Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 15435 - A surpreendente trajetória do santo que não gostava de ler a Bíblia
Artigo visto 282 vezes




Visto: 282
Postado em: 31/08/19 às 01:25:15 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=15435
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

E como ele se deixou, afinal, fascinar pelas Sagradas Escrituras

santo Agostinho é um dos santos mais profundos e admirados de todos os tempos – inclusive por não católicos. Durante muitos anos, porém, ele sentiu quase rejeição pela Bíblia, cujo estilo literário lhe era bastante desagradável.

Ele mesmo conta nas suas célebres Confissões:

“Meu orgulho inflado evitava seu estilo e a agudeza de minha inteligência não conseguia penetrar em seu significado interior”.

Muito culto, Agostinho preferia ler poetas e filósofos gregos a encarar a insípida linguagem das Escrituras. Seu coração, porém, começou a mudar quando Santo Ambrósio começou a fazê-lo ver a beleza da história da salvação:

“Com prazer ouvi Ambrósio em seus sermões ao povo. Ele muitas vezes recomendava com mais diligência esse texto como regra: ‘a letra mata, mas o Espírito vivifica’”.

Embora ainda não estivesse convencido de que a Bíblia era verdadeira, a beleza das Escrituras se revelava a ele pouco a pouco. Agostinho encontrou especial reconforto nas Cartas de São Paulo e ainda maior fascínio no Evangelho de São João, descobrindo uma conexão única entre os escritos desse apóstolo e a filosofia.

Mas foi uma experiência espiritual o que selou o seu amor pelas Escrituras e o colocou no caminho da conversão:

“Eu estava chorando na mais amarga contrição do coração quando ouvi a voz de um menino ou menina, não sei, vindo de uma casa vizinha, cantando e repetindo: ‘Pegue e leia’. Imediatamente meu semblante mudou e comecei a pensar seriamente se havia alguma brincadeira em que as crianças cantassem tais palavras; nem me lembro de tê-las ouvido nunca. Então, reprimindo a torrente de minhas lágrimas, levantei-me, interpretando-o como um comando do céu para que eu abrisse o livro e lesse o primeiro capítulo que abrisse… Assim, rapidamente retornei ao lugar onde Alípio estava sentado, porque ali tinha deixado o volume dos apóstolos quando me levantei. Agarrei-o, abri e, em silêncio, li o parágrafo em que meus olhos caíram pela primeira vez: ‘Com­por­temo-nos honestamente, como em pleno dia: nada de orgias, nada de bebedeira; nada de desonestidades nem dissoluções; nada de contendas, nada de ciúmes. Ao contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não façais caso da carne nem lhe satisfaçais os apetites’ (Romanos 13,13-14)… Quando a frase terminou – por uma luz, assim digamos, de segurança infundida em meu coração – toda a tristeza da dúvida desapareceu”.

Nem todos terão a experiência espiritual que Santo Agostinho viveu, mas todos podem passar a gostar das Escrituras quando aprenderem a lê-la. A história da Bíblia pode parecer confusa para um leitor iniciante, mas, quando a totalidade da história da salvação é explicada, a Bíblia ganha vida.


Fonte: www.aleteia.org

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.933.911
Visitas Únicas Hoje: 481
Usuários Online: 317