacojames



Página Inicial
Listar Artigos




Artigo N.º 9424 - Os sete pecados capitais - Parte 2 - O pecado do orgulho
Artigo visto 2680




Visto: 2680
Postado em: 02/02/12 às 23:06:19 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=9424
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos


A soberba precede à ruína, e o orgulho, à queda.” (Pv 16, 18)

Quando vem o orgulho, chega a desgraça; mas a sabedoria está com os humildes.” (Pv 11, 2)

Deus resiste aos soberbos, mas concede graça aos que são humildes.” (Tg 4, 6)

O orgulho é um pecado capital universal dos seres humanos, e é tão natural para todos nós, pecadores, que cresce em nossos corações como a erva daninha, que insiste em crescer num jardim, por mais bem cuidado que seja.

Na imaginação popular, gatos têm 7 vidas. Mas o pecado do orgulho tem milhões de vidas! Parece impossível matá-lo, acabar com ele. Mesmo quando tentamos muito vencê-lo, sermos humildes e cultivar a modéstia em nossas vidas, ele volta a brotar, até mesmo daquilo que deveria destrui-lo...

A grande contradição é esta: muitas pessoas sentem orgulho da própria simplicidade! Se gloriam por não ter vaidade ou por viver de um jeito simples, mas acusam àqueles que possuem valores diferentes dos seus de serem orgulhosos. Gostar de se vestir bem, ter um bom carro ou ser atencioso na decoração da sua casa, por exemplo, não são necessariamente sinais de orgulho.

Não devemos julgar ninguém: esta sim é uma demonstração de verdadeira humildade. A simplicidade leva as pessoas a se respeitarem umas às outras, pois quem é realmente simples e humilde não julga seu próximo. O orgulho é um pecado inconsciente. Muitas vezes os mais orgulhosos são aqueles que pensam que não tem orgulho nenhum. Gloriar-se da própria humildade é tomar um banho de orgulho... Este pecado é muito perigoso, pois chega sem ser notado.

Na edição anterior estudamos o que significa pecado capital: vimos que são sete, e relembramos quais são eles e o que significam, superficialmente. A partir desta edição, estudaremos cada um dos sete pecados capitais separadamente, com um pouco mais de detalhes, e buscaremos conhecer também qual a melhor maneira de evitá-los ou vencê-los.

Segundo teólogos, o orgulho (soberba) foi o primeiro pecado cometido pelos seres humanos. Teve sua origem na Serpente, representação do Mal e da mentira, que o transmitiu à Eva, mãe da raça humana pecadora.

Bem aventurados os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos Céus.(...) Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. (...) Portanto, quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no Reino dos Céus.” (Mateus 5, 5.11.18)

São tantas as passagens nas Escrituras e nos Evangelhos que enfatizam a importância e santidade da humildade e da simplicidade, que fica evidente a gravidade do pecado do orgulho. Mas também há inúmeras advertências para evitá-lo:


Vencer o orgulho

A maneira de vencer o orgulho é cultivar a humildade. Humildade é a qualidade daqueles que não tentam se projetar sobre as outras pessoas. É saber que, para que um seja feliz, o outro não precisa sucumbir, ao contrário. A plenitude nunca será possível enquanto houver um irmão sofrendo logo ao lado.

A palavra humildade vem do Latim “humus” que signifi ca “solo” ou “chão”. A humildade é a virtude que nos dá a consciência exata da nossa pequenez, fraqueza e modéstia diante de Deus. Nos concede um sentimento de reverência e grande respeito, e isso necessariamente se estende ao mundo que nos cerca, à natureza e principalmente ao nosso próximo, pois também é obra do mesmo Deus.

Ser humilde é ser mais humano, pois é ser consciente da condição humana, por um lado privilegiada e especialíssima, por outro frágil e pequenina, se comparada à enormidade da Criação e o Infi nito da Glória Divina.

Ser humilde é ser parecido com Jesus, que além de ser Deus e Salvador, foi o maior Mestre que pisou a face desta Terra. Mesmo assim, sua vida no mundo refl etiu humildade sem fi m, em cada atitude sua. O Rei dos reis viveu uma vida simles, lavou os pés dos discípulos e se entregou à morte de cruz, o mais humilhante castigo daquele tempo. Na sociedade romana, até falar na cruz era proibido.

Você consegue imaginar o Rei da Glória, o Filho de Deus, se submetendo aos soldados romanos, levando cusparadas, apanhando, levando chutes, socos, chicotadas? Esta foi a maior prova da humildade de Jesus, e o maior de todos os exemplos que nós temos, para entender que o orgulho, além de um grande pecado, é uma estupidez enorme. Mas lembre-se: não é você que deve julgar o orgulho ou a humildade do seu próximo, e sim Deus.


Fonte: http://vozdaigreja.blogspot.com



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.699.638
Visitas Únicas Hoje: 965
Usuários Online: 236