Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.255.092
Visitas Únicas Hoje: 16
Usuários Online: 376
Sistema de Busca

 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1669 - Impresso: 45 - Enviado: 14 - Salvo em Word: 32
Postado em: 02/03/11 às 21:40:55 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=7399
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Pois esse poderia ser o tema da Veja dessa semana. Ao colocar a resposta, um tanto elementar demais para o meu gosto, de Santo Agostinho, o artigo minimiza o entendimento cristão do assunto. Segundo Jerônimo Teixeira, Santo Agostinho, por exemplo, dizia que, se bons e maus sofrem igualmente, é para que os primeiros possam provar sua virtude. Assim como o fogo "transforma a palha em cinza e faz brilhar o ouro", o infortúnio purifica os virtuosos e destrói os perversos, diz Agostinho em A Cidade de Deus.

Pois é, acho que a resposta passa longe do conceito bíblico do assunto. Quer você acredite ou não na história que está no livro sagrado, o fato é que dentro da estrutura narrativa bíblica a coisa se deu assim: A humanidade - representada por Adão e Eva - escolheu não viver mais debaixo do governo divino. Adão e Eva, ao comerem do fruto proibido, se rebelaram contra o Criador e decidiram por um governo independente de Deus. Sendo seres de livre arbítrio (afinal, Deus não poderia predestiná-los ao pecado.), Deus concedeu a eles o que queriam: Independência total. Contudo, não poderia mais sustentá-los. E por isso passaram a envelhecer e morrer.

Pois bem, a partir daí tem prevalecido a lógica do "homem dominando homem para seu prejuízo" (Eclesiastes 8:9). Deus não pode interferir nos assuntos humanos em função disso. Contudo, ele fez um programa de governo para que os que não estivessem de acordo com a independência e rebeldia de Adão e Eva pudessem aderir. É o chamado Reino (i.e. governo) de Deus - tema principal da pregação de Cristo e um dos mais importantes pedidos feitos na oração do Pai-Nosso. "Venha a nós o vosso Reino".

A Bíblia conta a história das pessoas que aderiram a esse governo apesar de o mundo a sua volta rejeitá-lo (consciente ou inconscientemente).

Segundo a Bíblia, por enquanto, Deus nada pode fazer em relação à maldade. Não que ele não tenha poder ou má vontade. O ponto é que ele tem de permitir o mal por um tempo para que fique claro que o homem não pode governar a si mesmo sem Ele.

Essa é basicamente a mensagem de toda a Bíblia.



Fonte: http://sal.zip.net/arch2008-11-01_2008-11-30.html





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 02/03/11 às 21:40:55 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES